quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Delegado diz que Marcelinho Paraíba vai ser transferido para presídio


O delegado Fernando Zóccola, da Polícia Civil de Campina Grande e que está responsável pelo Caso Marcelinho Paraíba, concedeu uma entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira e confirmou que o jogador do Sport Club do Recife foi preso em flagrante durante a madrugada sob a acusação de estupro. Ele diz que o crime é inafiançável e que até o final do dia Marcelinho será transferido para o Penitenciária de Segurança Padrão do Serrotão, onde ficará a disposição da Justiça. Após prestar depoimento, o jogador foi breve:

Marcelinho Paraíba foi preso ao lado de mais três amigos: João Crivaldo da Silva, Leandro Silva e Wellington Porto da Silva. Além da acusação de estupro, os três foram presos ainda acusados de desacato à autoridade policial e resistência à prisão.

O grupo participava de uma festa em Campina Grande, terra natal do jogador, para comemorar a boa campanha de Marcelinho Paraíba na Série B deste ano. Ele marcou 12 gols pelo Sport e foi peça determinante para o acesso do clube à Série A.

Por volta das 4h30, Marcelinho teria tentado beijar uma mulher cuja identidade foi preservada, mas que tem R.C. como iniciais. Ela é irmã do também delegado de Polícia Civil Rodrigo Pinheiro. Os advogados do jogador confirmam a tentativa de beijo, mas disseram que o atleta não passou disto.

O irmão da vítima, no entanto, que foi quem chamou a polícia e quem formulou a acusação, diz que Marcelinho Paraíba passou para a agressão diante da recusa da mulher em beijá-lo. Ele teria puxado o cabelo da mulher e a mordido. O irmão diz ainda que ele tentou estuprá-la.

Se condenado, Marcelinho Paraíba e seus três amigos podem receber pena que vai de seis a 10 anos de detenção.

Histórico

Esta não é a primeira vez que Marcelinho Paraíba se envolve em polêmicas. Em janeiro de 2010, inclusive, ele foi condenado a seis meses de prisão em regime aberto acusado de agredir um homem em uma casa de show de Campina Grande, em junho de 2004. Tal como agora, o atleta estava em sua cidade natal comemorando o final da temporada (na época ele jogava no futebol europeu, cujo calendário termina no meio do ano) e se envolveu na briga.

Dois anos antes, em 2002, a primeira confusão grave. Marcelinho foi detidio aparentemente bêbado dirigindo em alta velocidade na Alemanha. Depois, já como atacante do Wolfsburg, também no país europeu, ele foi acusado de se envolver em uma briga numa boate de Berlim, em que teria quebrado uma garrafa de cerveja no rosto de um outro cliente.

Justiça nega pedido do Fla, e título de 1987 segue exclusivo do Sport


Depois de conseguir o acesso à Série A no último fim de semana, a torcida do Sport comemora mais uma vitória. Desta vez na esfera jurídica. O Desembargador Federal Francisco Cavalcanti negou o recurso do Flamengo que pedia que a resolução da CBF, publicada em fevereiro deste ano, proclamando os dois clubes campeões brasileiros de 1987, fosse reestabelecida. O documento, chamado de Agravo de Instrumento, foi protocolado no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (com sede no Recife), mas teve seu pedido negado pela Justiça.

- O Desembargador Federal Francisco Cavalcanti entendeu que os recursos perderam o objeto, pois a obrigação a que foi condenada a CBF foi satisfeita - disse o diretor jurídico do Sport, Arnaldo Barros.

Em junho, a CBF já havia acatado a decisão da 10ª Vara da Justiça Federal, que cassava a decisão da entidade, e voltou a reconhecer o Sport como o único Campeão Brasileiro de 1987.

Confira abaixo o despacho do Desembargador Francisco Cavalcanti

Publicado em 28/11/2011 - DECISÃO - Agravo de instrumento, recebido apenas no efeito devolutivo, foi interposto contra decisão que, examinando requerimento de cumprimento de sentença do Sport Club do Recife, ora agravado, deferiu pleito para que a CBF revogasse a Resolução da Presidência RDP nº 02/2011, a qual havia proclamado também campeão brasileiro de futebol profissional de 1987 o Clube de Regatas do Flamengo, ora agravante, e editasse outra resolução, na qual constasse, em estrita observância à sentença proferida nos autos originários, o reconhecimento do Sport Club do Recife como único campeão daquele ano.Ocorre que, em informação colhida no sistema de acompanhamento processual (fls. 877/878), foi proferida sentença declarando "satisfeita a pretensão" do Sport Club do Recife e "extinguindo o processo com resolução do mérito, nos termos do art. 794, I, do CPC", tendo em vista que a CBF juntou ''cópia da Resolução da Presidência (RDP) nº 06/2011, que anulou a RDP 02/2011", e o ora agravado, intimado "acerca da satisfação do julgado", "manteve-se silente".Assim, ante a sentença de extinção da execução, resta sem objeto o presente agravo, que, por isso, julgo prejudicado.Oportunamente, remetam-se os autos ao Juízo de origem. P.I. Recife, 17 de novembro de 2011. Juiz FRANCISCO CAVALCANTI - Relator

Em nota oficial, o diretor jurídico do Flamengo, Rafael de Piro, disse que já esperava pela decisão. Confira a íntegra:

Referente ao despacho de 28 de novembro de 2011, do Desembargador Francisco Cavalcanti, negando o recurso do Clube de Regatas do Flamengo que restabeleceria a resolução da CBF, publicada em fevereiro deste ano, proclamando o clube da Gávea e o Sport como campeões brasileiros de 1987, o departamento jurídico do Flamengo esclarece que já esperava por tal decisão vinda de um Tribunal de Recife.

O pronunciamento definitivo sobre o caso ocorrerá no Superior Tribunal de Justiça (STJ), corte independente e isenta.

Homem descobre que prostituta que contratou era sua própria filha


Um zimbabuano ficou em choque ao contratar uma prostituta e descobrir que ela era sua própria filha, segundo a imprensa do país africano.

Titus Ncube, morador de Nkulumane, telefonou para uma agência e pediu que uma acompanhante fosse enviada a um hotel.

Ele ficou horrorizado quando quem chegou ao local foi sua filha de 20 anos.

Pai de três filhos, Ncube pediu desculpas a sua mulher, Rosemary, e admitiu que o casamento deles está em uma "fase difícil".

Sua filha garantiu que vai largar a prostituição e voltar à escola. Perdoada pelo pai, ela está fazendo terapia para superar o trauma.

Jogador do Tigre sofre acidente durante jogo da Taça Brasil de Futsal


Uma cena impressionante marcou o início do confronto entre Tigre e Corinthians, pela Taça Brasil de Futsal, na noite desta terça-feira, no ginásio Maurício Leite Morais, em Orlândia (SP). Aos dois minutos de jogo, o pivô do Tigre, Capacete, foi lançado na frente, mas perdeu o controle da passada ao ver a bola sair pela linha de fundo. Por conta disso, o jogador chocou-se com a parede, indo ao chão em seguida, com os olhos virados. Sangrando muito, o atleta foi socorrido em quadra, mas precisou ser removido para um hospital. Ele passa bem.

Apesar do susto, Capacete levou 12 pontos na testa. Por ter recebido a pancada em uma região sensível do corpo, o atleta foi submetido a uma tomografia na cabeça e uma radiografia no ombro, já que esta área também foi atingida na trombada. Os exames foram feitos no Hospital Beneficente Santo Antônio, em Orlândia (SP). Após cerca de uma hora, Capacete foi liberado.

No intervalo, o companheiro de equipe, André Lafayette, comentou sobre o lance, revelando toda a preocupação naquele momento.

- Vimos o Capacete caindo com os olhos virados e ficamos muito preocupados. Felizmente, não aconteceu nada sério - comentou Lafayette, que, além de atleta, é médico em Garanhus (PE).

Para o comentarista do SporTV, Marcelo Rodrigues, a quadra do ginásio Maurício Leite Morais deveria ter uma área de escape maior.

- O correto é ter, pelo menos, dois metros entre a linha de fundo e a parede - comentou. Coincidência ou não, no fim do primeiro tempo, dois atletas trombaram com um câmera do SporTV, que estava colocado próximo à linha de fundo. No final, o Tigre venceu o Corinthians por 2 a 1.

Ladrão arrependido devolve com juros dinheiro roubado nos anos 40


Um ladrão arrependido devolveu com juros o dinheiro que havia roubado na década de 40 de uma loja no centro de Seattle, no estado de Washington (EUA). Ele enviou um envelope com uma carta pedindo de desculpas e uma cédula de US$ 100. Segundo reportagem da emissora de TV "King 5", o homem afirmou na carta que tinha roubado entre US$ 20 e US$ 30 da caixa registadora da loja "Sears" no final dos anos 40.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

VEREADOR GERSINHO FILHO PROMOVE MAIS UMA AÇÃO DE CIDADANIA

O vereador Gersinho Filho no intuito de viabilizar acesso a serviços de saúde como exames de prevenção de câncer de mama e de próstata, corte de cabelo, aferição da pressão arterial, atendimento jurídico e Procon, promove esta semana de segunda a quinta-feira no local da feirinha da Boa Vista mais uma ação de cidadania. Segundo o Vereador o objetivo dessas ações é de levar até a população esses serviços devido a dificuldade de acesso que as pessoas encontram quando necessitam dos mesmos e de aproximar a população das instituições parceiras, por isso nossa parceria com o Presidente da FIEPE, o deputado Jorge Corte Real.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Torcida do Sport toma conta das ruas do Recife para recepcionar time


De nada adiantaram os pedidos da Infraero e da diretoria do Sport. Mesmo avisando aos torcedores do Leão que os jogadores rubro-negros não passariam pelo terminal de passageiros do Aeroporto Internacional do Recife, ninguém conseguiu impedir que o local fosse tomado pela multidão. Ansiosos, milhares de torcedores foram esperar os atletas no saguão do aeroporto.

Confira a galeria de fotos da festa no Recife

Mas a festa da torcida não se restringiu apenas ao aeroporto. A avenida Imbiribeira, que dá acesso ao terminal de passageiros, também foi tomada de carros enfeitados com as cores do Sport. No local, três trios elétricos esperavam os jogadores para dar início aos festejos pela conquista do acesso à Série A.

O elenco do Sport desembarcou por volta das 13h30m (horário do Recife). Da pista de pouso, eles foram para um carro do Corpo de Bombeiros e de lá iniciaram a carreata para a Ilha do Retiro. O trajeto da festa pelo Recife inclui a Avenida Boa Viagem. Na via, na beira-mar da praia de Boa Viagem, outros milhares de torcedores irão se juntar ao cortejo em direção à sede social do clube, onde a festa entrará pela noite.

A festa promovida neste domingo tem a participação, também, de atletas do Sport que não puderam viajar para Goiânia também foram recepcionar os colegas de elenco. Jogadores como Hamitlon, Moacir, Diego Torres e Daniel Paulista foram ao aeroporto celebrar o feito de seus companheiros.

Acomodados no carro do Corpo de Bombeiros, os jogadores do Sport aproveitavam para registrar as cenas de paixão da torcida rubro-negra com câmeras fotográficas e filmadoras. Em um misto de surpresa e alegria, o técnico Mazola Júnior sintetizou o sentimento de todo o elenco do Leão com a festa.

- Essa torcida não tem comparação. se um time que tem essa torcida só poderia estar na elite.

Os jogadores do Sport chegaram à Ilha do Retiro no fim da tarde. Na sede, eles ficarão em um local reservado. Os sócios também terão um espaço para poder acompanhar a festa rubro-negra. A previsão é que a o carnaval fora de época acabe já no fim do dia. (Atualizado às 17h30, do Recife).

Ponto Final, o debate político na TV Jornal, estreia nesta segunda

Do Jornal do Commercio

A partir desta segunda-feira (28) a grade de jornalismo da TV Jornal ganha mais um programa de peso: o Ponto Final. Comandado por Aldo Vilela, a atração vai ao ar de segunda à sexta, na faixa das 23h30, e traz entrevistas, debates e análises sobre o cenário político e econômico de Pernambuco. O apresentador receberá políticos, especialistas e representantes da sociedade civil para fazer uma reflexão profunda sobre o intenso momento de crescimento que o Estado atravessa e os problemas que chegam com essas transformações.

Com até quatro convidados por noite, o objetivo do programa é que o telespectador veja o tema posto em questão sob diferentes óticas e forme uma opinião de maneira mais embasada. Saúde, educação, cultura, esporte, sustentabilidade, cidadania, infraestrutura e economia serão alguns dos assuntos postos em pauta. Políticos de todo o Brasil devem passar pelo Ponto Final, que tem ainda reportagens especiais ilustrando o fato do dia e a presença de uma fonte oficial, dando o posicionamento do órgão ou entidade em destaque sobre os diversos aspectos levantados durante o encontro.

Para a diretora de Jornalismo da TV Jornal, Beatriz Ivo, a atração chega para somar às diversas ações já realizadas pela emissora para deixar o telespectador mais consciente sobre os novos desafios enfrentados por Pernambuco e ajudá-los a refletir sobre esse novo contexto político e social que está se formando. “Câmeras e microfones vão se voltar para o embate de ideias e, consequentemente, para o fortalecimento da democracia. O programa será um espaço analítico, aprofundando o que vemos diariamente nos noticiários, traçando um retrato de como estamos hoje e de como podemos estar nos próximos anos”, diz.

O Ponto Final marca ainda a volta de Aldo Vilela para o jornalismo televisivo. O apresentador promete usar toda a experiência adquirida em seus mais de 25 anos de profissão, sendo muitos deles dedicados ao universo político, para conduzir entrevistas e debates enriquecedores, esmiuçando os aspectos polêmicos de cada questão. “O Ponto Final é um programa de fim de noite. Vamos abordar temas que estão em evidência e traduzir o mundo da política para a população. Além de informar, queremos despertar o interesse da sociedade para o que acontece em nosso Estado e, principalmente, as conseqüências disso no futuro”, explica o apresentador.

Mas não precisa ser político para ter cadeira cativa na atração. O público também terá espaço reservado no programa. Através do e-mail pontofinal@tvjornal.com.br ou pelo twitter @pontofinal as pessoas vão poder fazer comentários, mandar perguntas e até mesmo sugerir pautas. Essa interação com os telespectadores, aliás, e a linguagem séria, mas fugindo dos termos técnicos, promete ser um dos diferenciais do programa. É o que garante uma das produtoras do Ponto Final, Juliana Sampaio. “Tanto quem já é mais acostumado com política como quem ainda está se familiarizando com a área vai conseguir acompanhar o programa de forma tranquila, sem achar que estão falando outra língua. Tudo é pensado para que os pernambucanos entendam melhor o que está sendo posto em debate, inclusive o modo como o tema vai ser abordado”, pontua.

ESTREIA - Para a primeira semana o tema será mobilidade urbana. Amanhã Aldo Vilela recebe o prefeito da cidade do Recife, João da Costa, para uma conversa sobre trânsito, projetos para desafogar o tráfico de veículos e o que a população pode esperar até o fim do mandato.

Nomes como o do ex-prefeito do Recife, João Paulo, o do secretário das cidades do estado de Pernambuco, Danilo Cabral, o ex-governador do Estado, Mendonça Filho e o do senador Jarbas Vasconcelos estarão ainda entre os entrevistados da semana de estreia.

Mega da Virada terá prêmio de R$ 170 milhões. Apostas começam nesta segunda


Do NE10 Com informações de agências

A Mega da Virada 2011, edição especial da Mega-Sena, sorteará um prêmio de cerca de R$ 170 milhões, estima a Caixa Econômica Federal. Quem tem esperança de começar o novo ano com uma conta bancária milioária, já pode dar início às apostas nesta segunda-feira (28).

Assim como aconteceu nas duas primeiras edições, o sorteio será realizado na noite do dia 31 de dezembro. Se não houver ganhadores na faixa principal (acertando as seis dezenas), o prêmio será dividido entre os acertadores da quina e assim por diante.

As apostas na Mega da Virada custam o mesmo que a aposta regular (R$ 2) e estarão abertas até o dia do sorteio. os sorteios regulares da Mega-Sena continuam a ser realizados normalmente.

Em 2010, a Mega da Virada pagou o maior prêmio da história das loterias na América Latina. Na ocasião foram sorteados R$ 194,3 milhões. Quatro apostadores acertaram os seis números e dividiram a premiação. Cada um levou para casa mais de R$ 48,5 milhões.

sábado, 26 de novembro de 2011

Com gol de Bruno Mineiro, Sport garante acesso à Série A

O Sport Club do Recife mostrou, neste sábado, que é preciso respeitar a força de sua camisa. Em um Serra Dourada castigado por um temporal, o Leão venceu o Vila Nova por 1 a 0 e garantiu o acesso à Série A 2012. O rubro-negro pernambucano foi a última equipe da Série B a carimbar o passaporte para a Primeira Divisão do próximo ano, mas o feito foi bastante comemorado, uma vez que há algumas rodadas o time era considerado carta fora do baralho para volta à elite do futebol nacional. Já rebaixado, o Vila Nova entrou em campo com um time formado por jogadores da base e ofereceu resistência.

O gol que colocou o Sport na Série A – que será a 32ª na história do clube – saiu no segundo tempo da cabeça de Bruno Mineiro. A derrota do Vila Nova, além de marcar a despedida do time da Série B 2011, foi também o último jogo do técnico Roberto Cavalo à frente do time. Os goianos encerraram a competição na antepenúltima colocação com 32 pontos e só foram melhores que o Salgueiro (26 pontos) e o lanterna Duque de Caxias (16 pontos). Por sua vez, o Sport ficou com 61 pontos e superou o Vitória e o Bragantino na briga pelo G-4.

Com a vitória sobre o Vila Nova, a expectativa é que o Sport seja recebido com bastante festa no Aeroporto Internacional do Recife. No embarque do time para Goiânia, mais de dois mil torcedores foram ao terminal de passageiros levar apoio aos atletas. Agora, a festa deve ser ainda maior.

Muita chuva, lances de perigo e gol impedido

Com o acesso da Série A em jogo para os pernambucanos, a partida entre Vila Nova e Sport começou com os dois times tentando chegar ao gol por meio de bola parada. Aos dois
minutos, Vitor Ferraz cobrou a primeira falta do jogo, mas a bola foi direto para as mãos de
Magrão. Aos quatro minutos, foi a vez de Marcelinho Paraíba bater uma falta, porém sem perigo para os donos da casa.

Após esse lance, o Vila Nova, mesmo com um time composto principalmente jogadores recém-promovidos da base, mostrou que não estava para brincadeira. Os goianos conseguiram chegar à defesa do Sport com facilidade, mas não conseguiam concluir os chutes a gol. As jogadas de ataque dos donos da casa ocorriam principalmente pelo lado esquerdo de ataque.

As tentativas ofensivas do Vila Nova acabaram resultando em espaços para o Sport atacar. E aos 11 minutos, o time rubro-negro balançou as redes do adversário. O grito da torcida do Leão, no entanto, foi sufocado pelo bandeirinha, que invalidou o gol de Willians. A resposta dos goianos veio com Vitor Ferraz. O jogador cruzou a bola para a área e Diego quase abriu o placar.

Antes dos 20 minutos do primeiro tempo, o técnico Mazola Júnior foi obrigado a tirar Roberson, que se machucou, e colocou Bruno Mineiro em campo. Um minuto depois o Sport quase abriu o placar com Marcelinho Paraíba. Ele cobrou uma falta com potência e obrigou o goleiro Luis Cetin a livrar o gol com a ponta dos dedos. O Vila Nova também teve uma excelente chance. Aos 28 minutos, Leandro Cearense só não marcou graças a Magrão, que fez uma defesa milagrosa.

Depois desse lance, só deu Sport. Aos 32 minutos do primeiro, Bruno Mineiro recebeu a bola sozinho e, de frente para o gol, cabeceou nas mãos do goleiro Luis Cetin. Três minutos depois o Sport perdeu aquela que seria a melhor chance da etapa inicial. Marcelinho Paraíba cobrou falta, a bola passou por todo mundo e bateu na trave. Aos 38 minutos, Marcelinho Paraíba, de novo em cobrança de falta, só não fez o gol por conta de Luis Cetin.

Aos 40 minutos, foi a vez da torcida do Vila Nova gritar gol. Victor Ferraz cruzou para Leandro Cearense. O jogador do Tigre chutou e Magrão defendeu a bola em cima da linha, confundindo os torcedores goianos. O goleiro do Sport ainda fez uma outra grande defesa aos 45 minutos, impedindo outra jogada de perigo de Leandro Cearense. O primeiro tempo terminou sem gols, com os jogadores encharcados pela forte chuva que caiu sobre o Serra Dourada.

Gramado impede toque de bola

Sport (Foto: Elton de Castro/GloboEsporte.com)

Goleiro do Vila Nova fez boa partida, mas time não
segurou o placar (Foto: Elton de Castro)

Na volta para o segundo tempo, Vila Nova e Sport encontraram o gramado ainda mais castigado pela chuva. Os jogadores mal conseguiam se manter em pé, mas ainda assim o primeiro lance de perigo surgiu antes que o cronômetro marcasse um minuto. Misael, que havia entrado no lugar de Willians no intervalo do jogo, cruzou a bola para Thiaguinho. O jogador do Sport, em vez de chutar, tentou dominar a bola dentro da área e se atrapalhou.

Com dificuldades por conta da chuva, que deixou o gramado pesado, o Vila Nova teve suas chances. Leandro Cearense, um dos destaques pelo lado dos donos da casa, invadiu a área rubro-negra e assustou a torcida pernambucana. Ele só não conseguiu evoluir e chutar a gol porque foi atrapalhado pelas poças d´água que serviram de zagueiro.

Necessitando abrir o placar para obter o acesso à Série A, o técnico Mazola Júnior sacou Renato e promoveu a entrada de Júnior Viçosa. Com o time mais à frente, além da defesa do Vila Nova, o Sport encontrou no gramado destruído pela chuva outro adversário. Restou aos pernambucanos apostar nas bolas paradas, sobretudo com Marcelinho Paraíba. O jogador, que há havia levado perigo ao gol do Vila Nova no primeiro tempo com cobranças de falta, voltou a exigir boas defesas do goleiro Luis Cetin na etapa complementar.

E foi na bola aérea que o Leão conseguiu o gol da classificação. Aos 27 minutos, Bruno Mineiro, de cabeça, abriu o placar que garantiu os pernambucanos na Série A 2012. Daí em diante, os pernambucanos procuraram apenas se defender até o apito final do juiz, que encerrou o jogo aos 47 minutos.


sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Operação Tolerância Zero

Polícias Civil e Militar de Garanhuns apresentam os resultados da
> Operação Tolerância Zero
>
> Dando continuidade aos trabalhos da Operação Tolerância Zero das
> polícias civil e militar de Garanhuns, mais nove pessoas foram presas
> na madrugada de hoje( 24). Os 130 policiais civis e militares
> envolvidos na operação cumpriram nove mandados de prisão provisória e
> 11 de busca e apreensão.
>
> A Operação Tolerância Zero é um trabalho de parceria das polícias
> civil e militar de Garanhuns. As investigações começaram em junho,
> desde então 18 pessoas foram presas. Todas elas envolvidas com tráfico
> de drogas e associação para o tráfico ou comércio ilegal de armas e
> munição.
>
> Entre elas, o destaque para a participação de mulheres, que em razão
> dos companheiros estarem recolhidos em unidades prisionais assumiram
> um importante papel no gerenciamento do negócio do tráfico.
>
> Durante a operação de hoje a polícia também apreendeu 02 revólveres
> calibres 32 e 38 e munição. A operação também teve como alvo os
> presídios de Caruaru, Limoeiro, Pesqueira, Garanhuns e Arcoverde. De
> acordo com o delegado Antônio Rezende, um dos coordenadores da
> operação, alguns dos chefes do tráfico atuam de dentro das unidades
> prisionais. Na varredura que contou com o apoio das equipes desses
> presídios foram apreendidos: 216 pedras de crack (em Arcoverde), 12
> papelotes de maconha (em Pesqueira), 30 papelotes de maconha (em
> Caruaru), 250 g da maconha (em Caruaru), 32 aparelhos celulares (05 em
> Arcoverde, 02 em Pesqueira, 18 em Caruaru, 04 em Garanhuns e 03 em
> Limoeiro), 02 facas ( em Caruaru) e 3 chipes (um em Pesqueira e dois
> em Limoeiro).
>
> Nomes dos suspeitos presos
> Lindinalva Vicente de Santana (Nalva) – agricultora – 26 anos
> Givanilda Silva de Santana (Giva) – 28 anos, diarista (irmã de Nalva)
> Manoel da Silva Barros (Mané) – agricultor – 31 anos (companheiro de Giva)
> Jucicléia Ferreira Lino (Kelly) – agricultora – 26 anos
> Márcia Maria da Silva Ferreira – agricultora – 23 anos (irmã de Kelly)
> Ednaldo Lopes de Lima (Neném) – ajudante de depósito – 24 anos
> José Carlos da Silva Mendes (Zé Gay) – abatedor de galinhas – 40 anos
> Josivânia dos Santos (Vânia) –
> Cícero dos Santos Camilo – vendedor de autos – 36 anos

Jovem é condenada a 15 anos por matar namorado em motel no RJ


A jovem Verônica Verone, de 18 anos, foi condenada, no início da madrugada desta sexta-feira (25), a 15 anos de prisão pelo assassinato do namorado, o empresário Fábio Gabriel Rodrigues, encontrado morto em um motel em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

A decisão foi anunciada por volta de 1h, no 3º Tribunal do Júri de Niterói, depois de cerca de 12 horas de julgamento.

Durante o julgamento, Verônica Verone precisou ser retirada da sala por policiais, após se descontrolar e gritar no plenário.

Nesta quinta-feira (24), 19 testemunhas de acusação e de defesa sforam ouvidas desde o começo da tarde. A jovem foi julgada pelo crime de homicídio triplamente qualificado: por motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

O assassinato aconteceu dia 14 de maio em um motel da Região Oceânica de Niterói. Segundo o inquérito, Fábio foi morto por asfixia mecânica, enforcado por um cinto.

Problemas mentais
O juiz não aceitou a tese da defesa de que Verônica seria inimputável por sofrer de problemas mentais. Segundo ele, "o exame de sanidade mental, ao qual a acusada foi submetida, apontou que a mesma era inteiramente capaz de entender o caráter ilícito do fato".

"A acusada seria capaz de transportar o corpo da vítima para a garagem do hotel. Logo, poderia levar o corpo para outro lugar, no qual pudesse proceder à acusação, se quisesse. No entanto, resolveu deixá-lo na garagem do motel, local de circulação de funcionários, onde poderia ser facilmente encontrado, como ocorreu", explicou o juiz na sentença.

'Eu não matei Fábio, matei meu pai'
Em interrogatório no dia 19 de agosto, Verônica negou que tivesse tentado matar o empresário. Mas confessou que o atacou com um cinto porque, segundo disse, "ficou cega" quando ele tentou tirar sua roupa, e quis agredi-lo. "Agora caiu a ficha, eu não matei Fábio, matei meu pai", disse ela, que alega ter sido violentada na infância pelo pai, já falecido. Quando Fábio tentou tirar sua roupa, segundo contou ao juiz, ela viu nele o rosto do pai.

A mãe de Verônica, Elizabeth Verone de Paiva, foi ouvida no mesmo dia como testemunha de defesa. Ela disse que a filha e Fábio sempre foram muito amigos, que ele tinha muito carinho por ela e a chamava de "meu bebê". Segundo Elizabeth, ele frequentava a casa dela e a chamava de tia.

Operação para combater violência e tráfico é realizada em Garanhuns


As polícias Civil e Militar estão realizando nesta quinta-feira (24), a Operação denominada de Tolerância Zero em Garanhuns, no Agreste Meridional de Pernambuco. Nove pessoas, sendo seis mulheres e três homens, já foram detidas. Ao todo, 130 policiais estão cumprindo, desde a madrugada, 26 mandados de busca e apreensão.

A ação tem o objetivo de combater homicídios e o tráfico de drogas e armas na cidade. De acordo com a polícia, a ação dos investigados era comandada de dentro de unidades prisionais do interior. A operação teve início em junho deste ano.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Disque-Denúncia recebe 18 ligações sobre morte de filho de coreógrafo


O Disque-Denúncia recebeu até as 11h desta quarta-feira (23) 18 ligações sobre o assassinato de Carlos Eduardo Mendes de Jesus, o Dudu, filho do coreógrafo Carlinhos de Jesus. Ele foi morto no sábado (19), quando saía de um bar em Realengo, na Zona Oeste do Rio.

Até o mesmo horário de terça-feira (22), a central tinha recebido 13 ligações. Todas as informações estão sendo encaminhadas à Divisão de Homicídios (DH), responsável pelo caso.

Quem quiser fazer denúncias pode ligar para o 2253-1177. O anonimato é garantido.

Suspeita de vingança
Uma das linhas de investigação da polícia para esclarecer a morte de Dudu é de que o crime tenha sido cometido por vingança. Ele era vocalista da banda Samba Firme, e cerca de um mês antes do crime, integrantes do grupo teriam se envolvido numa briga com um policial militar em uma festa, na rua Rio da Prata, em Bangu, também na Zona Oeste. O PM já é tratado pela polícia como suspeito.

De acordo com a polícia, Dudu foi baleado por oito tiros, que teriam sido disparados por dois homens em uma motocicleta. Após o assassinato, os suspeitos fugiram. O músico, de 32 anos, ainda foi levado ao Hospital Albert Schweitzer, mas não resistiu.

Imagens
Os agentes também já começaram a analisar as imagens das câmeras de vigilância que ficam próximas à área em que Dudu foi morto, mas ainda não conseguiram identificar os assassinos.

“As equipes estão na rua buscando mais testemunhas e outras pessoas que possam oferecer mais informação,além de imagens que auxiliem essa investigação”, disse Ettore na segunda-feira (21). Mais cedo, Ettore já tinha afirmado ao G1 que execução era a principal linha de investigação da polícia para o assassinato do músico.

O corpo de Carlos Eduardo foi enterrado na manhã de domingo (20) no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na Zona Sul. Além de familiares, muitos amigos do músico levaram pandeiros e cantaram sambas famosos em sua homenagem. Durante a cerimônia, que reuniu cerca de 200 pessoas, Carlinhos de Jesus foi confortado por vários amigos e ficou abraçado ao neto Juan, filho de Carlos Eduardo.

Mega-Sena acumula e prêmio deve ir a R$ 16 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.339 da Mega-Sena, sorteadas nesta quarta-feira (23) em Wenceslau Braz (PR). A Caixa Econômica Federal (CEF) informou que a estimativa de prêmio para o próximo sorteio, a ser realizado sábado (26), é de R$ 16 milhões.

Confira os números: 07 - 10 - 14 - 16 - 54 - 59

A Quina vai premiar 58 apostas, com R$ 23.616,19. A Quadra registrou 5.087 apostas certas, e cabe a cada uma delas R$ 384,66.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Torcida do Sport 'incendeia' jogadores em campo


Aproximadamente 40 minutos do segundo tempo, no último sábado, na Ilha do Retiro. De repente, a torcida grita. Não foi gol do Sport, nem lance perigoso, mas era o empate do São Caetano em cima do Vitória. Se a derrota do Bragantino para o ASA-AL por 1 a 0 era boa, o placar no Barradão, em Salvador, era melhor ainda. Minutos depois, outra festa com a virada do Azulão para 2 a 1. Em campo, os jogadores do Leão viveram um momento de angústia e alegria com o comportamento da torcida.

- A gente ficou perdido em campo. Não sabia o que estava acontecendo, mas imaginava que era coisa boa, por causa da comemoração. Perguntei para Wellington Saci o que era e ele me explicou. Foi emocionante, a gente estava dentro do G-4 - revelou o atacante Roberson, autor de dois gols da vitória rubro-negra por 3 a 0, em cima do Paraná.

O meia Robston disse que ficou arrepiado na hora da gritaria. O meia Marcelinho Paraíba não parava de pular no banco de reservas, nos minutos finais da partida. Foi uma tensão, uma expectativa sem fim até o apito que encerrou o jogo com o Paraná.

Não se sabe ao certo, mas os torcedores não souberam do empate pelo rádio, pois nenhuma estação havia dado o tento. Também não foi pela internet dos celulares, que ainda não haviam sido atualizados. Um camarote estava com um telão ligado no canal que transmitia Vitória e São Caetano. Alguns rubro-negros estavam virados para a TV, esquecendo o que acontecia no gramado da Ilha do Retiro. Quando houve o gol de Antônio Flávio, em Salvador, o do empate, um efeito dominó de comemoração surgiu na arquibancada.

No fim dos 90 minutos, o quase impossível aconteceu com as derrotas do Braga e do Leão da Barra, os dois concorrentes do Sport à Série A. O rubro-negro pernambucano entrou em estado de euforia por só depender dele na competição. Agora, basta uma simples vitória em cima do Vila Nova, no próximo sábado, no Serra Dourada, para a comemoração da última rodada fazer sentido.

- Acreditava que ainda dependeríamos de resultado na última rodada. A situação está melhor do esperávamos. Sabia que o São Caetano ia encrespar em cima do Vitória. O Bragantino é que foi uma ótima surpresa. O que aconteceu naqueles minutos finais é uma prova que milagres acontecem. Estamos a uma partida de salvar a temporada - afirmou o zagueiro Tobi, lembrando que a "obrigatoriedade" do Sport em conseguir o acesso à Série A, depois da perda do hexacampeonato pernambucano.

Ator suspeito de agredir esposa será transferido para presídio, diz polícia


O ator Charles Paraventi, detido por suspeita de ter agredido a mulher, deixou a 5ª (Mem de Sá), onde estava preso, e deve ser encaminhado para um presídio em Água Santa, no subúrbio do Rio, ainda nesta segunda-feira (21). Ele deixou a delegacia na noite de domingo (20) e aguarda a transferência na Polinter do Grajaú, na Zona Norte. A informação foi confirmada pela Polícia Civil.

Charles foi detido na noite de sexta-feira (18). De acordo com a polícia, ele foi autuado com base na Lei Maria da Penha.

Desde o fim de semana, o G1 tenta entrar em contato com a assessoria do ator, mas até o momento não houve retorno.

Em dezembro de 2006, o ator foi detido por portar drogas. Na ocasião, segundo policiais, ele tinha uma pequena quantidade de maconha. Em abril do mesmo ano ele já havia sido detido por comprar três pacotinhos de maconha na região conhecida como Via Ápia, uma das principais vias de acesso à Rocinha, recentemente ocupada pela polícia.

Paraventi participou do seriado Malhação, da TV Globo, e atuou no filme “Cidade de Deus”.


Menino de 7 anos não sorri por causa de uma rara condição cardíaca que pode matá-lo se ele ficar eufórico

O inglês Bradley Burhouse tem 7 anos e uma rara condição cardíaca que o obriga a não sorrir mais, ou, então, a sua animação poderá lhe custar a vida – um ataque cardíaco fatal. Por causa de seu problema, ele não pode brincar ao ar livre com os irmãos Jack, 14, e Dalton, 12, e a irmã Maddison, 6, segundo informou a mãe do menino, Toni Burhouse, 34, ao jornal britânico Daily Mail.

O garoto foi diagnosticado com uma taquicardia ventricular depois de passar mal no início deste ano enquanto brincava com os irmãos. A
rara condição em crianças significa que o ritmo do coração em repouso varia de 120 a 200 batimentos por minunco – duas vezes mais rápido que uma pessoa normal. Assim, mediante qualquer esforço o seu coração pode desenvolver um ritmo cardíaco grave e levar à morte súbita.

A doença de Bradley pode ser corrigida com uso de comprimidos ou uma cirurgia, que se mostrou fatal em alguns casos em crianças. No entanto, se a condição dele piorar o coração pode entrar em fibrilação ventricular, o que quer dizer que o cérebro e os músculos param de receber sangue do coração.


Nas próximas semanas, ele fará exames para, então, os médicos decidirem qual caminho seguir em seu tratamento. “Eu me lembro que ele costumava correr até mim e dizer ‘mãe, o meu coração parece que vai saltar do meu peito´”, contou a mãe, que sempre dizia ao filho que aquilo era normal, porque ele estava correndo. Mas ela só descobriu que não era até o filho desmaiar.


Toni diz ainda o quanto é difícil manter uma criança nessa idade parada e que a opção foi deixar que ele fique no videogame, o que fez com que Bradley engordasse bastante. Mas o foco agora da família é a esperança de que o problema do caçula seja logo resolvido.


domingo, 20 de novembro de 2011

VEREADOR GERSINHO FILHO PROMOVE AÇÃO DE CIDADANIA NA VILA DO QUARTEL


O vereador Gersinho Filho (foto) promove Ação de Cidadania na Praça da Vila do Quartel, o evento será realizado em 2 momentos: nos dias 21 a 24 de novembro e de 28 de novembro a 1º de dezembro. Serão oferecidos serviços como atendimento jurídico, plantão psicológico, exames preventivos de mama e próstata, dentre outros.
A ação é realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos, SESI, PROCON Municipal, dentre outras.
O vereador Gersinho Filho preocupado, inclusive, com a incidência de doenças sérias que acometem os homens e mulheres de Garanhuns, consciente de que a prevenção é o melhor remédio, em parceria com o presidente da FIEPE, o deputado Jorge Corte Real, salienta a importância de ações como esta: “Acredito que a prevenção é o melhor remédio! É louvável a atitude do deputado Corte Real em disponibilizar para Garanhuns estes serviços com acesso fácil e gratuito, como os exames preventivos de câncer de próstata e mamas, que são um dos serviços agregados nesta ação na Vila do Quartel.”

Sport vence o Paraná por 3 a 0 e volta ao G-4


O Sport deu mais um recado a quem pensava que o time estava fora da disputa por uma vaga na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro do próximo ano. No último jogo na Ilha do Retiro nesta temporada, o Leão venceu o Paraná pelo placar de 3 a 0 e voltou ao G-4. Agora, praticamente apenas uma vitória separa o Rubro-negro da Série A em 2012. Com 58 pontos em quarto lugar, o Sport só não se classificará se vencer caso o Bragantino, também com 58, também ganhe e tire os quatro gols de saldo que o separam na tabela.

A vitória leonina foi garantida já no primeiro tempo, quando Marcelinho Paraíba e Roberson balançaram as redes adversárias. O atacante do Leão ainda voltou a marcar no segundo tempo, dando números finais à partida. Se o triunfo já seria suficiente para a torcida explodir de felicidade, a festa ficou maior com as derrotas de Bragantino e Vitória, que recolocaram o Leão na quarta colocação.

O Sport e o Paraná voltam a campo agora no próximo sábado (26), pela última rodada da Série B. O Rubro-negro vai ao Estádio Serra Dourada enfrentar o Vila Nova-GO e precisa vencer para carimbar o acesso à Série A. Já a equipe paranaense joga em casa com o Bragantino. As duas partidas começam às 17h.

Primeiro tempo com dois gols e sete cartões

Precisando da vitória para manter viva a esperança de disputar a Série A no próximo ano, o Sport partiu para cima do Paraná desde o início da partida. Já no primeiro minuto, o Leão finalizava contra a meta adversária. Marcelinho Paraíba tabelou com Robston e soltou uma bomba de fora da área, obrigando o goleiro Zé Carlos espalmar para escanteio.

O bom começo de jogo do Rubro-negro desestabilizou o time paranaense, que passou a reclamar bastante do árbitro carioca Péricles Bassols, sobretudo depois que o atacante Marinho foi derrubado na área do Sport e o pênalti não foi marcado. Como resultado da reclamação, saiu o primeiro cartão amarelo do jogo, para o zagueiro Flávio Boaventura, aos quatro minutos. No minuto seguinte, mais um cartão amarelo para o Paraná e novamente por reclamação: desta vez quem foi advertido foi o atacante Giancarlo.

Enquanto isso, o Sport só queria saber de chegar à meta adversária. E, aos sete minutos, quase o Leão abriu o placar com Willians. O atacante recebeu a bola do lateral-esquerdo Welligton Saci, deu um giro na marcação e bateu forte no centro do gol, mas o goleiro do Paraná conseguiu fazer a defesa e mandou a bola para escanteio.

A resposta do time paranaense chegou aos 12 minutos. O lateral Lima fez um cruzamento pela esquerda e Giancarlo se antecipou ao zagueiro Tobi e meteu a cabeça na bola, mas ela foi para fora, passando com perigo ao lado direito do gol de Magrão.

Mas o que se viu em seguida foi uma pressão rubro-negra cada vez maior sobre o Paraná. E, de tanto insistir, o Sport conseguiu abriu o placar na Ilha do Retiro, aos 19 minutos, com Marcelinho Paraíba. Mas o meia leonino teve que dividir os méritos do gol com o Zé Carlos: o goleiro do time paranaense falhou no lance e aceitou um chute da intermediária do jogador rubro-negro, deixando a bola morrer no fundo das redes.

Quando o cronômetro marcava 23 minutos, o Paraná teve grande chance de empatar o jogo, com uma falta na ponta esquerda cobrada por Dinélson. O meia cruzou a bola para dentro da área, mas Magrão subiu e conseguiu dar um soco na bola.

Se o gol de empate não saiu, o mesmo não se pode dizer dos cartões do bolso do árbitro da partida. Aos 26 minutos, o lateral Moacir recebeu o amarelo por uma falta cometida no meio de campo. Em seguida, foi a vez de o Paraná ser advertido, desta vez com o cartão vermelho: aos 35 minutos, Marinho foi expulso após agredir Wellington Saci em campo com uma tapa. Por reclamação no lance da expulsão, o volante Everton recebeu o cartão amarelo. E, três minutos depois, acabou recebendo o vermelho após fazer falta dura em Thiaguinho.

As duas expulsões impediram qualquer esforço do Paraná em tentar empatar a partida. Com dois jogadores a menos dentro de campo, a equipe paranaense defendeu-se como pôde do Leão, que aproveitou a vantagem numérica para pressionar ainda mais o adversário. E a pressão deu resultado aos 43 minutos. Após uma boa troca de passes do Sport, Moacir invadiu a área e tocou para o atacante Roberson, sozinho, empurrar para o fundo das redes.

Antes de apitar o final da etapa inicial, outros dois jogadores foram punidos com o cartão amarelo. No lance seguinte ao segundo gol do Sport, Dinélson foi advertido por reclamação. Aos 46 minutos, foi a vez de Hamilton receber o amarelo após cometer uma falta dura na intermediária.

Com dois a mais em campo, o Leão chega ao terceiro gol

Em time que está ganhando não se mexe, certo? Não é o que pensa o técnico Mazola Júnior. Mesmo na frente do placar, o Sport voltou diferente para a etapa complementar, com o atacante Bruno Mineiro no lugar de Moacir. A intenção era clara: aproveitar a vantagem numérica para ampliar a vitória e assegurar os importantes três pontos. O Paraná também voltou com mudanças na equipe: os meias Douglas Packer e Jefferson Maranhão substituíram, respectivamente, Dinélson e Giancarlo.

Como era de se esperar, o Sport não deixou o Paraná respirar. E o Leão quase ampliou o placar logo aos cinco minutos. Após boa troca de passes na área da equipe paranaense, a bola sobrou para Roberson, que chutou forte para uma grande defesa de Zé Carlos, que espalmou a bola para escanteio. No minuto seguinte, Willians conseguiu balançar as redes, mas o assistente marcou impedimento no lance do que seria o terceiro gol rubro-negro.

Cansado de apenas se defender, o Paraná resolveu, então, arriscar uma subida à área do Sport. E acabou conquistando uma falta cobrada pelo volante Itaqui aos sete minutos. A bola foi cruzada na área, mas o zagueiro Gabriel subiu e, de cabeça, afastou o perigo.

Quando o cronômetro mostrava 11 minutos, o Sport teve mais um gol impedido. Desta vez com Bruno Mineiro. Após bate e rebate no meio da área do Paraná, a bola sobrou para o artilheiro leonino, na saída do goleiro Zé Carlos, tocar para dentro do gol. Mas o jogador estava adiantado no lance, apontou a arbitragem.

Em seguida, Mazola voltou a mexer na equipe do Sport. Primeiro, tirou Willians, que sentiu dores na coxa, e colocou o atacante Júnior Viçosa. Depois, promoveu a entrada do meia Maylson no lugar de Marcelinho Paraíba.

Apesar das mudanças, o Sport só voltou a assustar o Paraná aos 30 minutos. Em cobrança de escanteio, Thiaguinho cruzou a bola para o meio da área e Maylson, de cabeça, acertou o travessão do gol de Zé Carlos, que não se mexeu e apenas observou, torcendo para que ela não entrasse.

O Leão continuou criando chances de gol, mas não conseguia finalizar com objetividade. Isso até os 41 minutos. Em jogada trabalhada pelo lado direito, Roberson invadiu e bateu cruzado, mandando para dentro do gol do Paraná e dando números finais à partida: Sport 3 x 0 Paraná.


sábado, 19 de novembro de 2011

Um novo bebê a cada ultrassom

Assim que descobriu que estava grávida, a gerente de uma agência de recrutamento Chamille e seu marido, o fuzileiro naval Paul Thompson, ambos de 34 anos, ficaram radiantes com a notícia. Mais emocionante ainda foi ver o bebê na tela durante o primeiro ultrassom.

Aos seis meses de gestação, durante um segundo exame, a enfermeira contou ao casal que tinha uma surpresa.
Havia mais um bebê na barriga de Chamille.

Realizados com a família que já estaria "completa" em apenas uma gestação, o casal comemorou com todos os amigos e parentes. Mas as surpresas do destino não pararam por aí.

Semanas mais tarde, no terceiro ultrassom, Chamille e Paul ficaram surpresos ao descobrir que estavam à espera de não só dois, mas, três bebês. Sim, isso mesmo! Um terceiro bebê estava escondido atrás de suas irmãs.


Em entrevista ao jornal britânico
Daily Mail, Chamille contou que sempre sonhou em ter três filhos, mas nunca em apenas uma gestação. Agora o casal está se adaptando à nova vida com as trigêmeas Amelie, Lori e Sofia, que nasceram de cesárea no dia 5 de outubro após 34 semanas de gestação.

Elas passaram três dias na UTI neonatal com a ajuda de aparelhos para respirar e mais sete dias no hospital para ganhar peso. O pai Paul, que foi fuzileiro naval da Marinha britânica, declarou que sempre esteve acostumado a estar no controle de tudo e agora está aprendendo o papel de coadjuvante. Boa sorte para a nova e surpreendente família.


EUA descartam punição a casal que fez sexo em salto de paraquedas


A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) descartou punição ao casal que praticou sexo durante um salto de paraquedas em Taft, nos EUA. O órgão informou no fim de outubro que nenhuma lei foi infringida. A FAA havia anunciado uma investigação para apurar se o ato poderia ter distraído a atenção do piloto.

Os protagonistas desta insólita cena, que, além disso, foi gravada em vídeo e publicada no site YouTube, foram o canadense Alex Torres, instrutor de paraquedismo e ator pornô, e Hope Howell, sua companheira de trabalho na empresa Skydive Taft.

Em entrevista em outubro à emissora "Kero TV", Hope Howell disse que não se arrependeu de ter feito sexo em pleno salto. "Foi uma loucura. Mas foi muito divertido", disse ela.


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Menino com doença rara recebe alta de hospital após transplante em SP


Após o sucesso no transplante de medula, o menino Guilherme Mezabara, de 1 ano, recebeu alta do hospital onde estava internado, em São Paulo. Segundo o pai do menino, Luís Cláudio, a família está agora em um flat na cidade, já que eles ainda precisam comparecer três vezes por semana ao hospital.

"A gente diz que é uma liberdade condicional", brincou Luís. "Vamos ficar ainda 100 dias em São Paulo, e depois já podemos ter alta e voltar para o Rio. Ele colocou um novo catéter, porque ele ainda tem que ser muito bem monitorado", explicou.

A mãe do menino, Adriana Mezabara, escreveu no blog dedicado ao filho que a notícia da previsão de alta havia sido dada no último fim de semana. "Mas confesso que fiquei paralisada. Como assim?! Sair daqui?! Do ar filtrado, da completa higiene, dos vidros lacrados?! É um misto de alegria e apreensão!", postou Adriana.

Transplante de medula
Guilherme Mezabara fez um transplante de medula óssea em um hospital em São Paulo em 21 de outubro e segue em tratamento quimioterápico.

A granulomatosa crônica faz com que a criança não tenha nenhuma imunidade a bactérias e fungos, o que significa que ele não pode ficar exposto, porque não tem defesas.

Guilherme e os pais aguardavam a operação desde que a doença foi descoberta, quando o menino tinha sete meses. A notícia de um doador compatível surgiu quatro meses depois, do banco internacional. A medula de um alemão era compatível com o bebê. O transporte foi feito de avião, chegando na sexta-feira ao hospital.

No dia 8 de novembro, os pais do pequeno Guilherme comemoraram o sucesso do transplante de medula do filho. "A medula pegou!!!!!", escreveu a mãe do menino no blog, 18 dias depois da realização do transplante.

A quantidade de remédios que Guilherme precisa tomar, no entanto, ainda assusta. Segundo Luís, são 18 seringas por dia, com antibióticos e imunossupressores. "Fui na farmácia e não consegui comprar a quantidade de seringas que precisava. São 18 por dia, descartáveis. Falei que precisava de muitas seringas. A vendedora me perguntou: 'cinco seringas, mais ou menos?' Respondi: 'não, umas 50'. Não tinha no estoque. Estamos comprando aos poucos".

Guilherme ainda está se adaptando à nova casa. "Ele chegou e ficou excitadíssimo. É tudo diferente. Está brincando muito. Agora temos que organizar o horário de dormir. Lá (no hospital) ele dormia muito pouco. Dá aquela sensação de que está melhorando. Psicologicamente é muito melhor", comemorou, aliviado, Luís Cláudio.

Guilherme estava no hospital em um quarto completamente isolado, no setor de transplantes, com filtragem de ar e cuidados especiais de assepsia.

Durante a internação do filho, Luis Cláudio e Adriana entraram num esquema de plantão para ficar ele. Alugaram um apartamento perto do hospital, onde se revezam para dormir, cada um uma noite, enquanto o outro fica no hospital com Guilherme. Durante o dia, os dois fazem companhia a ele no quarto.

Agora, os dois pretendem retomar uma rotina mais normal, já com o filho em casa. E aguardar a autorização médica para voltar ao Rio de Janeiro. "Mesmo aqui não sendo nossa casa, é melhor até pra ele. Ao mesmo tempo que dá um alívio, nos dá uma segurança o fato da gente sair. Dá uma respirada", disse.




Operação apreende carros de luxo usados em 'rachas' em João Pessoa


Uma operação comandada pela Polícia Rodoviária Federal apreendeu, na madrugada desta sexta-feira (18), cinco carros de luxo que teriam sido utilizados na prática de 'rachas' em João Pessoa. Os proprietários não foram presos, mas tiveram as carteiras de habilitação suspensas por decisão da Justiça. A ação da PRF foi realizada em conjunto com a Polícia Civil, o Departamento Estadual de Trânsito e o Ministério Público da Paraíba. As apreensões foram feitas em três bairros nobres da capital: Cabo Branco, Manaíra e Jardim Luna.

Até as 8h (horário local), foram apreendidos um Chevrolet Camaro Transformers, três Honda Civic Si e um Volkswagen Gol customizado, cujo motor é avaliado em R$ 50 mil.

De acordo com a inspetora Keila Melo, do núcleo de comunicação social da PRF, a operação 'Velocidade Limitada' teve início às 4h e foi desencadeada após denúncias. Os envolvidos foram localizados com a ajuda de vídeos postados na internet. Segundo ela, os próprios suspeitos filmavam os 'rachas' e colocavam os vídeos no site Youtube.

“Conseguimos chegar aos donos dos veículos base nessas imagens e nas denúncias. Eles promoviam essas corridas independente da hora do dia. Em algumas imagens, podemos ver que os rachas aconteciam até pela manhã”, disse.

Ela afirmou que os rachas estavam sendo praticados nas rodovias federais que cortam a Paraíba e também na área urbana de João Pessoa. “Em um dos vídeos colocados na internet ,é registrado um racha no bairro de Cabo Branco”, completou a inspetora.

A PRF informou que, além de ter a habilitação suspensa, os motoristas envolvidos ainda podem ser punidos pela Justiça. Segundo Keila Melo, a 'Velocidade Limitada' é uma operação pioneira no país. Ela acrescentou que outras pessoas ainda estão sendo investigadas por suspeita de ter participação nos rachas.

Os detalhes dos resultados da operação serão apresentados à imprensa em uma entrevista coletiva marcada para acontecer às 10h (horário local) na sede do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual.


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Mãe e bebê que estava desaparecido recebem alta de hospital no Recife


O recém-nascido que desapareceu do Hospital Barão de Lucena (HBL), que faz parte da rede pública estadual, na última segunda-feira (14), no Recife, recebeu alta na manhã desta quarta (16), segundo nota divulgada pela unidade de saúde. O bebê, do sexo masculino, tomou vacinas, fez o teste do pezinho e está sendo amamentado normalmente pela mãe, que também teve alta. Eles vão ficar na casa de uma irmã do pai da criança, em Ponte dos Carvalhos, bairro do Cabo, no Grande Recife.

Claudete Maria Fagundes, mãe do bebê, disse que ficou desesperada quando não viu a criança. "Ninguém mais põe a mão no meu filho", afirmou nesta manhã, ao deixar o hospital. Ela tem outro filho, que é criado pela avó.

Ela deu à luz na segunda-feira pela manhã e, à noite, contou que a criança tinha sido levada por uma mulher que se oferecera para ajudar. Testemunhas disseram à polícia que a mulher havia passado a tarde cuidando do bebê. "É difícil imaginar que alguém que passou três horas conversando com a mãe é um estranho. Ela [a mulher que levou a criança] saiu do hospital com a bolsa atravessada e as mãos livres. Não tinha como o vigilante adivinhar que tinha um bebê ali. Em 53 anos, isso nunca aconteceu aqui no hospital", afirmou a diretora do HBL, Cláudia Miranda.

Elias Fernandes Barros, pai do recém-nascido, trabalha como ajudante de pedreiro. "Eu queria um filho para fazer um casal, porque eu tenho uma menina de 3 anos", disse.

Além dos pais, o inquérito já conta com o depoimento de nove pessoas que foram ouvidas durante a madrugada da terça (15), entre funcionários e pacientes do hospital. A suspeita de ter levado o bebê do HBL, encontrada no início da tarde da terça, já está presa na Colônia Penal Feminina do Recife. Ela tem 37 anos e foi localizada em uma casa no bairro do Prado.

A polícia identificou contradições nos depoimentos, tanto da acusada quando dos pais do bebê, que estão sendo investigados. Perguntado sobre as mensagens de celular que teria trocado com a companheira e que a polícia investiga, ele disse que "era a Justiça que tinha que resolver".

Em depoimento à polícia, a acusada negou ter sido um sequestro e disse que levou a criança com o consentimento da mãe. “Ela [a mãe] me deu a criança. Disse que já era o terceiro que estava dando e que esse ela não queria, ia abortar, só não abortou por causa do companheiro, que não deixou", disse, em entrevista à TV Globo, na última terça. Segundo a delegada Kelly Luna, a mãe afirma que não deu nem vendeu a criança. "A mãe pode responder por alguma omissão, falta de cuidado. Até porque a criança ficou em situação de risco, no dia em que nasceu, saiu do hospital sem alta. A mãe foi omissa, porque a criança estava sob a responsabilidade dela e ela deixou aos cuidados de uma pessoa que ela não sabia nem o nome", afirma. A Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA) acionou o Grupo de Operações Especiais e instaurou um inquérito para apurar o caso, que deve ser concluído em 10 dias.


Fonte: Globo.com/nordeste


Garoto de 8 anos abre negócio próprio na Internet e vira milionário


Harli Jordean aprendeu cedo a lidar com fornecedores, pedidos e entregas para manter de pé seu império de bolinhas de gude na internet. O pequeno magnata londrino mantém o site marbleking.co.uk e ganha milhares de libras por ano - com pedidos em vários lugares do mundo.

Harli é tão ocupado que teve de empregar sua mãe e os dois irmãos mais velhos para ajudá-lo a cumprir a demanda de produtos no website. Mas ele não reclama de estar sobrecarregado, pelo contrário, o pequenino se mostra profissional e com ambiciosos planos para o futuro.

"Meu sonho é ter uma cadeia de lojas. Ela seria como uma das maiores lojas de brinquedo do mundo, mas vendendo todos os tipos de bolinhas de gude" - revelou o estudante.

Ele revela que seus amigos o admiram por ter o próprio negócio e que são seus melhores clientes. O astuto empresário também revela que a chave para o sucesso é definitivamente a delegação. " Eu gosto de ser o chefe, mas gosto de envolver os outros no trabalho. Assim, se algo dá errado não é tudo minha culpa".

Harli conta que decidiu começar o negócio quando algumas crianças mais velhas roubaram sua coleção de bolinhas. Pediu para que sua mãe lhe comprasse mais na internet, mas os dois perceberam que não havia muitos sites dedicados àquele tipo de venda. Harli então pediu permissão para começar seu próprio site. Em alguns meses, Tina, a mãe de Harli ficou chocada ao ver os pedidos crescendo e Harli cuidando de tudo sozinho.

Tina, 51, disse: "Harli sempre foi obcecado por bolinhas de gude desde que tinha seis anos. Ele costumava dormir com elas embaixo do travesseiro. A última coisa que ele fala antes de dormir é 'bolinhas de gude' e elas são as primeiras coisas que ele menciona de manhã."

De acordo com Tina, Harli agora quer produzir suas próprias bolinhas de gude na China para vender para lojas do mundo inteiro. Ela revelou também que como chefe, ele é muito tranquilo, mas tem suas próprias ideias de como fazer as coisas.

"Ele é muito ambicioso e determinado. Algumas vezes suas ideias são tão grandiosas que nós temos que intervir um pouco. Mas o sonho dele ainda é ter a maior loja de bolinhas de gude do mundo", completou.


Polícia acha carro furtado há 7 anos, liga para dono e ele pensa que é trote



A polícia de Ilhéus, no sul da Bahia, encontrou na cidade um veículo furtado há quase sete anos em Itabuna, município vizinho. Segundo os policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos de Ilhéus, o carro foi encontrado abandonado em uma diligência na BA - 001, conhecida como rodovia Ilhéus - Olivença, que passa pela cidade, no dia 1º de novembro.

Após uma investigação no banco de dados de veículos do estado, os policiais detectaram que se tratava de um automóvel que havia sido furtado no dia 24 de novembro de 2004.

"Quando percebemos que se tratava de um veículo furtado, entramos em contato com familiares do proprietário que, a princípio, não acreditaram na informação", conta o chefe do setor de inteligência da delegacia, agente Jailton Vitório. O policial disse que a família pensou que se tratava de um trote.


Após a surpresa da família, o comerciante Érico Veloso Dultra recebeu a notícia dos policiais e confessou que já não esperava mais reencontrar o seu Uno 1996, de cor vinho, que era utilizado na venda de doces na porta de uma universidade de Itabuna. "Sinceramente, foi uma grande surpresa. Eu pensei que o carro já tinha ido para algum desmanche, não tínhamos mais esperanças", confessa seu Érico.

O comerciante conta também que após o furto passou por momentos difíceis para continuar mantendo a família. "O Uno era nosso instrumento de trabalho. Era com ele que levávamos, todos os dias, os produtos que vendemos na porta da faculdade. Nós não tínhamos seguro, e eu lembro que quando perdemos o veículo tivemos de pegar carros emprestados com pessoas próximas para poder trabalhar. Na época nós ainda tínhamos uma das filhas estudando, precisávamos manter a casa e a luta foi muito grande", revela.

Segundo seu Érico, o carro está com avarias na pintura e alguns problemas na mecânica, mas a família aguarda ansiosa para consertar e voltar a usar o carro, que deverá ser liberado pelo Detran ainda nesta semana.

Instituto Cidadania divulga imagem de Lula careca durante tratamento de câncer



O Instituto Lula divulgou nesta quarta-feira (16) novas imagens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a entidade, Lula raspou a barba e o cabelo nesta quarta-feira (16), antecipando a queda causada pela quimioterapia usada em seu tratamento contra o câncer de laringe. Dona Marisa Letícia cortou o cabelo e fez a barba do ex-presidente.

O câncer de laringe foi diagnosticado no dia 28 de outubro e obrigará Lula a poupar a voz. Lula tem pela frente uma luta árdua para se manter vivo e preservar sua razão de viver. Num vídeo de agradecimento gravado pouco antes de deixar o Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde começou o tratamento, Lula deu mostras da importância que atribui à sua capacidade de mobilizar as pessoas por meio da fala. “Lamento não poder dizer um ‘companheiros e companheiras’ bem forte.” Com a voz cheia de falhas, despede-se assim: “Até a primeira assembleia, o primeiro comício ou o primeiro ato público”. Lula tem consciência de que, na essência, é aí que reside seu maior talento.

Um dia antes da descoberta do tumor, Lula comemorou 66 anos, com uma festa em seu apartamento, em São Bernardo. Ao cardiologista Roberto Kalil Filho, seu amigo e médico há 22, reclamou: “Estou com um pigarro na garganta há uns 40 dias. Só me dão pastilha”.

Kalil disse que ele precisava ir ao Sírio-Libanês no dia seguinte. Fazia um ano e meio que Lula não passava por um check-up. Segundo Kalil, ele respondeu assim: “Não quero fazer exames. Se fizer, vão descobrir que tenho um câncer igual ao do meu irmão”.

Talvez mais que intuição, a desconfiança de Lula baseava-se em probabilidade. Além da mãe, dona Lindu, Lula perdeu os tios maternos e dois irmãos para o câncer. Seu irmão mais velho, Jaime, teve um tumor na laringe semelhante ao que o acomete. Não bastasse o histórico familiar, Lula foi fumante desde a adolescência. “Ele me contou que, nas fases mais duras da vida, quando estava desempregado e morando com a mãe, não tinha dinheiro para comprar cigarro. Então, saía pegando bituca do chão, na rua mesmo, para fumar”, diz a jornalista Denise Paraná, autora da biografia Lula, o filho do Brasil. Lula abandonou sua cigarrilha apenas em janeiro de 2010, depois de uma crise de hipertensão.

Lula teve sorte de descobrir o tumor de 3 centímetros antes que atingisse as cordas vocais. Tecnicamente, é chamado de carcinoma epidermoide e está bem perto delas. Assim que recebeu o diagnóstico, ao lado de sua mulher, Marisa, Lula avisou os filhos e a presidente, Dilma Rousseff. Em seguida, determinou que a assessoria de imprensa do Sírio-Libanês soltasse uma nota sobre o câncer recém-descoberto. Foi pela imprensa que amigos e colaboradores souberam da doença.