sábado, 27 de fevereiro de 2010

Filme sobre Chico Xavier será lançado em Abril de 2010


O filme CHICO XAVIER, sobre a vida do maior médium espírita do século XX, está sendo produzido pela Globo Filmes e a Sony Pictures. O filme está orçado em 7 MILHÕES DE REAIS, um dos filmes mais caros já produzidos no Brasil. O ator Nelson Xavier (67 anos), vai interpretar o líder espiritual no cinema, com direção de Daniel Filho.



1- Como surgiu o convite para fazer Chico Xavier no cinema?
Nelson Xavier: Essa história começou há cinco anos. O Marcel Souto Maior, que escreveu ‘As Vidas de Chico’, me mandou o livro e um bilhete dizendo que gostaria que eu interpretasse o Chico. Li o livro e fiquei estarrecido com o poder de Chico (…) liguei para o Daniel, que é uma pessoa com quem não tenho relação regular, e disse ‘Sei que você vai dirigir Chico Xavier e quero fazer. Se você achar que estou muito velho, eu até faço uma plástica.’ Segui minha vida até que um dia ele me ligou e disse: ‘A resposta é sim’. Quando caí em mim, tive uma crise de choro.
2- E como se preparou para o personagem?
NX: Em março fomos para Uberaba, em Minas Gerais, na casa onde Chico morou, e para Pedro Leopoldo (cidade onde Chico nasceu). Lá tem recortes lindos… Delirei, queria morar lá. É um lugar de paz. Todos os lugares que ele frequentou são carregados de uma energia arrebatadora. Nessas visitas tive notícias de muitos colegas que visitavam o Chico.
3- Qual foi a reação das pessoas quando descobriram que você viveria Chico Xavier?
NX: Tanto as pessoas de Uberaba, quanto o Daniel acham que, por eu não ser comprometido com o espiritismo, vejo com mais amplitude. É um olhar de quem é de fora. O filme vai ser um sucesso não só no Brasil quanto internacionalmente.”


PRECIOSA HISTÓRIA DE AMOR...



A moça desta foto se chama Katie Kirkpatrick, e tem 21 anos. Ao lado dela está seu noivo Nick de 23 anos.. A foto foi tirada pouco antes da cerimônia de casamento dos dois, realizada em 11 de janeiro de 2005, nos EUA. Katie tem câncer em estado terminal e passa horas por dia recebendo medicação. Na foto Nick aguarda o término de mais uma de suas sessões.



Apesar de sentir muita dor, de vários órgãos esteram apresentando falências e de ter que recorrer à morfina, Katie levou adiante o casamento e fez questão de cuidar de todos os detalhes. O vestido teve que ser ajustado várias vezes, pois Katie perde peso todos os dias devido ao câncer.



Um acessório inusitado na festa foi o tubo de oxigênio usado por Katie. Ele acompanhou a noiva em toda a cerimônia e na festa também. O outro casal da foto são os pais de Nick, emocionados com o casamento do filho com a mulher que ele foi namorado desde a adolescência.





Katie, sentada em uma cadeira de rodas e com o tubo de oxigênio, escutando o marido e os amigos cantando para ela.





No meio da festa, Katie pára para descansar um pouco. A dor a impede de ficar em pé por muito tempo.

Katie morreu 5 dias depois do casamento. Ver uma mulher tão debilitada vestida de noiva e com um sorriso nos lábios nos faz pensar...a felicidade sempre está ao alcance, dure enquanto dure, por isso devemos deixar de complicar nossas vidas...
A vida é curta, por isso
Trabalhe como se fosse seu primeiro dia
Perdoe rapidamenteBeije demoradamente, ame verdadeiramenteRía incontrolavelmentee nunca deixe de sorrirpor mais estranho que seja o motivo.A vida pode não ser a festa que esperamosmas enquanto estamos aqui, devemos sorrir e agradecer...

Em nota, Ciro reitera disputar à Presidência da República

Diante das informações de que Ciro Gomes (PSB) teria interesse em disputar o governo de São Paulo, nesta manhã, a assessoria de imprensa do deputado emitiu nota oficial reiterando a informação de que ele continua como candidato à Presidência da República. Em contato estabelecido com a assessoria de imprensa do candidato, foi informado que “ele tem ressaltado é que a vontade e todas as energias dele estão voltados para disputar a Presidência da República”, ou seja, Ciro não descarta a possibilidade da disputa estadual. Leia abaixo a nota oficial completa:

.
Ciro mantém oficialmente sua intenção de disputar o Planalto
.
O deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE) comunicou oficialmente hoje pela manhã a dirigentes de nove partidos de São Paulo que mantém sua intenção de disputar o Palácio do Planalto. A reunião aconteceu na sede do PSB em Brasília, a pedido de líderes paulistas do PT, PSB, PC do B e PRB.
“Agradeço a todos, mas sou candidato a presidente da República e terei muito prazer em montar uma chapa com todos esses partidos para a eleição presidencial”, disse Ciro Gomes. Também participaram do encontro o PDT, o PTC, o PSC, PT do B e o PTN.
Confirmando sua pré-candidatura à Presidência da República, Ciro Gomes declarou que amadureceu, está mais vivido, mais experiente. “Estou completando 30 anos de vida pública, já fui candidato duas vezes, conheço o Brasil, conheço a inteligência brasileira, as universidades, ando pensando o país há muito tempo e tenho desejo de servir ao nosso povo. ““A opção plebiscitária é ruim para o país, porque reduz o debate a uma comparação entre passado e presente, sem discutir o futuro. E também é ruim para a democracia, porque reduz o poder de decisão do eleitor, retira as outras opções para que ele exerça o seu sagrado direito de escolha”.

Pernambuco e o Senado em 2010

Saiu ontem no blog do Instituto Maurício de Nassau (ao qual tenho lá minhas reservas) um post sobre o futuro político do atual Senador Marco Maciel (DEM). Maciel, ex-Governador do Estado e ex-Vice-Presidente da República, cogita a possibilidade de se lançar novamente candidato a uma vaga no Senado, já que seus 8 anos de mandato se encerram em 2010.
Isso me fez pensar que, atualmente, a disputa pelas duas vagas de Pernambuco no Senado Federal é mais interessante do que a própria sucessão do Governo do Estado. Isto por que são tantos e de tanta expressividade os pré-candidatos que a própria decisão de quem será ou não candidato fará uma grande diferença na própria disputa ao Governo em 2010.
O fato é que, além de Maciel, o mandato de Sérgio Guerra (PSDB) também está próximo do fim. Em 2002, ambos foram eleitos na vitoriosa chapa do então candidato à reeleição Jarbas Vasconcelos (PMDB), que levou a disputa ainda no primeiro turno, em cima de Humberto Costa (PT). [Quem não lembra do Jingle (de Lula Queiroga, se não me engano) cantado por Dominguinhos: “É Jarbas, Marco Maciel e Sérgio Guerra. Juntos pelo bem da nossa terra!”?]
Sendo assim, das 3 vagas pernambucanas na casa, 2 estarão abertas à disputa. A outra vaga é ocupada pelo ex-Governador e (talvez) pré-candidato ao Governo em 2010, Jarbas. O lodo é tão grande que decidi tentar analisar a situação de cada pré-candidato de forma individual, se é que isto é possível.
Bom, vamos lá:

Marco Maciel (DEM)

Segundo o Instituto Maurício de Nassau, a discrição do atual Senador em nada impede suas articulações políticas e Maciel será, provavelmente, candidato à reeleição de seu mandato. Diferentemente do que fez seu antecessor José Jorge, recém-eleito para o cargo vitalício de Conselheiro do Tirbunal de Contas, Maciel não deve optar por sua aposentadoria das urnas. No entanto, esta não me parece ser a melhor opção para o Senador, que, há mais de 15 anos vivendo em Brasília, perdeu boa parte de sua influência no Estado, principalmente para os líderes políticos do Interior, como Inocêncio Oliveira (PR) e Fernando Bezerra Coelho (PSB).
A situação de Maciel não é nada confortável, até por que, os atributos de articulação política e perspicácia legislativas que fazem de Maciel um bom postulante à reeleição não são percebidas pelo eleitorado pernambucano, principalmente o jovem, no qual deve ter um significativo índice de rejeição, por sua ligação história com o ex-Presidente FHC.
Maciel poderá até sair como candidato na chapa que irá reeditar a União por Pernambuco, porém, suas chances de vitória não me parecem ser das melhores.
Sérgio Guerra (PSDB)


Ouvi dizer que Guerra já se articula para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados. Isto por que os últimos anos não foram os mais favoráveis ao Senador, já que boa parte dos seus planos foram por água abaixo, principalmente o de ocupar um dia o Palácio do Campo das Princesas.
Me parece que o bonde passou para Sérgio Guerra, que tem um imenso potencial eleitoral, porém, não deve arriscá-lo na disputa ao Senado. Na verdade, sua eleição e a de Marco Maciel devem-se imensamente à aliança com Jarbas em 2002, que detinha uma hegemonia eleitoral absurda no Estado.
Logo após as eleições municipais de 2008, Jarbas chegou a cogitar a candidatura de Guerra ao Governo, que foi imediatamente rechaçada pelo Presidente Nacional do PSDB. Sem um forte candidato ao Governo (e isso, hoje, Sérgio nem é nem o tem), sua candidatura pode minguar, e isso, com certeza, esta raposa não deixará acontecer. A não ser que Jarbas seja, realmente, o candidato ao Governo do Estado.



João Paulo (PT)



Com uma absurda expressividade eleitoral na Região Metropolitana do Recife (que concentra 35% do eleitorado do Estado), o ex-prefeito do Recife tem condições de sobra para ocupar uma das vagas do Senado, se apoiar a reeleição do atual Governador Eduardo Campos (PSB).
Segundo alguns analistas políticos, o problema está justamente aí. Isso por que, se João Paulo entender que esta expressividade é suficiente para lançá-lo diretamente ao Palácio, a coisa fica complicada. Mais complicada ainda por que Humberto Costa, que lidera o Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores, já declarou seu apoio incondicional à candidatura de Eduardo. Como todos sabemos, Humberto e João Paulo disputam, há anos, a liderança dentro da legenda e, segundo as más línguas, a “submissão” do PT pernambucano ao Governo do PSB faz parte da estratégia de Humberto de minguar os planos de Governador em 2010 de João Paulo.
Confusões à parte, João Paulo ainda tem 2 anos para percorrer o Estado a mando do Presidente Lula, reforçando o PT no Estado e preparando o terreno para a candidatura da ministra Dilma Roussef (PT). Tudo perfeito para que João Paulo se eleja Senador em 2010 e concorra, em 2012 à sucessão de Eduardo sem medo de ficar sem mandato.


Fernando Bezerra Coelho (PSB)









O polivalente Secretário de Estado não esconde de ninguém suas aspirações ao Senado. Isso por que, como um dos principais nomes do Governo de Eduardo e com uma expressiva representatividade no Sertão do São Francisco, Bezerra Coelho é a melhor opção do partido do Governador à disputa. No entanto, poderá ter seus planos frustrados pela necessidade de Eduardo Campos se articular com outros partidos e lideranças políticas para consolidar o seu mandato a partir de 2010.
Na minha opinião, sua candidatura é, hoje, muito mais uma aspiração pessoal do que um plano político integrado. Meu xará tem um currículo invejável como ex-prefeito de Petrolina por 3 vezes, Deputado, e, atualmente, Secretário de Desenvolvimento Econômico e Presidente do Porto de Suape. Seu grande entrave eleitoral é justamente o desconhecimento de sua figura política na RMR, situação que Bezerra Coelho magistralmente contorna ao assumir a presidência do Santa Cruz Futebol Clube (que, por sinal, levou um chocolate ontem do Porto, por 4 a 0). Por isso eu digo que boa parte de suas chances de tornar-se Senador em 2010 estão em jogo no Campeonato Pernambucano deste ano.



Armando Monteiro Neto (PTB)



Se a roda da política tivesse girado em outro sentido, hoje teríamos Armando Monteiro e Sérgio Guerra em lados opostos, disputando o Governo do Estado. No entanto, me parece (reafirmo, me parece), que os planos de Armando ao Palácio também se frustraram, assim como os de Sérgio.
A tendência é que o atual Deputado Federal e Presidente da CNI seja mesmo o candidato do Governador Eduardo Campos ao Senado em 2010. Isso por que, já em 2006, quando foi eleito o Deputado Federal mais votado do Estado, Armando Monteiro Neto assumiu seu apoio a Eduardo no segundo turno de forma importante. Basta lembrar o VT do início da campanha de Eduardo ao segundo turno, que destacava quem, naquele momento, estava “do nosso lado”.
Suas articulações políticas junto ao empresariado nacional e sua liderança no novo PTB, “criado” por ele em 2004 e que, hoje, tem o segundo maior número de prefeitos do Estado, fazem de Armando o candidato indiscutível para a reeleição de Eduardo. E com enormes chances de sair vitorioso do pleito.
Outras figuras que poderiam ser candidatas, mas não serão, por questões de espaço:
Luciano Siqueira (PC do B)Candidato olímpico em 2006 na chapa de Eduardo, o recém-eleito Vereador do Recife fez e fará a melhor coisa para sua carreira ao disputar o Senado em 2006, não disputar a PCR em 2008 e disputar a Câmara dos Deputados em 2010, ao lado de sua companheira de partido e xará Luciana Santos (PC do B).
Jorge Gomes (PSB)Candidato na chapa de Eduardo em 2006, está muito, bem, obrigado, como vice-prefeito de Caruaru, ao lado de José Queiroz (PDT), e deve apoiar a candidatura de Armando Monteiro Neto.
Mendonça Filho (DEM)O atual Presidente Estadual do Democratas não suportaria outra derrota e deverá ficar mesmo com a disputa para a Câmara do Deputados, para a qual já trabalha e deve ser eleito com mais de 100 mil votos.
Inocêncio Oliveira (PR)A tendência é que, abandonadas suas aspirações ao Governo do Estado, Inocêncio busque a renovação do seu mandato na Câmara dos Deputados. E tudo indica que ele será o mais votado do Estado.
E que venha 2010.

Deputado do dinheiro na meia renuncia ao mandato

O deputado distrital Leonardo Prudente (sem partido), ex-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, apresentou na tarde desta sexta-feira (26) sua carta de renúncia ao cargo. O documento foi protocolado e agora precisa ser lido em plenário durante uma sessão.
Prudente é acusado de receber propina do suposto esquema de corrupção que seria comandado pelo governador afastado do DF, José Roberto Arruda (sem partido), preso na Polícia Federal por determinação do STJ (Superior Tribunal de Justiça).
O parlamentar ficou famoso após ter sido divulgado vídeo em que ele aparece colocando maços de dinheiro nas meias e nos bolsos.
Com o escândalo, Prudente pediu desfiliação do DEM para não ser expulso da sigla e também se afastou da presidência da Câmara Legislativa. Agora, ele renunciou ao mandato para não ser cassado e perder os seus direitos políticos.
Isso porque a Comissão Especial da Casa havia aprovado, na manhã de hoje, a abertura de processo contra Prudente por quebra de decoro parlamentar.
Na carta de renúncia, ele diz que está renunciando para que "as prerrogativas do cargo não interfiram nas investigações (da Polícia Federal) e as apurações sejam feitas com isenção". O governador afastado foi preso justamente sob a acusação de tentar subornar uma testemunha do esquema de corrupção.
Prudente também reafirmou que o dinheiro que aparece colocando nas meias e nos boldos, dentro do gabinete do ex-secretário de Relações Institucionais do governo do DF Durval Barbosa, autor das denúncias contra Arruda, parlamentares e empresários, não era de propina. Segundo ele, trata-se de recursos não contabilizados de campanha.
Ele enviou hoje uma carta aos eleitores pedindo desculpas aos eleitores por aparecer nas imagens da Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, escondendo dinheiro nas meias.

Dois homens invadem escola particular em Olinda após assaltar residência

Dois homens chegaram a invadir um colégio particular no Bairro Novo, em Olinda, em pleno horário escolar, por volta das 7h desta sexta-feira (26), assustando estudantes, pais e professores que chegavam à unidade de ensino.
A dupla invadiu o colégio para tentar fugir da polícia. Raúl Filipe da Silva Silveira, 22 anos, e Jeferson José de Araújo, 24, haviam assaltado a residência que fica ao lado da escola e, na fuga, invadiram a escola. CORDA - A dona da casa localizada na Rua Pereira Simões., que é idosa, e uma funcionária da residência chegaram a ser amarradas com corda e fita crepe. De acordo com o caseiro, que não quis ser identificado, os acusados ameaçaram cortar o dedo da idosa caso a aliança não saísse. Segundo os empregados da casa, os assaltantes estavam bem informados sobre a rotina da residência, sabendo até o horário em que a senhora necessita tomar seus remédios.Os bandidos chegaram a levar da residência televisão, joias e até cédulas de dólar e euro. Após sair da casa, a dupla foi perseguida por policiais militares que se encontravam numa viatura. Na tentativa de escapar, os assaltantes pularam o muro da escola, que tem cerca de 2 metros de altura, porém foram presos dentro da unidade de ensino pelos policiais.
Os dois estavam armados, mas não houve disparos. Ninguém ficou ferido.
Com a dupla, foi apreendido um revólver calibre 38 e uma pistola. Raúl e Jeferson vão ser autuados por roubo e serão encaminhados ao Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima.
O soldado Aldelino Henrique, que efetuou a prisão, explicou para o JC Online como foi a ocorrência.

Desembargador do TJPE nega pela 2ª vez habeas corpus marido e sogro de turista alemã

O desembargador Antonio de Melo e Lima, do Tribunal de Justiça de Pernambuco, negou nesta sexta-feira (26), mais uma vez, o habeas corpus para Pablo e Ferdinando Tonelli, viúvo e sogro da alemã Jennifer Kloker, morta no último dia 17, em São Lourenço da Mata, Região Metropolitana do Recife. Segundo o magistrado, não existe nada ilegal na prisão preventiva da dupla. Ele escreveu na decisão, ainda que o parecer do Ministério Público, entregue pela defesa dos acusados, "apresentou, de forma exaustiva, os motivos concretos que apontam para a imprescindibilidade da custódia temporária dos pacientes”. Uma nova análise da questão será julgado pela 2ª Câmara Criminal do TJPE, que se reúne nessa próxima quartas-feira, a partir das 14h. O CASO - A turista alemã Jennifer foi assassinada no último dia 16. O corpo foi encontrado na BR-408, em Nazaré da Mata, próximo ao Terminal Integrado de Passageiros (TIP), no Grande Recife, com quatro perfurações à bala. Segundo a família, dois homens em uma moto encostaram no veículo onde Jennifer estava com o marido, os sogros e o filho de 2 anos e obrigaram Pablo Tonelli, que dirigia o carro, a parar. Os supostos ladrões, então, teriam obrigado a família a sair do carro e entregar todos os pertences. Um dos bandidos teria levadoJennifer no automóvel e o outro seguiu de moto. A jovem foi encontrada morta às margens da rodovia. Os exames revelaram que ela não sofreu abuso sexual.Um dos principais indícios obtidos pela polícia contra a família Tonelli vem do GPS do Gol alugado pela família. O sistema de localização mostra que o carro fez trajeto diferente do informado por Pablo Tonelli, em depoimento à polícia.Outro ponto que chama a atenção da polícia é a turbulenta relação de Jennifer e Pablo na cidade de Coriano, na província de Rimini, na Itália. A alemã prestou queixa por agressão contra ele. A acusação foi retirada logo depois. O casal chegou a se separar por dois meses, período em que Jennifer teria morado com uma prima do rapaz. Nesta quinta-feira, a imprensa local divulgou o resultado do exame residuográfico realizado em Pablo e Ferdinando. O exame apontou a existência de pólvora nas mãos dos suspeitos, ou seja, eles usaram uma arma.Com relação a um exame feito nas mãos de Pablo e Ferdinando que detectou a presença de pólvora nas mãos dos dois, o advogado do sogro e do marido da turista, Célio Avelino, afirmou que o resultado "não tem o menor valor científico, não serve para estabelecer um juízo de condenação ou de absolvição, apenas serve de orientação".

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Bispo da Igreja Universal do Reino de Deus fala sobre a lei da homofobia

No fim do ano passado, foi aprovado na Câmara dos Deputados a Lei da Homofobia, que em seguida foi encaminhada ao Senado Federal e tramita na Comissão de Direitos Humanos. Creio que os deputados não atentaram para a completa extensão do alcance da lei que aprovaram, a qual, além de inconstitucional, cria em nosso país a “ditadura gay”. Esclareço que não se trata de ser contra o combate intransigente à violência que afeta os homossexuais, algo que deve ser recriminado vigorosamente, como, em geral, a violência contra qualquer ser humano. Visite: Gospel, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel
O que preocupa é que a Lei da Homofobia vai muito além disso, pois altera três leis vigentes no Brasil. A primeira é a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), para proibir demissão por motivo de homossexualidade. Ora, um professor de seminário ou um sacerdote, seja padre ou pastor, que se torne homossexual, colocar-se-á em situação contrária ao que supostamente deve ensinar, que é a Bíblia. E essa posição incoerente e insustentável deverá ser mantida por sua organização, já que sua demissão, se aprovada a lei, será ilegal. Embora a lei procure defender o homossexual contra demissões injustas, o que me parece que efetivamente ocorrerá é o total desinteresse de empregadores em contratá-los, já que, em caso de demissão – por exemplo, por falta de aptidão para a função ou por mau desempenho –, o demitido poderá alegar que a razão tenha sido sua opção sexual, o que provocará uma discussão na Justiça do Trabalho de fim imprevisível.
A Lei da Homofobia altera também a Lei do Racismo para incluir uma série de situações que passam a ser entendidas como preconceito. Por exemplo, não hospedar um homossexual ou casal homossexual em um hotel, proibir a entrada em restaurantes, ou mesmo reprimir expressões de afetividade, como beijo na boca em locais de acesso público.
Uma igreja é um local público onde casais heterossexuais evitam manifestações semelhantes e, caso ocorram, poderão ser advertidos sem maiores conseqüências. Se, no entanto, o casal for gay, adverti-los será crime. Veja como é difícil evitar extrapolações inconvenientes na aplicação dessa lei esdrúxula. Por último, o projeto de Lei da Homofobia altera o Código Penal para criar a figura do crime de opinião, ou seja, é proibido emitir opinião contrária. Com a aprovação desse projeto, o simples fato de criticar o homossexualismo, um direito subjetivo e pessoal, passa a ser crime com pena de dois a cinco anos de prisão, a mesma que se aplica ao seqüestro.
Subjetivo porque a Bíblia ensina que o homem que se deita com outro homem, como se mulher fosse, comete abominação. Dizer o que a Bíblia diz será, então, crime? Será incitação à violência contra homossexuais?
Ler, acreditar e ensinar a Bíblia para a família no lar ou em público não é, simplesmente, o direito de liberdade de culto garantido em nossas Constituições desde a proclamação da República, para evangélicos, e desde a Constituição Outorgada de 1824, para os católicos?
E a livre expressão do pensamento não é um direito fundamental e cláusula pétrea do capítulo mais importante da Constituição Brasileira, que é o que trata das garantias individuais?
É justo que uma lei proíba que um pai de família cristão tenha o direito de ensinar seu filho que o homossexualismo é pecado ou antinatural?
É por isso que tenho repetido em entrevistas, artigos e no Senado Federal que esse projeto de lei, como está, não deve ser aprovado na Comissão de Direitos Humanos. Se for, não deve ser aprovado na Comissão de Constituição e Justiça. Se for, não deve ser aprovado pelo plenário do Senado. Se for, não deve ser sancionado pelo presidente da República. Se for, devemos ir às ruas para protestar e derrubá-lo no Supremo Tribunal Federal.
Disse Marcelo Crivella (PRB-RJ), 50 anos, é senador, engenheiro civil e bispo da Igreja Universal do Reino de Deus.

Advogado diz que Arruda não volta ao governo se for solto

O advogado criminalista Nélio Machado afirmou nesta quinta-feira (25) que o governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), não volta ao cargo se o Supremo Tribunal Federal (STF) aceitar o habeas corpus apresentado pela defesa em 11 de fevereiro. "Ele fica fora do mandato durante o tempo que durarem as investigações", afirmou Machado. Arruda está preso na Superintendência de Polícia Federal por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), junto com outras cinco pessoas, pela tentativa de suborno de uma testemunha do inquérito 650DF, que originou a Operação Caixa de Pandora.
Segundo Nélio Machado, Arruda só volta ao governo se as investigações terminarem antes do encerramento do mandato. "Se o encerramento for de modo que ele faça o fim do mandato, assim será. Caso contrário, ele fica afastado", afirmou o advogado, que descartou a renúncia do governador neste momento. No mesmo dia em que o STJ decretou a prisão de Arruda, ele pediu afastamento do cargo. No seu lugar, assumiu o vice Paulo Octávio, que acabou renunciando após ficar 12 dias no comando do Executivo local. Com a vacância da governadoria, o presidente da Câmara Legislativa, Wilson Lima (PR), tomou posse interinamente no GDF.
O julgamento do mérito do habeas corpus estava previsto para hoje pelos ministros do Supremo. Em 12 de fevereiro, o ministro Marco Aurélio Mello, que relata o caso, negou a liberdade do governador em caráter liminar.
Porém, a pedido da defesa de Arruda, o relator decidiu adiar a análise em plenário. Ele requisitou mais prazo ao ministro relator com a justificativa de que só agora teve acesso às notas taquigráficas da sessão da corte especial do STJ que decretou a prisão do governador. "O direito invocado em favor do paciente é singelo: ser ouvido, defender-se em liberdade, não ser enxovalhado, estigmatizado, crucificado, submetendo-se a verdadeiro linchamento moral incomportável diante das garantias da Constituição Federal de 1988", diz o documento protocolado pela defesa.Arruda é investigado no STJ por conta de um esquema de propina envolvendo membros do Executivo e do Legislativo local. A denúncia partiu do então secretário de Relações Institucionais do GDF, Durval Barbosa, que gravou, em áudio e vídeo, diversas conversas com o governador, com integrantes do primeiro escalão do governo e empresários. De acordo com a denúncia, empresas que contribuíssem para o esquema eram beneficiadas depois com contratos com o governo.

Criança atropelada faz exames e apresenta melhora no quadro de saúde

A criança de apenas três anos foi atropelada em Garanhuns e foi levada para a Restauração com traumatismo craniano A criança de três anos que foi atropelada em Garanhuns, Agreste de Pernambuco, nesta terça-feira (23). Ela foi encaminhada em estado grave para o Hospital da Restauração, no Recife, onde realizou exames e apresenta quadro de saúde estável, sem risco de morte.Ela foi atropelada por dois motoqueiros que faziam “pega” na região. Eles fugiram do local sem prestar socorro. Um deles foi encontrado pela polícia, mas, depois de prestar depoimento foi solto.

Acidente entre dois caminhões deixa uma pessoa morta em Jupi

Veículos colidiram na BR-423, na noite desta quinta-feira; Nilton Cordeiro de Melo, de 54 anos, morreu no local, e a outra vítima está em estado grave.
Um acidente entre dois caminhões deixa uma pessoa morta na BR-423, em Jupi, no Agreste do Estado, na noite desta quinta-feira (25). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o veículo que transportava bacias sanitárias tombou na rodovia e o outro, carregado de sucos industrializados, acabou colidindo, por volta das 21h. Nilton Cordeiro de Melo, de 54 anos, morreu no local. O motorista do outro caminhão, Eduardo Araújo Galdino, de 35 anos, foi socorrido em estado grave para o Hospital de Garanhuns.

Acusado alega que morte de radialista foi provocada por vingança

Suspeito disse que matou Givonaldo Vieira, em Bezerros, por vingança; o radialista teria matado cinco pessoas da família do acusado.
A morte do radialista Givonaldo Vieira (foto) teria sido provocada por uma vingança. A informação foi repassada pela polícia, durante uma entrevista coletiva realizada na tarde desta quinta-feira (25), para detalhar o crime. De acordo com a delegada Josineide Confessor, José Clenildo Bezerra, de 48 anos, acusado pelo homicídio do radialista, se apresentou ao Ministério Público na noite da última quarta-feira (24) alegando que queria se proteger de ameaças de morte feitas contra ele.O acusado explicou à polícia que matou o radialista de Bezerros, no Agreste do Estado, para se vingar de cinco assassinatos atribuídos a Givonaldo Vieira. De acordo com ele, o radialista seria o responsável pela morte de cinco pessoas da sua família e que os crimes teriam sido provocados por conta de uma disputa na divisão de produtos roubados.“Isso teria acontecido, segundo a narrativa do Clemildo, no ano de 1998 depois de um assalto que pessoas ligadas a família dele junto com Givonaldo. O assalto não deu certo e resultou num conflito. Ele não detalhou porque o assalto não deu certo”, explica a delegada.Depois de tomar conhecimento que seu cliente estava sendo ameaçado, a advogada de Clenildo Bezerra o aconselhou a se entregar. Ele foi até o Ministério Público com uma carta de apresentação, alegando temer por sua integridade física. Na década de 80, o suspeito ficou sete anos preso, também por homicídio.Clenildo Bezerra possuía dois mandados de prisão. Ele é suspeito de ter se envolvido em dois homicídios, um deles contra o radialista Givonaldo Vieira, em dezembro de 2009, no município de Bezerros, Agreste do Estado.

Camisa da seleção na Copa será cem por cento reciclável

O atacante Alexandre Pato foi o modelo escolhido pela Nike, nesta quinta-feira, para lançar a nova camisa da seleção brasileira para a disputa da Copa do Mundo. O uniforme será utilizado pela primeira vez no amistoso da próxima terça contra a Irlanda, em Londres.
Ironicamente, o jogador do Milan não poderá usar a nova camisa em jogo, já que não faz parte da lista de convocados por Dunga. "Falam que a camisa da seleção pesa, mas esta é bem levinha. Realmente fica bem justa ao corpo e esse material facilita muito para o atacante", brincou Pato, que ainda sonha com uma vaga no Mundial da África do Sul.
A escolha do atacante do Milan como modelo do lançamento da camisa (que foi em Londres) foi feita de última hora. A primeira opção era o lateral-direito Daniel Alves, mas o Barcelona não aceitou liberá-lo. O centroavante Luís Fabiano, do Sevilla, era a segunda opção, mas machucado, não pôde viajar. Pato não joga pela seleção desde junho de 2009.
A sua última partida foi na Copa das Confederações, na vitória por 4 a 3 sobre o Egito na estreia da competição. "Meu sonho ainda é ir para a Copa. Vou continuar trabalhando forte até o último minuto. Estou fazendo bem o meu papel no Milan, mas respeito qualquer decisão que o Dunga tomar".
NOVA TECNOLOGIA - O tecido da camisa é feito com oito garrafas de plástico, daquelas de refrigerante, e o material é 100% reciclável. A novidade é a listra verde que vai da gola até as mangas.

BBB: Alemão fala mal de Elenita e fica de molho na TV


O Big Brother vem rendendo confusão até mesmo fora da casa. O ganhador do BBB 8, Diego Gasgues, o Alemão, que apresenta o programa A eliminação (Multishow), foi punido e não comandará a edição desta semana da atração na qual ele entrevista os eliminados do BBB.
O motivo? Ofensas pessoais a Elenita, que deixou o reality show no penúltimo paredão. "Acabei a entrevista com a Elenita agora há pouco, ô mulherzinha nojenta, batemos boca na entrevista, dá pra acreditar? De quinta categoria", postou no Twitter Alemão.
Quem apresenta o programa em seu lugar é a também ex-BBB Priscila, que já entrevistou Angélica, a última eliminada.
Segundo o Multishow, Alemão voltará ao comando de A eliminação.

Humberto diz ter renascido depois de parecer do ministério público e que já está processando os que lhe difamaram

Depois de quatro anos de processo, Humberto Costa (PT) foi absolvido das acusações de participação na Operação Vampiro.O parecer da Procuradoria Regional do Ministério Público, mesmo órgão que moveu a causa contra o ex-ministro da saúde ainda não é definitivo, o que foi divulgado hoje foi um parecer do MPF, que precisa ser corroborado pela Justiça.
A decisão que veio esta tarde levou às lágrimas o atual secretário das cidades.
“Esperei por esta decisão com a mesma ansiedade que eu esperei nove meses pela minha primeira filha. É como se eu tivesse nascido de novo”.
O resultado veio em um momento de muita agitação política dentro do PT com uma disputa interna para a chapa majoritária. Humberto, contudo, na contramão dos seus aliados, não faz associação dos dois fatos.
Para ele que diz ter sido alvo de armação política, “a decisão deve ficar como exemplo para política de Pernambuco, onde muitos só sabem fazer política com agressão e calúnia”.
Costa diz já está processando aqueles que lhe chamaram de vampiro. Mesmo antes do resultado favorável do Ministério Público o ex-ministro já tinha dado entrada contra diversos veículos de comunicação, colunistas e políticos.
“Não tenho sentido revanchista, o que eu quero é que, por intermédio disso, as pessoas passem a ter mais responsabilidade com a biografia do outro. Alguém só é considerado culpado quando a justiça condena”, desabafou Humberto.


Graça Araújo é a mais nova recifense

O título de cidadã do Recife foi entregue, na tarde desta quinta (25), para a jornalista Graça Araújo na Câmara Municipal. Graça é apresentadora do programa Jornal do Meio-dia, exibido pela TV Jornal. Estavam presentes amigos, colegas e admiradores da mais nova recifense.
"Eu confesso para vocês que tenho muita dificuldade em receber homenagens em função do trabalho que desenvolvo, porque parto do princípio de que se você trabalha em veículos de comunicação, de maneira especial o rádio e a televisão, que são concessões públicas, você tem obrigação de dar o melhor de si, para que se possa cumprir o papel de ajudar nas demandas sociais daqueles que são de fato os donos dos veículos: a população, o povo", disse Graça em seu discurso
Durante a cerimônia, foram enaltecidas a ética jornalística e a dedicação da apresentadora. O trabalho em defesa da mulher, dos desfavorecidos, sempre norteados pela busca da verdade, foram pontos destacados pelo vereador Aerton Luna. Seu pai, Gilberto Luna, foi o primeiro a indicar Graça para receber o título.
Maria Gracilane Araújo da Silva nasceu em Itambé (Zona da Mata Pernambucana) e, quando criança, foi com a família para São Paulo. Lá, graduou-se em jornalismo e veio para Recife como estagiária.

Funcionária de lotérica diz à polícia que esqueceu de registrar aposta

Outros funcionários devem prestar depoimento sobre suposto bolão.Dono da lotérica é investigado por suspeita de estelionato.
Em depoimento prestado à polícia nesta quinta-feira (25), uma funcionária da lotérica de Novo Hamburgo (RS) afirmou ter esquecido de registrar a aposta do suposto bolão premiado da Mega-Sena. A aposta seria sorteada no concurso 1.155, no sábado (20).
Ainda segundo o que afirmou ao G1 o delegado Clóvis Nei da Silva, outros funcionários da lotérica devem ser ouvidos nos próximos dias, para dar continuidade à investigação.
Um grupo de moradores de Novo Hamburgo reclama a participação em um bolão e diz ter acertado os números sorteados da Mega-Sena. No entanto, a Caixa Econômica Federal informou que não há apostas vencedoras. O dono da lotérica é investigado por suspeita de estelionato. A Caixa investiga o caso.

Imagens do circuito interno da lotérica, divulgadas na quarta-feira (24), mostram o desespero da funcionária ao perceber que não tinha feito os jogos.
De acordo com Silva, não há prazo para conclusão do inqúerito policial. "Apenas a lotérica é investigada, pois não houve aposta. Agora, se houve falha de fiscalização da Caixa sobre os bolões, a investigação passa a ser no foro cível e não cabe apuração na esfera criminal."
Bolão proibido
A Caixa Econômica Federal informou que
não autoriza a organização de bolões pelas lotéricas. De acordo com a assessoria do órgão, os estabelecimentos são fiscalizados e sofrem penalidades em caso de irregularidades. De acordo com a assessoria, a fiscalização é realizada pelos Consultores Regionais lotados nas Superintendências Regionais da Caixa e também pelos Auditores Regionais da Caixa. O órgão também diz que realiza controle de qualidade dos volantes utilizados para a marcação dos números pelo apostador.

Prova do Líder sob investigação


A Produção do Big Brother Brasil está revendo a Prova do Líder em seus detalhes para avaliar se o resultado deve ser validado ou não.

Relembre como foi a Prova do Líder

O apresentador Pedro Bial explicou para os brothers como seria a Prova do Líder: em duas etapas. Antes ele deu um aviso importante aos confinados: “Em primeiro lugar, relaxem: a prova não é de resistência. Podem ficar tensos de novo: a prova exigirá perícia, cuidado e rapidez”. E em seguida, com os competidores já no jardim, explicou: “Vocês têm que encher os tanques até a faixa vermelha. Como a prova vale uma moto e é mix, álcool e gasolina, vocês podem encher os tanques com qualquer um dos combustíveis. Só pode levar um copo de cada vez e tem que colocar pelo menos um copo de álcool e um de gasolina”. Os dez competidores correram contra o tempo e contra o cansaço para que conseguissem encher seus recipientes com combustíveis.
Dourado saiu na frente, seguido de Eliéser e Michel. O engenheiro e o publicitário, porém, bateram o sinal vermelho antes de encherem seus recipientes até a linha vermelha e foram eliminados. Dourado passou na próxima fase. Depois de alguns instantes de prova paralisada, os brothers recomeçaram o desafio. Fernanda e Dicesar são aprovados para a segunda fase. Bial explicou a etapa para a dentista, o maquiador e Dourado. Há três chaves. Cada um pega uma chave, por favor. Quero dizer pra vocês que cada um de vocês ganhou uma moto”, Bial diz e o trio comemora.

O apresentador continua a explicar: “Vamos ver qual chave liga a moto dourada”, o apresentador pede. Fernanda é a primeira a tentar ligar o veículo e tira a sorte grande. Com a chave correta, a dentista dá a partida na moto e é eleita a nova líder.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Jogador Edu Matos recebe alta da UTI

Zagueiro espera por liberação de leitos no Procape para ser deslocado; Edu sofreu sete paradas cardíacas.

O quadro de saúde do jogador Edu Matos, do Araripina, apresentou melhoras. Ele já recebeu alta da UTI e espera a liberação de leitos no Pronto Socorro Cardiológico da Universidade de Pernambuco (Procape/UPE) para ser deslocado.Segundo informações médicas, o jogador está clinicamente bem, apresentando bom quadro cardiológico e respirando sem a ajuda de aparelhos. O que preocupa, entretanto, é o setor neurológico, que apresenta sequelas.PARADAS CARDÍACASO zagueiro foi internado após sofrer uma parada cardíaca no jogo contra o Porto, em partida válida pelo Campeonato Pernambucano, no dia 27 de janeiro. No dia seguinte, o atleta sofreu outras seis paradas.


Jennifer tinha um amante, diz sogra da alemã assassinada

Usando uma camiseta com a foto da alemã Jennifer Marion Nadja Kloker, com os dizeres “Por onde quer que eu vá eu vou te levar para sempre”, a sogra da estrangeira, Delma Freire, 48 anos, falou com jornalistas pela primeira vez desde que seu filho, Pablo Tonelli, e seu companheiro, Ferdinando Tonelli, 44, foram presos acusados de participar do assassinato da estrangeira. Apesar do suposto gesto de carinho, ela disse apenas que sua relação com a nora era “normal, sem problema nenhum”.
Sem ser perguntada diretamente sobre o assunto, Delma afirmou que a alemã não só teve um amante na Itália, como o apresentou a Pablo Tonelli, que teve um ataque nervoso na hora. Aparentando confusão mental após sofrer um AVC, Delma trocou datas e horários e silenciou sobre os principais argumentos usados pela polícia para apontar seu companheiro e seu filho como suspeitos. Ela afirmou não saber nada sobre o GPS no carro em que estava, desmentiu o depoimento da família, e disse desconhecer se Jennifer tinha seguro de vida em seu nome.
O desconhecimento da entrevistada foi tanto que ela não soube dizer nem como conheceu o companheiro Ferdinando Tonelli ou quando se mudou para a Europa. Leia abaixo trechos da entrevista convocada por Delma, na casa de familiares, em Afogados, Recife.PRISÃOPegou de surpresa porque eu estava aqui em casa com a minha família, inclusive a minha tia, que é uma pessoa já com determinada idade e tem problema de pressão. Meu filho tinha tomado remédio para relaxar, e acordou com a polícia aqui na porta. A polícia disse que tinha umas perguntas para fazer a minha tinha. Minha tia abriu a porta para esses policiais entrarem. Quando entraram, pegaram meu filho, que estava só com uma zorba, com a maior ignorância. Não apresentaram nenhum documento que desse a eles o direito de levá-lo preso. Trataram a gente mal, com empurrões.NETOIsso foi invasão de domicílio, inclusive pegaram meu neto que tem 2 anos e meio e levaram para o DPCA. Ele não é um adolescente, é uma criança. Ele foi levado para fazer uns exames que eu não sei o que é, mas. Quando terminou tudo, foi levado para casa. Levaram lá, fizeram umas perguntas e trouxeram meu neto de volta. Isso sem nenhuma comunicação. Meu neto está bem, sempre tendo contato com crianças. Sentir falta da mãe todo mundo sente, até um adulto. Mas está tudo sob controle.FAMÍLIAO relacionamento de Pablo com o pai adotivo era muito bom. Uma família perfeita. Faz mais ou menos seis anos que eu tenho um relacionamento com Ferdinando. Ele adotou Pablo (com 17 anos) porque é uma pessoa boa de coração, é um anjo.FERDINANDOFerdinando sempre foi e é uma pessoa tranquila. Inclusive estou muito preocupada com o estado de saúde dele. Ferdinando, no dia 1º de dezembro, teve uma paralisia, semelhante a um AVC (acidente vascular cerebral). E de três em três dias tem que fazer um teste, para saber se tem que aumentar ou diminuir a quantidade desses remédios. Ainda não casei com ele. Casamento é importante no Brasil, na Europa o que importa é a convivência. Conheci Ferdinando Tonelli lá na Europa. Sempre trabalhando.CASALMeu filho conheceu Jennifer numa praia ou numa discoteca, não tenho certeza.AGRESSÃO E TRAIÇÃONão houve agressão (de Pablo contra Jennifer). No ano passado, no mês de julho eu vim para o Brasil com Pablo e com meu neto. Jenny estava trabalhando, não podia vir por causa do trabalho. Então, nesse período, Jennifer chamou meu filho e comunicou que tinha um amante. Meu filho não acreditou e Jennifer chegou a levar meu filho para conhecer esse amante. Então, meu filho ficou nervoso, teve uma crise nervosa. O problema foi esse. Depois, Jennifer abandonou a casa. Eu e meu marido ficamos pagando hotel para ela. Eu tenho o nome do hotel, sei onde é, sei tudo. À noite, meu filho, mesmo sabendo que ela tinha esse amante, decidiu manter o relacionamento com ela porque, na verdade, eles se amavam.PERDÃODepois de tudo resolvido, ela (Jennifer) disse que não queria mais continuar no hotel e ficou hospedada com uma família nossa na Itália. Depois, pediu para voltar para casa e tudo ocorreu normalmente.TRABALHOJennifer era cabeleireira, mas acontece que ela fez várias provas para trabalhar em salão de beleza e existe uma concorrência muito grande para conseguir uma vaga de cabeleireira. Ela pediu para eu arrumar um emprego em determinada loja lá e consegui o trabalho para ela, que trabalhava como vendedora, era um contrato. Pablo é mecânico, mas não trabalha com mecânica, ajuda o pai, que faz construção de pistas, viadutos. Eu sou enfermeira, mas não atuo na área de enfermagem. Estou aposentada. Não tenho registro. Fiz o curso de enfermagem na escola de Vitória de Santo Antão (Zona da Mata de Pernambuco). Fiz o curso de técnico em necropsia na Universidade Federal de Pernambuco. Sou auxiliar de legista em Pernambuco. Lá (na Itália), eu recebo pensão.ENTERRO DE JENNYA família dela autorizou a gente a fazer o sepultamento aqui no Recife. Essa manhã (ontem) a família entrou em contato, dizendo que o corpo vai ser cremado e mandado para a Alemanha. A gente chegou a entrar em contato com casa funerária para fazer tudo, depois disseram que não era para fazer nada. O Consulado da Alemanha está a par de toda a situação. Todos temos contatos com a família dela. Meu filho viajou várias vezes à cidade dela. A mãe adotiva dela já ficou na nossa casa dois meses, com toda a família. Eu ficaria aqui no Brasil até 20 ou 21 de março e eles partiriam antes para poder comemorar o aniversário do menino com a avó na Alemanha.DIA DO CRIMEA gente fez o que fazia. Geralmente, a gente andava na praia quase todos os dias, ia ao shopping. Nesse dia, a gente foi ao shopping, foi passear. Eu já tinha viajado a Fortaleza de carro e a estrada é muito ruim. Então, a gente foi (ao TIP) saber o preço (da passagem) de ônibus.RELATO DO CRIMEEu comuniquei ao meu advogado Célio Avelino.SEGURO DE VIDADesse seguro de vida (no nome de Jennifer) eu fiquei sabendo pelos jornalistas. Se tem esse seguro de vida, não é do meu conhecimento.GPSEu também soube disso através de jornalistas. Eu não sei o que dizer. Não entendo disso, de GPS. Tudo tem que ser esclarecido com o advogado.EXAMENão estou achando justo. A gente foi para o Instituto Legal de Santo Amaro, fez todos os exames. Se eu não me engano, é de pólvora (para ver se havia resíduo de pólvora). E deu negativo. Deixaram a gente em casa três horas da manhã.INOCÊNCIAEu tive um problema nervoso. Jornalista fala coisa que escuta. Gostaria de pedir à população que tivesse um pouco de respeito e que não criticasse ninguém. Porque o que eu estou passando, qualquer pessoa pode passar. Essa é a única mensagem que eu tenho a dizer para quem tem filho. Eu tenho certeza absoluta que os dois (Pablo e Ferdinando) são inocentes.CAMISETAEu fiz agora (a camiseta com nome e foto de Jennifer). Está escrito: “Por onde quer que eu vá eu vou te levar para sempre. Jenny”. Nosso relacionamento era normal, sem nenhum problema.

Professora que virou atriz pornô é presa após fazer denúncia falsa

Tiffany deixou a cadeia após pagar uma fiança de US$ 1,5 mil.Ex-professora de Biologia disse que largou a indústria pornô.


A norte-americana Tiffany Shepherd, de 32 anos, que virou atriz pornô depois que foi demitida de uma escola na Flórida (EUA) após posar em fotos provocantes, se envolveu em nova polêmica. Ela foi presa na semana passada acusada de fazer uma denúncia falsa. A prisão aconteceu na última quarta-feira referente a um incidente registrado em novembro do ano passado, quando Tiffany ligou para a polícia para relatar que uma mulher que a estava perseguindo se aproximou dela, violando uma ordem judicial. De acordo com a emissora de TV "WTSP", Tiffany deixou a cadeia após pagar uma fiança de US$ 1,5 mil. A ex-professora de Biologia disse que não está mais trabalhando como atriz pornô. No total, ela teria participado de sete ou oito filmes de conteúdo adulto. Tiffany tinha sido demitida de uma escola na cidade de Port St. Lucie, na Flórida, em abril de 2008. Na ocasião, o colégio resolveu despedi-la porque considerou inadequado o fato dela ter posado de biquíni em um barco de pesca. Na época, ela contou que decidiu virar atriz pornô porque não tinha conseguido um novo emprego em sua área, apesar de ter enviado cerca de 2,5 mil currículos. Na indústria pornográfica, Tiffany Shepherd usava o nome de Leah Lust.

Sport vence por 4x2 e antecipa classificação para a segunda fase

O Sport confirmou sua classificação para a segunda fase da Copa do Brasil logo no primeiro jogo. Atuando no Serejão, em Taguatinga, o Leão venceu o Brasília por 4x2 nesta quarta-feira (24) e, pela regra da competição, os dois gols de diferença acabaram com a necessidade do jogo de volta. Ciro e Eduardo Ramos marcaram os gols dos pernambucanos enquanto Gauchinho anotou para os brasilienses. Na próxima etapa, o time da Ilha enfrenta o Paraná Clube.
Desde os primeiros minutos a superioridade técnica do Sport ficou flagrante. A um minuto de jogo, Ciro matou no peito dentro da área mas chutou fraco, fácil para defesa do goleiro. Dois minutos depois, a dupla que infernizaria o Brasília quase marca o primeiro. Ciro rolou para a entrada da área e Eduardo Ramos chutou rasteiro, raspando a trave direita. Os donos da casa responderam um minuto depois e com perigo: Vinícius entrou no meio da defes e mandou para fora.
A partir daí, o jogo desenrolou-se da seguinte forma: o Sport tentava chegar ao ataque tocando bola e o Brasília arriscava de longe mas com péssima pontaria. Aos 13, Eduardo Ramos retribuiu o favor e tocou para Ciro, que não dominou e facilitou a ação da defesa.
De tanto pressionar e não concluir com competência, os rubro-negros sofreram aquele velho castigo - quem não faz, leva. Aos 16 minutos, Fernandinho cruzou da direita e a defesa leonina não subiu. Gauchinho subiu e cabeceou sem chance para Magrão. No prejuízo, o volante Tóbi, que jogava na zaga, avançou mais e construiu a jogada do empate. Aos 23 minutos, ele cruzou da direita e Ciro cabeceou no canto.
Apenas cinco minutos depois os visitantes conseguiram a virada. Eduardo Ramos, em jogada individual, livrou-se de um adversário e chutou forte. O goleiro ainda tocou na bola mas insuficiente para impedir que ela entrasse. A partir daí o Sport abusou de perder gols. Ciro, Dairo e Júlio César tiveram chance de ampliar e falharam. Numa delas, aos 33, Ciro recebeu de Dutra, dominou frente a frente com o goleiro e mandou para fora.
O segundo tempo começou do mesmo jeito que terminara o primeiro: o Sport perdendo gols. Logo no primeiro minuto, Ciro teve uma ótima chance e mandou para fora. Aos sete, a segunda oportunidade perdida com Dutra acertando a rede pelo lado de fora. Menos de um minuto depois, o Brasília quase empata numa bela cabeçada de Fernandinho que Magrão segurou.
Aos 12, Eduardo Ramos recebeu na entrada da área e chutou em cima de Luiz Henrique. Mas o empate do time da casa veio três minutos depois. Novamente pelo lado direito, Fernandinho cruzou rasteiro. Dirley passou da linha da bola e tocou apenas de raspão. Gauchinho empurrou para dentro do gol quando ela estava praticamente em cima da linha.
O resultado igual acordou o Sport para procurar as finalizações com mais competência. E o desempate não demorou muito. Aos 20, Ciro encontrou Eduardo Ramos na meia-lua. O meia chutou rasteiro, no canto direito. Mais três minutos e o Sport marcaria o gol que seria o da classificação. Luiz Henrique recuou para o goleiro, mas Ciro estava esperto e interceptou a bola. Driblou Roger e completou para o gol vazio.
Depois disso, o técnico Humberto Ramos tentou deixar sua equipe mais ofensiva mas não obteve resultado. O Sport passou a administrar mais o jogo provavelmente pensando no desgaste, já que o próximo compromisso pelo Pernambucano será no sertão, diante do Araripina, no próximo domingo.
Ficha do jogo:
Brasília: Roger; Júlio César (Adaílton), Leandro Falcão, Luiz Henrique e Magrão; Fágner, Felipe, Vinícius e Fernandinho; Kabila (Rodrigo Ost) e Gauchinho. Técnico: Humberto Ramos.
Sport: Magrão; Tóbi, Montoya e Dirley; Júlio César, Daniel Paulista (Isael), Zé Antônio, Eduardo Ramos e Dutra (André Luiz); Ciro e Dairo (Juninho Potiguar). Técnico: Givanildo Oliveira.
Local: Estádio Serejão, em Taguatinga. Árbitro: Marcelo Alves do Santos (MT). Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho e Joadir Leite Pimenta (MT). Gols: Gauchinho, aos 16; Ciro, aos 23; Eduardo Ramos, aos 28 do primeiro. Gauchinho, aos 15; Eduardo Ramos, aos 20; Ciro, aos 23. Cartões amarelos: Fágner, Felipe e Montoya.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Condenado no caso João Hélio perde proteção e cumprirá pena em abrigo

Decisão foi tomada por juiz nesta quarta-feira (24), após audiência.Segundo juiz, acusado era ‘alvo de animosidade’ de internos.

O juiz Marcius da Costa Ferreira, titular da Vara de Infância e da Juventude, determinou em audiência realizada nesta quarta-feira (24) que Ezequiel Toledo da Silva, de 19 anos, condenado pelo assassinato do menino João Hélio, em 2007, cumpra a medida de semiliberdade em um Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (CRIAAD), um abrigo para infratores do estado.

A decisão atende ao pedido do Ministério Público estadual. Segundo o magistrado, a medida foi tomada para preservar a segurança de Ezequiel, uma vez que, de acordo com o juiz, o jovem se tornava “alvo de animosidade por parte dos demais internos toda vez que o caso era reavivado pela mídia”. Ainda de acordo com o juiz, o deslocamento do jovem à unidade será acompanhado por agentes do Departamento Geral de Ações Socio Educativas (Degase), em carro próprio, para garantir sua proteção.Com a decisão do juiz, o jovem fica sob custódia da Justiça e é excluído
definitivamente do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte.O Rio tem 12 núcleos de atendimento a infratores e Ezequiel ficará numa unidade localizada no interior do estado. Sua transferência deve ocorrer ainda nesta quarta.
Audiência durou mais de três horas
A
audiência na 2ª Vara da Infância e da Juventude, nesta quarta-feira (24), durou mais de três horas. Ezequiel e o diretor do Instituto João Luiz Alves, Marcus Vinicius Pubel, onde ele cumpriu três anos de medida socioeducativa, foram ouvidos pelo juiz Marcius da Costa Ferreira. Ainda participaram da sessão as promotoras Denise de Mattos Martinez Geraci e Maria Cristina Faria Magalhães, além do advogado da família de João Hélio, Gilberto Fonseca, e a defensora pública Flávia Freitas.

Ezequiel, condenado pelo assassinato do menino em fevereiro de 2007, se apresentou à Justiça no final da noite de terça-feira (23).
Ele era o único menor na época do crime e foi solto no último dia 10, depois de cumprir três anos de internação, que é a pena máxima para menores infratores.
A liberdade do jovem gerou polêmica depois que ele foi incluído no programa de proteção.
O programa
Uma vez no programa, que oferece localização sigilosa, ele não precisaria seguir a determinação da Justiça de cumprir a semiliberdade em um Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (CRIAAD), uma unidade do Degase, onde deveria voltar para dormir nos dias de semana. Lá, ele terá aulas da escola regular e de cursos profissionalizantes, além de acompanhamento de psicólogos e assistentes sociais. De acordo com a ONG Projeto Legal, responsável pelo PPCAAM, o programa prevê também acompanhamento do jovem por uma equipe técnica formada por psicólogos, assistentes sociais e advogados.
Menor foi isolado em unidade
Depois de internado, em 2007, a juíza de menores Adriana Angeli de Araújo determinara, por questões de segurança, o isolamento do menor durante quatro meses. Segundo ela, ele vinha sofrendo ameaças dos outros internos da unidade onde ele cumpria pena e chegou a precisar ser transferido algumas vezes para evitar qualquer tipo de agressão física ao menor.

Na ocasião, Angeli disse em entrevista ao G1 que "foi reconhecida a participação do adolescente no ato (morte de João Hélio) e ele recebeu a medida mais gravosa que é a medida socioeducativa de internação. O normal é que, num caso dessa gravidade, a medida chegue próximo ao prazo máximo de três anos. Mas nada disso por ser dito antes, pois ele passará por avaliações periódicas", disse a juíza.
Menino foi arrastado por 7 km
O jovem é um dos quatro acusados de envolvimento na morte do menino João Hélio, que foi arrastado por sete quilômetros no subúrbio do Rio durante um assalto em 2007. Depois de cumprir três anos de medida socioeducativa, ele, que era o único menor suspeito do crime, foi liberado no último dia 10, pouco depois de completar a maioridade.


Dono de lotérica diz que funcionária esqueceu de registrar aposta de bolão

Grupo de moradores de Novo Hamburgo afirma ter acertado a Mega-Sena.Delegado investiga estelionato e quer ouvir depoimento de funcionária.

O dono da lotérica de Novo Hamburgo (RS), investigado por suspeita de estelionato no caso dos apostadores do suposto bolão premiado da Mega-Sena, disse que a funcionária do estabelecimento esqueceu de registrar a aposta que seria sorteada no concurso 1.155, no sábado (20). A declaração foi feita durante depoimento realizado na delegacia da cidade, na tarde desta quarta-feira (24).

Um grupo de moradores de Novo Hamburgo reclama a participação em um bolão e acertado os números sorteados da Mega-Sena. No entanto, a Caixa Econômica Federal informou que não há apostas vencedoras.

O delegado Clóvis Nei da Silva, responsável pelo inquérito policial, disse que o depoimento do dono da lotérica não vai mudar o rumo da investigação. "Continuo com o entendimento de que houve má-fé, que houve crime de estelionato. Não vou mudar minha opinião sobre o caso."

O responsável pela aposta ficou na delegacia por cerca de duas horas e acompanhado de um de seus advogados. "Já ouvi 20 das 25 pessoas que fizeram a aposta do bolão e registraram queixa na polícia. Ao todo, sabemos que foram vendidas 36 das 40 cotas do bolão, conforme informação relatada pelo dono da lotérica no depoimento", afirmou o delegado. Silva disse também que não há prazo para conclusão do inqúerito policial. "Apenas a lotérica é investigada, pois não houve aposta. Agora, se houve falha de fiscalização da Caixa sobre os bolões, a investigação passa a ser no foro cível e não cabe apuração na esfera criminal."



Vítimas
Um dos apostadores de Novo Hamburgo disse que nunca mais vai fazer um jogo da Mega-Sena. "Não aposto mais. Você acaba perdendo a confiança na loteria, mesmo querendo confiar. Bolão, então, nem pensar", disse o motorista Jadir de Quadros. Nesta quarta-feira, a Caixa Econômica Federal (CEF) poderá pagar um prêmio de R$ 61 milhões no concurso 1.156.

O motorista disse que também perdeu a confiança na CEF. "Já que neste país só o que leva uma pessoa para cadeia é o não pagamento da pensão alimentícia, já avisei minha ex-mulher que não depositarei mais a pensão de meu filho de 4 anos na Caixa. Já pedi para ela abrir conta em outro banco". A Caixa informou que está apurando o ocorrido.




Bloqueio de R$ 53 milhões
A advogada Jos Mari Peixoto, representante de 18 moradores de Novo Hamburgo (RS) que dizem ter participado do suposto bolão premiado, reafirmou que pretende pedir o bloqueio de R$ 53 milhões na Justiça, que corresponde ao prêmio que os apostadores do bolão teriam direito. O pedido de bloqueio não tem relação com os próximos sorteios da Mega-Sena.
A advogada afirmou que não há prazo para entrar na Justiça. “Nós vamos mover a ação contra a Caixa Econômica Federal e contra a lotérica. Mas ainda tenho que fazer mais reuniões com meus clientes. Esperamos entrar na Justiça o mais rápido possível”, afirmou.



Bolão proibido
A Caixa Econômica Federal informou que
não autoriza a organização de bolões pelas lotéricas. De acordo com a assessoria do órgão, os estabelecimentos são fiscalizados e sofrem penalidades em caso de irregularidades. De acordo com a assessoria, a fiscalização é realizada pelos Consultores Regionais lotados nas Superintendências Regionais da Caixa e também pelos Auditores Regionais da Caixa. O órgão também diz que realiza controle de qualidade dos volantes utilizados para a marcação dos números pelo apostador.


Resultado da Pesquisa. Quem deve ser homenageado com uma construção de uma estátua?

Aloísio Alves - 70%



Presidente Lula 30%
Toinho Alves 0%
Dominguinhos 0%
Adelmar da Mota Valença 0%

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Suspeitos de matar alemã vão ficar presos até conclusão de laudos no Recife

Marido e padrasto dele foram presos nesta terça-feira.Para a polícia, há indícios de participação dos dois no crime.

Os dois homens presos nesta terça-feira (23) por suspeita de envolvimento na morte de uma turista alemã em Pernambuco vão ficar na carceragem do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Recife, por 30 dias. O tempo é o mesmo da prisão temporária decretada pela juíza Marinês Miranda, de São Lourenço da Mata (PE), cidade onde ocorreu o crime, na quarta-feira (17).

O corpo da turista, de 23 anos, foi encontrado na rodovia BR-408. Ela foi morta com quatro tiros no peito. O motivo do crime não foi divulgado pela Polícia Civil para não atrapalhar o curso da investigação. "Há indícios da participação do marido da alemã e do padrasto dele no crime", disse o delegado Joselito Amaral, do DHPP.

A versão da família, segundo a polícia, era de que a alemã teria sido vítima de um assalto. "Analisamos dados do GPS do carro da família e confrontamos com o depoimento dos dois presos. Percebemos divergências e isso sustentou o pedido de prisão temporária. Além disso, caracterizamos o crime como hediondo e por essa razão eles vão ficar presos até o fim da investigação", afirmou o delegado.

A vítima era casada havia cinco anos com um pernambucano que tem naturalidade italiana. Eles viviam na Itália e visitavam parentes dele no Recife. A viagem de volta para a Europa estava marcada para o dia 20 de março.

A polícia aguarda a conclusão de três laudos periciais sobre o caso. Um deles foi realizado no carro usado no crime, para identificação de digitais dos suspeitos. O outro foi realizado no corpo da vítima, para identificar se houve violência sexual e a causa da morte. O terceiro documento foi feito por peritos do Instituto de Criminalística no local onde o corpo foi encontrado. O objetivo é saber se a vítima foi morta na rodovia ou se ela foi levada até lá já sem vida.


Gráfica ou funcionária de lotérica podem ter errado em bolão, diz advogado

Lotérica é suspeita de arrecadar, mas não apostar dinheiro de bolão.Defesa cogita erro de registro ou de gráfica que produz cartelas numéricas.
No Rio Grande do Sul, suspeita de arrecadar, mas não apostar o dinheiro de um bolão. Para a defesa da lotérica, pode ter havido falha humana na própria lotérica ou na gráfica que produz as cartelas numéricas usadas nos bolões. A fila bem que poderia ser para resgatar o tão sonhado prêmio, mas o caso foi parar na polícia depois que 40 pessoas apostaram em um bolão da Mega-Sena que só existia no papel.
Para quem acreditou que o jogo de R$ 11 renderia R$ 1,3 milhão para cada, os sentimentos são outros. "Raiva, decepção. A gente joga com a intenção de ganhar", diz apostadora. Só que para a Caixa Econômica Federal, a Mega-Sena acumulou porque, segundo ela, os jogos do bolão não aparecem no sistema. Para a Caixa, o jogo não foi feito.
A polícia, que já abriu inquérito e trabalha com a ideia de estelionato, pretende ouvir a partir desta terça-feira (23) todos os envolvidos. Só que a versão apresentada na noite desta segunda-feira (22) pelo advogado de defesa do proprietário da lotérica, Marcelo Dias, pode mudar o rumo das investigações.
É que as cartelas com as combinações numéricas para as apostas nos bolões são compradas prontas de gráficas. A casa lotérica ficaria responsável pela venda e registro no sistema da Caixa e é justamente aí, diz o advogado, que pode ter ocorrido o erro.
"Afastamos por completo a responsabilidade ou falha no sistema de loterias da Caixa Econômica Federal. Se houve falha, foi humana, por parte de uma funcionária da lotérica, ou por parte da gráfica que elabora o formulário dos bolões", diz o advogado.

Policiais civis e militares entram em confronto no Piauí

Grevistas da Polícia Civil ficaram feridos durante o protesto.Policiais militares usaram balas de borracha para conter a manifestação.
Em Teresina, policiais civis em greve e militares se envolveram em um tumulto, no fim da manhã desta terça-feira (23). Os policiais militares foram chamados depois de alguns grevistas terem dificultado o atendimento no Instituto de Medicina Legal (IML) da cidade.

Eles usaram gás de pimenta e balas de borracha para forçar a desocupação do instituto. Dois policiais civis ficaram feridos.

TJ anula proteção de jovem envolvido na morte do menino João Hélio


Desembargador considerou que MP não foi consultado sobre decisão.Justiça diz que medida de semiliberdade deve ser cumprida pelo acusado.
O Tribunal de Justiça do Rio deferiu em parte o pedido de liminar do Ministério Público e anulou nesta terça-feira (23) a proteção ao jovem envolvido na morte do menino João Hélio, em 2007. O jovem, que na época do crime era menor de idade, tinha sido incluído no Programa de Proteção às Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM) por decisão da Vara da Infância e da Juventude do Rio.

De acordo com o desembargador, a decisão do juiz Marcius da Costa Ferreira, titular da Vara da Infância e da Juventude, foi proferida “sem a prévia audiência ao Ministério Público do Rio, parte na relação processual”.

Ainda de acordo com o desembargador, a “medida socioeducativa de semiliberdade, imposta por progressão, não podia e não foi extinta, devendo, pois, ser cumprida pelo agravado”. Na decisão desta terça, o desembargador Francisco José de Asevedo determinou ainda a imediata expedição do mandado de busca e apreensão do jovem, que, segundo o MP, estaria protegido em local desconhecido. O magistrado também solicitou que a ONG Projeto Legal, executora do programa de proteção, seja notificada a apresentar o jovem em juízo até o julgamento do mérito do recurso.

Apesar da decisão do desembargador,
o Tribunal de Justiça afirma que o jovem está sob custódia da Justiça. De acordo com a assessoria de imprensa do tribunal, o desembargador pediu a expedição do mandado de busca e apreensão porque, ao analisar o pedido do MP, não teria consultado o juiz da Vara da Infância e da Juventude, que saberia do paradeiro do acusado.
Audiência vai definir inclusão definitiva
Na próxima quarta-feira (24),
uma audiência vai definir se ele será incluído definitivamente ou não no Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente Ameaçado de Morte (PPCAAM).

Uma das questões polêmicas da inclusão ou não do jovem no programa tem sido seu acompanhamento por parte da Justiça. No regime de semiliberdade, determinado na sentença, ele deveria dormir durante a semana num Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente, vinculado ao Degase, onde teria aulas da escola regular e de cursos profissionalizantes, além de acompanhamento de psicólogos e assistentes sociais.

O presidente da ONG Projeto Legal e Secretário do Conselho Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente, Carlos Nicodemos, no entanto, garante que os integrantes do programa são acompanhados por uma equipe técnica formada por psicólogos, assistentes sociais e advogados. “Essa equipe acompanha sua reinserção na sociedade e lhe assegura direitos como estudar e trabalhar”, explica ele.
Menino foi arrastado por sete quilômetros
O jovem é um dos quatro acusados de envolvimento na morte do menino João Hélio, que foi arrastado por sete quilômetros no subúrbio do Rio durante um assalto em 2007. Depois de cumprir três anos de medida socioeducativa,
ele, que era o único menor suspeito do crime, foi liberado no último dia 10, pouco depois de completar a maioridade.

O advogado da família de João Hélio pretende dar entrada na Justiça em um pedido para que o acusado passe por uma avaliação médica.

“É preciso um laudo que diga se ele está apto a conviver em sociedade”, disse Gilberto Fonseca. Ele ressalta, no entanto, que a pena do jovem, que na época do crime era menor, já foi cumprida.Dentro da lei, ele cumpriu o que tinha que cumprir. A nossa revolta é esse prêmio de ir morar na Suíça, que estão querendo dar pra ele. Quantas pessoas são ameaçadas neste país e ninguém dá proteção? Direitos humanos são para quem merece e não para quem cometeu um crime bárbaro. Isso é premiar bandido”, reclamou. Na última quinta-feira (18), o presidente da ONG Projeto Legal, responsável pelo PPCAAM,
negou que haja planos de levar o acusado para o exterior.
Histórico
Ao longo de todo o ano de 2009, as avaliações do acusado indicavam que era preciso mantê-lo internado, com avaliações psicossociais e pedagógicas periódicas. Na última decisão, o juiz Marcius da Costa Ferreira ressalta que o jovem teve mais de uma passagem pelo sistema socioeducativo, e que, desde que sua pena fora determinada, ele se envolveu, dentro da unidade em que cumpria a medida, em ato contra a vida de um agente.
O jovem estava entre os rebelados depois de uma frustrada tentativa de fuga.

Enfim, Robert Pattinson diz que está namorando Kristen Stewart


Agora sim! Robert Pattinson admitiu que está namorando a atriz Kristen Stewart, com quem contracena e faz um par romântico na saga “Crepúsculo”.
"É extremamente difícil, mas estamos juntos, sim. Não podemos chegar ao mesmo tempo, por causa dos fãs. Vira uma loucura", explicou o ator durante um jantar realizado após a cerimônia do Bafta, a maior premiação do cinema britânico.
O ator ainda disse que gostaria que o evento fosse uma aparição pública como um casal, mas é impossível. Pattinson e Kristen chegaram separados e não sentaram juntos durante a cerimônia.
No entanto, longe do assédio, os atores já puderam trocar carícias e agir como um casal apaixonado.

Carta de renúncia de Paulo Octávio é lida na Câmara do Distrito Federal

Sem apoio político, governador interino resolveu deixar o cargo.Mais cedo, ele já havia pedido desfiliação do DEM.


A Câmara Legislativa do Distrito Federal leu por volta das 17h30 desta terça-feira (23) a carta de renúncia do governador interino, Paulo Octávio, ao cargo de vice-governador. Ele tomou a decisão por não conseguir apoio político dos deputados distritais para governar. Mais cedo, Paulo Octávio encaminhou ao DEM sua desfiliação do partido –o que o deixa sem partido para concorrer nas próximas eleições.

Saiba mais sobre Paulo Octávio

"Diante dos desdobramentos recentes do processo político local, cheguei a uma conclusão definitiva. Assim, por intermédio deste documento, comunico ao Presidente da Câmara Legislativa minha renúncia ao cargo de Vice-Governador do Distrito Federal", disse Paulo Octávio em sua carta de renúncia.
Paulo Octávio lembra na carta a situação do governador afastado, José Roberto Arruda. “Assumi o governo do Distrito Federal, de maneira interina, em condições excepcionalmente difíceis. O titular está privado de sua liberdade, por decisão judicial. No entanto, continua a ser o governador da cidade. Pode, portanto, em tese, retornar às suas funções a qualquer momento. Não há sentido em aprofundar uma gestão nessas circunstâncias”, diz na carta, para justificar sua saída do cargo.

A publicação do pedido de renúncia será feita no Diário da Câmara no dia seguinte. Com isso, o presidente da Câmara, Wilson Lima (PR), passará à condição de governador em exercício. Ele fica no cargo enquanto durar o afastamento do governador José Roberto Arruda, que está preso, ou em caso de intervenção federal no Distrito Federal. Não há uma solenidade para a posse.

Aliado de primeira hora de Arruda, Wilson Lima já foi vendedor de picolés, frentista, mecânico, lanterneiro, pintor, balconista e cobrador de ônibus. Também foi sócio de uma rede de supermercados. Está no terceiro mandato.

Na semana passada, Paulo Octávio já tinha "ensaiado" um pedido de renúncia. Ele chegou a convocar a imprensa para anunciar sua decisão, mas voltou atrás, apesar de dizer que já tinha sua carta de renúncia pronta. Paulo Octávio ocupava o cargo havia quase duas semanas, em substituição ao governador José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM), afastado e preso por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por tentar subornar uma testemunha do suposto esquema de corrupção no governo do Distrito Federal.

Arruda, Octávio, deputados distritais, integrantes do governo e empresários são investigados por envolvimento com o suposto esquema de corrupção, que ficou conhecido como "mensalão do DEM de Brasília". De acordo com as investigações, Arruda seria o comandante do esquema, o que ele nega.

Intervenção
Apesar do pedido de renúncia, o Distrito Federal corre o risco de sofrer uma intervenção federal. Um pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) deve ser analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em data ainda não marcada.

O pedido da PGR vale tanto para o poder Executivo quanto para o Legislativo. Segundo o procurador-geral, Roberto Gurgel, as instituições políticas do Distrito Federal entraram em "falência", o que justificaria a intervenção.