quinta-feira, 22 de abril de 2010

Sport perde para o Galo e dá adeus à Copa do Brasil



Mesmo com o apoio maciço de sua torcida, o Sport não conseguiu reverter o resultado contra o Atlético-MG pelas oitavas de final da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira (21), na Ilha do Retiro. Com um futebol irreconhecível, o Leão foi derrotado por 2x0 e agora concentrará suas forças apenas na conquista do pentacampeonato estadual. Já o Galo pega o badalado time do Santos na próxima fase do torneio. Pressionado pela desvantagem que trouxe do Mineirão, o Leão tentou partir para cima do Atlético no início do jogo. Durante os primeiros minutos os rubronegros dominaram as ações no meio-campo, mas não conseguiam traduzir a maior posse de bola em chances de gol. Desde o início da partida, o Galo deixou claro que exploraria os contra-ataques. Vanderley Luxemburgo resolveu armar a equipe no 3-5-2, com três volantes de marcação. Bem organizado, o time mineiro resisitiu bem à pressão inicial e rechaçou todas as tentativas do Sport.O time de Givanildo conseguia envolver o Atlético até a intermediária, mas, no momento do último passe, esbarrava na barreira formada por Werley, Jairo Campos e Benítez. Aranha só tocava na bola para afastar os cruzamentos alçados de qualquer maneira. Aos 17, Dairo tentou arrematar de fora, mas a bola passou longe.Aos poucos o Galo passou a se soltar, tocar melhor a bola e a rondar o gol rubronegro. Aos 19, em bela trama, o time de Luxemburgo abriu o placar. Após belo lançamento de Zé Luís, Fabiano bateu cruzado, Magrão defendeu parcialmente e Muriqui, sozinho, empurrou para o fundo do gol. Atlético 1x0.Desordenado, o Sport foi para o tudo ou nada para tentar reverter a desvantagem. A equipe mineira seguia bem postada em campo e não dava qualquer chance para Ciro e Dairo na frente. Aos 37, Eduardo Ramos fez boa jogada pela direita e caiu na área. A torcida pediu pênalti, mas Djalma Beltrami mandou o jogo seguir.Um minuto depois, o que já estava difícil ficou ainda mais complicado. Em novo contra-ataque, Diego Tardelli recebeu na esquerda, deu um belo corte no zagueiro leonino, entrou sozinho na área e bateu cruzado para ampliar o placar. O Leão foi para o vestiário precisando de quatro gols para poder se classificar.No segundo tempo, Givanildo voltou com Pedro Júnior e Ricardinho nos lugares de Dairo e César, na tentativa de deixar o time mais ofensivo. Logo no primeiro minuto, Ricardinho mostrou ao que veio e mandou uma bomba obrigando Aranha a fazer grande defesa.Apesar da pressão momentânea do Leão, o Galo não se intimidou e continuou a tocar a bola, para fazer o relógio passar. Aos 14, Luxemburgo colocou o veterano Ricardinho e a revelação Renan Oliveira nos lugares de Correa e Tardelli, para reequilibrar o número de homens no meio de campo. Mesmo com as mudanças, a tática do experiente time mineiro permanecia igual: jogar nos erros do Sport, aproveitando o desespero do time da Ilha. Aos 19, em rápido contra-ataque, Muriqui ficou cara a cara com Magrão, mas o arqueiro leonino salvou o que seria terceiro gol.Apesar da grande desvantagem, o Leão tentava de todas as maneiras chegar ao gol de Aranha, mas a essas alturas nem mesmo a torcida acreditava em qualquer reação. Aos 44, Renan Oliveira ainda teve uma chance clara de fechar o caixão, mas sozinho, de frente para o gol, foi displicente e entregou a bola nas mãos de Magrão.
Ficha TécnicaSport 0Magrão; Igor, César (Ricardinho) e Tobi; Júlio César (Eduardo Ratinho), Daniel Paulista, Zé Antônio, Eduardo Ramos e Dutra; Ciro e Dairo (Pedro Júnior). Técnico: Givanildo Oliveira.Atlético-MG 2Aranha; Benítez, Jairo Campos e Werley; Correa (Ricardinho), Zé Luís, Fabiano (Jonílson), Carlos Alberto e Júnior; Diego Tardelli (Renan Oliveira) e Muriqui. Técnico: Vanderley Luxemburgo.Local: Ilha do Retiro. Horário: 21h50. Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (RJ). Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ) e Thiago Gomes Brígido (CE). Gols: Muriqui (A), aos 19, e Diego Tardelli (A), aos 38 do 1º tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário