quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Milhares de pessoas lotam RioMar durante inauguração

Do NE10

Uma multidão fez questão de ir até o bairro do Pina, Zona Sul do Recife, para conferir a inauguração do novo shopping da cidade. O RioMar Recife abriu as portas às 9h, mas durante toda a terça-feira (30) milhares de pessoas passaram pelo local para conhecer a estrutura, lojas e praças de alimentação.

A aposentada Fátima Francisco, de 55 anos, chegou ao shopping às 10h, acompanhada do marido, Edinaldo Francisco. O casal passeou pelo local e acabou comprando uma televisão de plasma. "Está tudo muito bonito, gostei muito", disse Fátima, que espera voltar logo ao shopping para conhecer outras lojas.

Muitas famílias circulavam pelos corredores do RioMar olhando as vitrines e chegaram a presenciar algumas lojas sendo inauguradas, com vendedores fazendo festa e estourando champanhe. Entre as sacolas de compras, vários consumidores carregavam balões e flores que receberam de brinde.

Roselma Rodrigues do Nascimento, doméstica de 41 anos, fez questão de ir ao shopping no dia da inauguração. "Já está com a decoração de natal. A árvore está linda", disse entusiasmada. Acompanhada da irmã, sobrinha e seu marido, comprou um liquidificador e uma batedeira.

Quem passou pelo shopping durante a tarde pode conferir a apresentação do Coral e Orquestra Fundação Pedro Paes Mendonça. Muitas pessoas pararam para ouvir um repertório diverso que incluiu as músicas do cantor Roberto Carlos.

O empresário Rafael Lucena, de 27 anos, destacou a importância do investimento de R$ 600 milhões para a economia do Estado. "Isso tudo gera empregos e ajuda a economia a rodar. Pernambuco ganha muito com tudo isso", concluiu.

LUIZ DEIXA PARA IZAÍAS CRECHES, QUADRAS E ÔNIBUS

 
 
Roberto Almeida
 
O prefeito Luiz Carlos de Oliveira assinou ordem de serviço, nesta terça-feira, para a construção de seis creches em Garanhuns. As unidades, destinadas à educação infantil, serão localizadas na Boa Vista, Cohab I, Manoel Chéu, Cohab III, Liberdade e Cohab II.

A Empresa RR Construções Ltda - EPP será a responsável pela obras, que terão inicio já na próxima segunda-feira, dia 5 de novembro. Os serviços estão orçados em R$ 7.443.217,05, sendo executadas com recursos do Governo Federal, através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), além da contrapartida da Prefeitura de Garanhuns.

Nesta primeira etapa, serão construídas as creches da área da Cohab II, no loteamento Rosa Mística e da rua Oscar Francisco, em Manoel Chéu.

O Governo Luiz Carlos também prepara a licitação para contratação de uma empresa para executar a obra de construção de quatro quadras poliesportivas. Essas serão localizadas nas escolas São Camilo (Cohab I), Ranser Alexandre (Magano), Jaime Luna (Cohab III) e Letácio Brito (Boa Vista).

A prefeitura também já tem projeto aprovado para receber os recursos do FNDE para compra de oito ônibus escolares.

Logicamente tanto as creches, quanto as quadras e os ônibus somente serão entregues à comunidade no Governo de Izaías Régis. Os projetos, porém, foram feitos na gestão de Luiz Carlos, tendo sido aprovados pelo Governo Federal.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Com 100% da apuração em São Paulo, Haddad alcança 55,57%

NE10


Com 100% das urnas apuradas, o segundo turno da eleição na cidade de São Paulo mostrou que o prefeito eleito, Fernando Haddad (PT), somou 3.387.720 votos, ou 55,57%, enquanto o candidato do PSDB, José Serra, obteve 2.708.768 votos, ou 44 43%. Do total de 6.896.290 votos, os válidos somaram 6.096.488, ou 88,40%. Votos em branco somaram 299.224 (4,34%) e nulos, 500.578 (7,26%).

O segundo turno na capital paulista foi marcado por um elevado índice de abstenção, uma vez que praticamente 20% do eleitorado não votou. Mais precisamente, as abstenções chegaram a 1.722.800 (19,99%). O número superou o do primeiro turno, quando as abstenções foram de 1.592.722, ou 18,48% do eleitorado de 8.619.170.

FESTA DA VITÓRIA - O prefeito eleito de São Paulo é esperado para comemorar a vitória com militantes e simpatizantes do PT na Avenida Paulista em frente ao prédio da TV Gazeta, onde foi armado um palanque e um trio elétrico anima as pessoas. Até as 21h25, apenas deputados e integrantes da campanha estavam no local, à espera de Haddad.

Um dos animadores da comemoração petista puxou o refrão, repetido pelos presentes na festa da vitória: "É Dilma lá, Haddad aqui, agora falta tirar o Alckmin".
Fonte: Agência Estado

No segundo turno, PSB venceu em todas as cidades onde disputou contra o PT

Eduardo acompanhou o segundo turno em casa, ao lado do prefeito eleito do Recife, Geraldo Julio, e outros aliados (Foto: PSB/Divulgação)

Blog de Jamildo

Se o PSB do governador Eduardo Campos (PSB) conquistou seu espaço no cenário nacional com o bom resultado que apresentou no primeiro turno das eleições municipais, a força da legenda consolidou-se no segundo round. Os socialistas venceram o pleito em todas as cidades nas quais disputavam contra o PT, do ex-presidente Lula. Aliados nacionais, PT e PSB romperam alianças em importantes cidades no pleito deste ano. No primeiro turno, os socialistas já haviam saído vitoriosos em embates importantes contra os petistas, como no Recife (PE) e em Belo Horizonte (MG). Cotado para se candidatar a presidente em 2014, Eduardo Campos participou das campanhas nos principais locais onde o PSB disputou e disseminou uma imagem desvinculada da de Lula, seu padrinho político. Em alguns momentos, até "pautou" os petistas, como em Campinas (SP), por onde a presidente Dilma Rousseff e Lula só decidiram ir após uma passagem do socialista.

A vitória maior do PSB no segundo turno foi em Fortaleza (CE), onde a sigla elegeu Roberto Cláudio, com 53,02% dos votos, contra os 46,98% de Elmano de Freitas (PT). Por lá, a disputa era tão acirrada que uma pesquisa divulgada pelo Datafolha nesse sábado (27) apontava para um empate entre os dois postulantes. 

O rompimento do PT com o PSB na capital cearense ocorreu em um movimento semelhante ao do Recife. A atual prefeita, Luizianne Lins (PT), indicou a candidatura de Elmano, que foi rejeitada pelos socialistas, em especial pelo governador Cid Gomes, ligado a Eduardo. Com isso, a postulação de Roberto Claudio foi lançada e abarcou a aliança de 13 partidos, inclusive o PMDB, que indicou o vice da chapa, Gaudêncio Lucena. A aliança PT-PSB no Estado tinha eleito tanto o governador Cid Gomes como Luizianne.

A segunda vitória mais comemorada pela cúpula do PSB foi em Campinas (SP), quintal de São Paulo. Jonas Donizette (PSB) venceu a eleição com 57,69% dos votos válidos, enquanto Marcio Pochmann (PT) teve 42,31% (231.420). A cidade era mirada pelo PSB por ser o terceiro maior parque industrial do País.

Vitória também em Cuiabá (MT), onde Mauro Mendes (PSB) venceu com 54,5% dos votos válidos. Lúdio Cabral (PT) ficou em segundo lugar (45,4%).

Contando as capitais, mas já em disputas não contra o PT, o PSB também levou Porto Velho (RO) neste segundo turno. Entre as cidades menores, ainda angariou Duque de Caxias (RJ) e Petrópolis (RJ). Das sete cidades onde os socialistas disputaram neste domingo (28), só perderam em Uberaba (MG), para o PMDB, que era apoiado pelo PT, apesar de o candidato socialista também ter usado a imagem de Dilma. Lá, o deputado federal Paulo Piau (PMDB) teve 51,36% dos votos válidos e o deputado estadual Antônio Lerin (PSB), 48,64%.

No primeiro turno, o PSB já havia ganho disputas contra o PT no Recife (PE) e em Belo Horizonte (MG). Após o prefeito da capital pernambucana João da Costa (PT) ter sido rifado pelo próprio partido de tentar a reeleição, a Executiva Nacional da legenda impôs a candidatura do senador Humberto Costa (PT). Eduardo aproveitou a briga interna entre os petistas para lançar um nome próprio, seu ex-secretário de Desenvolvimento Econômico Geraldo Julio (PSB). Com isso, rompeu uma aliança de 12 anos com o PT na cidade. Acabou elegendo Geraldo no primeiro turno com 51,15% dos votos. Humberto amargou o terceiro lugar (17,43%), atrás até do deputado estadual Daniel Coelho (PSDB) - 27,65%.

Já em Belo Horizonte, o socialista vitorioso foi Marcio Lacerda (PSB), uma aliança do PSB com o PSDB, principal partido da oposição ao governo federal. Ele disputou contra Patrus Ananias (PT), cuja candidatura foi uma aposta pessoal da presidente Dilma. Marcio Lacerda teve 52,69% dos votos, contra os 40,80% de Patrus Ananias.

Apesar de ter perdido as eleições no segundo turno para o PSB, o PT foi o partido que mais elegeu prefeitos nas 50 cidades onde houve nova votação, junto com o PSDB. Aos petistas coube a vitória na maior cidade do País, São Paulo, administrada por quase uma década pelo PSDB, e em mais sete municípios, entre os quais duas capitais, João Pessoa (PB) e Rio Branco (AC). Os tucanos, por sua vez, conquistaram nove municípios, sendo três capitais: Manaus (AM), Teresina (PI) e Belém (PA).

A disputa dos petistas em João Pessoa foi contra o PSDB. O deputado estadual Luciano Cartaxo (PT) teve 68,13% e seu adversário, Cícero Lucena (PSDB), 31,87%. Por lá, o PSB manteve-se neutro.

Já em São Paulo, a vitória do ex-ministro da Educação Fernando Haddad (PT) - 55,57% - sobre o ex-governador do estado paulista José Serra (PSDB) - 44,435 - teve o apoio do PSB, entretanto, Lula tratou de deixar Eduardo longe da campanha para ele não ter crédito na conquista. O PSB foi o primeiro partido a declarar apoio ao petista, aliás, Eduardo sempre cita este episódio quando é instado a falar sobre uma suposta crise com o PT. O governador de Pernambuco chegou a receber um telefonema de Haddad para que participasse de um evento no segundo turno, mas o tal ato não ocorreu, até porque, na última semana da eleição, as pesquisas de intenção de votos já apontavam vitória do ex-ministro com dez pontos percentuais de diferença.

Apesar dos fatos, Eduardo nega qualquer mal-estar com o PT e Lula. E também já disse que não falará agora sobre 2014. Pelo menos não publicamente. Como em todos os passos dados pelo socialista, o rompimento com o PT em cidades estratégicas foi milimetricamente calculado. E deu certo. Mais uma prova de que o governador não dá ponto sem nó.

Santa Cruz perde para o Águia, é eliminado e segue na Série C em 2013

Foto: Júnior Oliveira/Especial para o JC

Blog do Torcedor
O sonho de voltar para a Série B de 2013 acabou para o torcedor do Santa Cruz. A equipe sofreu com o gramado ruim, apresentou um futebol sem objetividade e perdeu por 1x0 para o Águia, no Zinho de Oliveira, em Marabá (PA), neste domingo (28), pela última rodada do grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro. Wando marcou o único gol da partida no segundo tempo.
O resultado elimina o Tricolor da próxima fase da Terceirona. Os corais terminaram na sexta posição com 22 pontos. O Águia comemora os três pontos e escapa do rebaixamento, ficaram em sétimo com os mesmos 22. Os paraenses terminaram a competição invictos em casa. Por outro lado, o Santa Cruz ficou sem vencer uma única partida longe do Recife.

PRIMEIRO TEMPO
 - Como esperado, o primeiro tempo entre Águia e Santa Cruz foi nervoso. Precisando da vitória para alcançarem os seus respectivos objetivos, a classificação para os corais e a fuga do rebaixamento para os paraenses, ambas as equipes foram para cima. Com menos de um minutos de jogo, Dênis Marques já perdia uma chance clara de gol. O atacante coral chutou fraco e permitiu a defesa do goleiro Marcelo Cruz.

Recuperado do susto no início da partida e melhor adaptado ao gramado do Zinho de Oliveira, o Águia foi logo tomando o controle do jogo. O meia Daniel era quem criava as melhores chances para os donos da casa. Aos 15, o jogador fez boa jogada e deu passe para Mocajuba, que perdeu a chance de gol.

De fato, o campo de Marabá prejudicou o desenvolvimento do futebol coral. Os jogadores tricolores tiveram que alçar as bola por várias vezes para tentar os passes. O estilo de jogo de Luciano Henrique acabou sendo prejudicado. O meia pouco conseguiu articular as jogadas para os atacantes.

O Mais Querido ainda apresentava um baixo aproveitamento das bolas paradas e dos chutes de fora da área. A deficiência era tanta, que o técnico Zé Teodoro teve que cobrar por mais chutes diretos, principalmente nas faltas.

O Águia ainda teve boa chance aos 29 com Flamel. O jogador colocou no meio das pernas de Chicão e partiu para o gol de Tiago Cardoso, que teve que agir para impedir o pior para o Santa Cruz.

Os corais só vieram reagir nos minutos finais do primeiro tempo. Dênis Marques tentou jogada na grande área, mas foi cortado por Carlão. O 0x0 foi o placar do intervalo.

SEGUNDO TEMPO - Para a etapa complementar o Santa Cruz veio com uma mudança, Weslley no lugar de Luciano Henrique. O objetivo de Zé Teodoro era dar uma melhor articulação para a equipe e aproveitar as bolas paradas. A alteração, no entanto, não surtiu efeito. O Santa seguiu sem criatividade no meio. Os atacantes continuaram sem receber bolas para tentar o gol.

A situação coral ficou ainda mais tensa com a notícia do gol do Icasa contra o Paysandu, em Juazeiro do Norte. O resultado eliminava o Tricolor, que precisa vencer a todo custo para obter a classificação. Sabendo disso, Zé Teodoro colocou mais um atacante em campo. Fabrício Ceará entrou no lugar do apagado Tiago Costa.

Do outro lado, precisando dos três pontos para escapar do rebaixamento, o Águia também colocou a equipe para cima. As alterações deram certo e trouxeram mais mobilidade para os donos da casa. O resultado apareceu aos 29 minutos. Wando aproveitou boa jogada pela esquerda e mandou para o fundo das redes do Santa Cruz.

A situação ficou complicada. Zé Teodoro e os jogadores ainda tentaram uma reação. Porém, não houve sucesso. O Tricolor parou nos próprios erros e ficou de fora do restante da Série C do Campeonato Brasileiro.

FICHA DA PARTIDA - ÁGUIA 1X0 SANTA CRUZ

Águia: Marcelo Cruz; Léo Rosa, Roberto, Carlão e Mocajuba; Analdo (Marquinhos Marabá), Diogo, Daniel e Flamel(Bernardo); Wando e Danilo (Peri).Técnico: João Galvão.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Marcos Pimentel, Vágner, Edson Borges e Tiago Costa (Fabrício Ceará); Memo, Chicão, Luciano Henrique (Weslley) e Renatinho; Flávio Recife (Branquinho) e Dênis Marques. Tecnico: Zé Teodoro.
Campeonato Brasileiro da Série C. Local: Zinho de Oliveira, Marabá (PA). Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima. Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Carlos Nogueira Júnior. Gol: Wando (A) aos 29 do segundo tempo. Amarelos: Vágner (SC), Mocajuba (A), Wando (A) e Marcos Pimentel (SC). Público: 1.383. Renda: R$ 14.240. 


domingo, 28 de outubro de 2012

Morre a atriz Regina Dourado, aos 59 anos

G1


Morreu no início da tarde deste sábado, 27, a atriz Regina Dourado. Ela perdeu a batalha contra um câncer. A informação foi confirmada ao EGO por Oscar Dourado, irmão dela: "Ela faleceu agora há pouco", limitou-se a dizer por telefone.
Ela estava internada desde o dia 20 de outubro no hospital Português da Bahia, em Salvador. Durante a tarde, a assessoria do hospital divulgou uma nota esclarecendo a causa da morte: "Os familiares de Regina Dourado informam o seu falecimento às 11h20, deste sábado, 27 de outubro, no Hospital Português da Bahia, em decorrência da evolução de um tumor maligno de mama."
 Em 2003, Regina foi diagnosticada com o doença na mama direita. Cerca de sete anos depois, o seio esquerdo também foi comprometido. O câncer evoluiu e a atriz teve sua medula óssea e outros órgãos atingidos, o que foi decisivo para a suspensão das sessões de quimioterapia, já que seu estado de saúde passou a ser considerado terminal.
Assim que souberam da notícia, famosos lamentaram a perda nas redes sociais. A novelista Glória Perez - autora da novela "Salve Jorge" - foi a primeira a se manifestar no Twitter: "Perdemos a Regina Dourado. Sábado triste". Nívea Stelmann lamentou a morte de Regina no microblog: "Que notícia!!! Triste mesmo". A atriz Antonia Fontenelle também escreveu na rede social: "Que Deus a tenha, amava a Regina".
“Ela está com o coração batendo, só que apresenta um quadro de insuficiência respiratória que deve vir a ser a causa mortis dela. Está praticamente sem sangue. Estamos aqui ao ladodela garantindo o carinho e o conforto, mas a situação é muito delicada”, comentou o irmão dela, Oscar Dourado, ao EGO, dias antes de sua morte. Regina deixa apenas um filho, Leonardo Dourado, de 28 anos.
Adeus
O velório será aberto ao público, segundo os familiares de Regina, e acontecerá neste sábado a partir das 16h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador. O corpo da atriz será cremado no mesmo local neste domingo, 28, às 16h30. A cerimônia será privada. Atriz começou na carreira com 15 anos
Regina começou a carreira artística com 15 anos na Companhia Baiana da Comédia, em sua cidade natal, Salvador. Como o espaço na área era pequeno na Bahia, a atriz seguiu para o Rio de Janeiro dez anos depois. Já em solo carioca, ela fez sua estreia na TV Globo na minissérie “A Morte e a Morte de Quincas Berro D`água” (1978). Na teledramaturgia, participou da novela “Pai Herói” (1978). Depois disso, integrou o elenco da minissérie “O Pagador de Promessas” (1988), de Dias Gomes, além das tramas “Roque Santeiro “(1985), “Felicidade” (1991), “Renascer” (1993) e “Explode Coração” (1995). Na Globo, Regina encerrou os trabalhos em “América” (2005), quando interpretou Graça, a mulher do fofoqueiro Gomes (Walter Breda).
Sua carreira no cinema é marcada por atuações nos filmes “Corisco & Dadá” (1996), de
Rosemberg Cariry, “No Coração dos Deuses” (1999), de Geraldo Moraes, “Espelho d'Água - Uma Viagem no Rio São Francisco” (2004), de Marcus Vinícius Cesar.

Seu último trabalho na TV foi em 2008 na novela “Mutantes - Caminhos do Coração”, da
Record, quando interpretou Altina. Na mesma emissora, ela esteve no elenco da novela “Bicho do Mato” (2007).


OS PASSOS DE IZAÍAS ATÉ JANEIRO

ROBERTO ALMEIDA


O prefeito eleito Izaías Régis (PTB) conversa diariamente com pessoas das áreas de saúde, educação, assistência social, serviços públicos, administração, finanças e outros setores. Já tem muita coisa definida na cabeça, mas possivelmente só vai anunciar oficialmente o secretariado, segundo e terceiro escalões do governo  no mês de dezembro. Por enquanto ele cuida de arrumar recursos no Estado e em Brasília para começar a trabalhar em janeiro e através da equipe de transição vai descobrindo gastos desnecessários do município que podem chegar a R$ 1 milhão. O petebista acha que recursos públicos não podem ser desperdiçados de maneira alguma, pois depois farão falta nos postos de saúde, nos calçamentos de ruas e nas escolas.

A experiência tanto na área política como na iniciativa privada estão ajudando Izaías a ser criterioso nas suas escolhas e pelos passos que ele deu até agora poderemos ter uma gestão em Garanhuns muito acima da média, em relação ao que estamos acostumados. A partir de janeiro quem fizer parte da equipe que se prepare: todos terão que dar tudo de si, o tempo todo, pelo município.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Apagão afeta o Nordeste do país


G1
Um apagão afetou os nove estados do Nordeste do país desde o final da noite de quinta-feira (25) e início da madrugada desta sexta (26).
Foram atingidos os estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, além de parte do Pará, Tocantins e Distrito Federal.
O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável por administrar o Sistema Interligado Nacional, confirmou a falta de energia na região a partir da 0h14, porém, não sabe dizer ainda a causa do desligamento das linhas de transmissão. Segundo o órgão, a luz foi restabelecida em Tocantins e Pará pouco depois de 1h30 (hora local).
É a segunda vez nos últimos 35 dias que ocorre um apagão na Região Nordeste. Em 22 de setembro, segundo o ONS, um problema nas interligações Sudeste/Norte e Sudeste/Nordeste, atingiu o fornecimento de energia elétrica em parte da região Nordeste do país.
Bahia
A Bahia sofreu um apagão por volta das 23h20 (hora local) desta quinta. De acordo com a Companhia de Eletricidade do Estado (Coelba), um problema no sistema interligado nacional, do ONS, atingiu todos os consumidores baianos. Segundo a Coelba, a companhia deixou de receber energia para fazer a distribuição.
A Coelba informou que outros estados do país também foram afetados pelo apagão.
A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informou que o Aeroporto Internacional de Salvador funcionou normalmente com geradores. Nenhum voo previsto para o final da noite de quinta e madrugada de sexta foi cancelado.
O posto policial do Hospital Geral do Estado (HGE), um dos principais da rede pública de saúde em Salvador, informou que apenas o centro cirúrgico da unidade funcionou com geradores nesta madrugada.
Ceará
No Ceará, a Companhia de Energia Elétrica do Ceará (Coelce), empresa distribuidora de energia no estado, informou que houve um problema no sistema interligado nacional que afetou todo o Nordeste. A companhia não soube informar sobre as causas do blecaute.
Apenas as luzes de carro iluminavam as ruas de Fortaleza na madrugada desta sexta-feira (26) (Foto: André Teixeira/G1)Só as luzes dos carros iluminavam as ruas de Fortaleza nesta madrugada (Foto: André Teixeira/G1)
Em Fortaleza, moradores dos bairros, Messejana, Benfica, Jardim Iracema, Barra do Ceará, Fátima, Aldeota, Meireles relataram a queda de energia. Moradores de outras cidades do estado como Crato, Juazeiro do Norte, Sobral e Maracanaú usaram as redes sociais para falar sobre a falta de energia.
Maranhão
A Companhia Energética do Maranhão (Cemar) informou que um blecaute com mais de duas horas de duração ocorreu em todo o estado.
Em São Luís, a energia caiu por volta de 23h20 (horário local). O problema foi atribuído à distribuição de energia do Sistema Interligado Nacional, de responsabilidade do ONS.
Nas redes sociais, moradores de Imperatriz, a 626 km da capital, confirmaram o apagão e relataram que a energia começou a ser restabelecida a partir de 0h30 (hora local).
Paraíba
Na Paraíba, faltou luz em todas as cidades do estado a partir das 23h30 de quinta, segundo informou a concessionária de energia elétrica do estado, a Energisa. Autoridades orientaram a população a evitar sair de casa, especialmente em seus automóveis pois os semáforos não estavam funcionando.


Irmãos não acreditam que canibal seja louco

NE10


Duas das seis testemunhas ouvidas sobre o caso do trio acusado de matar, esquartejar e esconder o corpo de três mulheres em Garanhuns, no Agreste, e Olinda, no Grande Recife, são irmãos do principal acusado, Jorge Negromonte, 50 anos. Os depoimentos foram colhidos na tarde desta quinta-feira (25), na primeira audiência do caso, no Fórum de Olinda, no Grande Recife, sobre o assassinado e ocultação do corpo de Jéssica Camila da Silva.

Emocionado, Emanuel Negromonte, o primeiro a ser ouvido, chegou a chorar enquanto era questionado pela promotora Eriane Gaia Alencar. Emanuel afirmou que Jorge chegou a procurar ajuda de psiquiatras e fazer tratamento no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Rio Doce, em Olinda. Entretando, disse que ele fingia ter problemas mentais para poder ter acesso à pensão recebida pela mãe caso ela morresse.

Mais novo de quatro filhos, o acusado roubou documentos de um irmão, Jeová, para sacar R$ 80 mil da conta bancária dele. De acordo com a família, Jorge começou a perder o contato com os parentes a partir desse golpe. Por ter problemas mentais comprovados, Jeová é o herdeiro da mãe. O irmão prejudicado foi o único que não esteve no Fórum de Olinda nesta quinta.


Emanuel disse Jorge foi uma criança normal, embora fosse o mais travesso dos quatro. Na adolescência, tinha muitos amigos e desenvolveu espírito de liderança. O segundo irmão do acusado a ser ouvido, Irineu Negromonte, confirmou o caráter dele, dizendo ainda que sempre foi um intelectual interessado em leituras sobre as questões demográficas do mundo e interpretações da Bíblia.

Aos 17 anos, Jorge começou a escrever e desenhar livros que, segundo Emanuel, continham cenas de violência, tendo mulheres como principais vítimas. Em abril, a polícia encontrou, na casa dos acusados em Garanhuns, um escrito pelo acusado que conta, com detalhes e em capítulos, cada passo da barbárie cometida. Leia trecho abaixo:
“Vejo aquele corpo no chão, Jéssica desconfia que ainda se encontra com vida, pego uma corda, faço uma forca e coloco no pescoço do corpo, puxo para o banheiro e ligo o chuveiro para todo o sangue escorrer pelo ralo.

Ao olhar para o corpo já sem vida da adolescente do mal, sinto um alívio. Pego uma lamina e começo a retirar toda a sua pele, e logo depois à divido."


Jorge e Isabel são casados há mais de 25 anos, depois que ele conseguiu se licenciar em educação física e começar a trabalhar em academias e escolas. Bruna Cristina era justamente uma das alunas que ele conheceu no Rio Grande do Norte. "Conheci Bruna em Natal quando ela tinha 17 anos. Como ela era muito nova, eles não podiam assumir o relacionamento. Quando ela completou 18 anos, vieram para o Recife", relatou Irineu. A família reprovava o relacionamento a três e, por isso, afirma ser distante deles.

Os parentes de Jorge negaram saber sobre a adoção da menina a que deram o nome de Emanuele. A criança é filha da que pode ter sido a primeira vítima do trio de canibais, Jéssica Camila, e foi batizada Tainá Vitória. Jéssica tinha 17 anos quando os conheceu, era moradora de rua e costumava vender guloseimas e pedir esmolas nos sinais do Recife com a filha. Emanuel e Irineu disseram não conhecer Jéssica e, portanto, não saber como ela foi atraída para a casa em Rio Doce onde provavelmente foi morta.

Jorge e suas duas mulheres são acusados de, além de matar, esquartejar, enterrar os restos mortais e até comer a carne das vítimas. "Ele (Jorge) entra em contradição ao dizer que comia carne humana. Não acredito nisso porque ele é vegetariano", disse Irineu. O irmão do acusado não acredita que os assassinatos foram cometidos em momentos de surto, por exemplo. Jorge afirmou em depoimento em abril, quando foi preso, que seguia uma seita denominada "O Cartel". Irineu relata que ele acreditava em um "novo Adão e nova Eva" e na purificação da raça.

Chorando muito e falando alto durante a audiência, Severina da Silveira dizia ser irmã de criação do "demônio", como chamava o acusado. "Eu quero justiça. Se a pena de morte fosse autorizada no Brasil, ele deveria ser condenado a isso. Jorge é um perigo até para a família", disse. Ainda não há prazo para o julgamento do trio nem para a realização do exame de sanidade mental requerido pela juíza Maria Segunda Gomes nesta quinta.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

EURICO É CONDENADO A 45 ANOS DE CADEIA

ROBERTO ALMEIDA


Terminou na noite desta terça-feira (23) o julgamento do veterinário Eurico Jorge Branco Monteiro, 43. Ele foi condenado a 45 anos de cadeia pelo assassinato do seu irmão, Clóvis Alves Monteiro Filho, e da sua cunhada, Lúcia Helena Rezende Bezerra (foto). O crime aconteceu no dia 13 de fevereiro de 2004, em Garanhuns, na residência do casal. Na época, o caso teve repercussão nacional.

Depois de passar algum tempo preso, o acusado aguardava o julgamento em liberdade e hoje não compareceu ao fórum. Logo após o término do julgamento, a polícia seguiu para uma fazenda, em Garanhuns, onde reside a mãe de Eurico, na tentativa de capturá-lo, mas o veterinário não estava no local. Durante o julgamento, o advogado de defesa do condenado afirmou que o seu cliente deverá se apresentar à polícia nesta quarta-feira (24). Ele será encaminhado ao Presídio Advogado Brito Alves, em Arcoverde, Sertão.

“A Justiça foi feita em Garanhuns. Essa página virou na minha vida e virou com brilho. A dor ainda é grande pela perda da minha filha. Não posso dizer que estou feliz, mas estou conformada”, comemorou Sandra Rezende, mãe de Lúcia Helena.

De acordo com as investigações, no dia do crime, por volta das 7h30, o veterinário teria entrado armado na residência do casal, no Bairro Heliópolis, e atirado duas vezes contra Clóvis Alves, na época com 32 anos. Clóvis foi atingido na cabeça e no pescoço e morreu no local.

Depois, o acusado teria assassinado também a sua cunhada, a enfermeira Lúcia Helena. Ela foi atingida no pescoço, na cabeça e nas pernas e ainda foi levada a um hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

A principal testemunha do crime foi uma babá, que, ao ouvir os primeiros disparos, se trancou em um quarto da casa com o filho do casal, na época com apenas dois anos. Um pedreiro que fazia obras na residência do casal também teria visto o acusado no local. (Fonte: JC Online)

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Sport vence fora de casa e diferença para o Bahia cai para três pontos

Do NE10
Num jogo em que quase tudo deu errado no primeiro tempo, o Sport reagiu no segundo e conseguiu dois feitos no Campeonato Brasileiro: pela primeira vez conseguiu duas vitórias seguidas e conquistou seu segundo triunfo fora de casa ao bater o Atlético-GO por 1x0 neste domingo (21), no Serra Dourada. O resultado fez o time chegar a 33 pontos, três a menos que o Bahia, 16º colocado e primeira equipe fora da zona de rebaixamento. O Leão é o 17º.

Apesar de contar com a maioria de reservas, o Atlético-GO não se intimidou e pressionou o Sport em seu campo defensivo nos primeiros minutos. Com uma boa marcação nos volantes, principalmente em Rithelly, os rubro-negros ficaram sem saída de jogo. Os dois homens dos lados - Cicinho e Reinaldo - também não conseguiam evoluir. Pelo ritmo das duas equipes parecia que o Sport é quem estava entregue e mais preocupado com a Sul-Americana e o Atlético alimentava chances de fugir do rebaixamento.

Para piorar, a estratégia do técnico Sérgio Guedes começou a ruir quando Diego Ivo machucou-se e teve que dar lugar a Moacir. Tobi foi recuado para a zaga. Menos de cinco minutos depois, Renan Teixeira saltou de mau jeito e machucou o joelho esquerdo. Bruno Aguiar entrou e lá se foi Tobi de volta para o meio.

No momento em que Renan era atendido e Bruno ainda não entrara, o lateral-esquedo Mahatma Gandhi tabelou com Diogo Campos e entrou na área. Gilsinho o acompanhou e não teve outra alternativa a não ser cometer o pênalti. Patrick foi para a cobrança e chutou forte buscando o canto esquerdo. Saulo caiu bem e fez a defesa. Emocionado pelo feito, o goleiro foi às lágrimas.

Essas nuvens pesadas sobrevoaram o campo leonino num espaço de apenas nove minutos. Mas nem assim os pernambucanos acordaram. Hugo pouco se apresentava. Felipe Azevedo terminou fazendo o papel de meia. Isso quando não partia sozinho e arriscava algum chute.

Além de alguns jogadores em maré baixa, o Sport pecou muito coletivamente. Muito passivo na marcação, só apertava os jogadores goianos a partir da linha central. Laterais e volantes tinham toda liberdade para raciocinar a saída de jogo.

O despertador tocou no intervalo e o Sport entrou em campo no segundo tempo - em corpo e espírito. Marcou e mais adiantado. Foi assim que nasceu o gol. Gilsinho aproveitou a bobeira na saída de bola adversária e invadiu a área. Serviu Felipe Azevedo no lado direito. O camisa 11 cruzou na medida para Hugo fazer 1x0. O gol foi de cabeça, assim como o de Bruno Mineiro que levou o Leão à Série A, e, mais coincidência ainda, na mesma barra.

Apenas três minutos depois, num lance em que ninguém dava nada, Rithelly deu um susto no goleiro Roberto. Arriscou levantar a bola na área e ela bateu no travessão antes de sair. Diferente da etapa anterior, o Sport valorizou a posse de bola, trocou passes e manteve o Dragão longe do gol de Saulo.

Aos 18 minutos, Rithelly apareceu na área atleticana levando perigo novamente. Felipe Azevedo foi à linha de fundo e serviu Gilsinho. Ele apenas ajeitou para Rithelly chegar batendo por cima.

O problema é que as chances de ampliar não chegaram e o tempo passou. Era inevitável que o Atlético fosse para o tudo ou nada e o Sport recuasse perigosamente. O time da Ilha praticamente limitou-se a rebater as bolas cruzadas pelo adversário. Time este que, diga-se de passagem, mostrou limitações dignas da posição que ocupa na competição.

Ficha do jogo:

Atlético-GO: Roberto; Rafael Cruz, Reniê, Gustavo e Mahatma Gandhi; Carlos (Dodó), Marino, Ernandes e Luciano (Danilinho); Patrick (Alexandre) e Diogo Campos. Técnico: Artur Neto.

Sport: Saulo; Cicinho, Diego Ivo (Moacir), Aílson e Reinaldo; Tobi, Renan Teixeira (Bruno Aguiar), Rithelly e Hugo (Hugo); Gilsinho e Felipe Azevedo. Técnico; Sérgio Guedes.

Campeonato Brasileiro da Série A. Local: Serra Dourada, Goiás. Árbitro: Péricles Bassols. Auxiliares: Marrubson Melo Freitas e Carlos Emanuel Manzolillo. Gol: Hugo, aos três minutos do segundo tempo. Cartões amarelos: Gilsinho.

sábado, 20 de outubro de 2012

Horário de verão começa à meia-noite deste sábado no país

G1

O horário de verão começa à meia-noite deste sábado (20) em algumas regiões do país. Os relógios devem ser adiantados em uma hora quando os ponteiros marcarem 0h nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Tocantins.
A mudança afetará o Distrito Federal e 11 estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Tocantins.

O horário de verão termina no dia 17 de fevereiro de 2013.

O objetivo é proporcionar uma economia de energia nos horários de pico. A mudança no horário ajuda a reduzir o consumo em cerca de 5% no período. A economia deve chegar a R$ 280 milhões.

As regiões Norte e Nordeste não aderem ao horário de verão.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

HADDAD AMPLIA VANTAGEM SOBRE SERRA

ROBERTO ALMEIDA


Na segunda pesquisa divulgada pelo IBOPE para o segundo turno da eleição paulista, o candidato do PT, Fernando Haddad, ampliou a vantagem sobre José Serra, do PSDB. O petista aparece com 49% das intenções de votos, contra 33% do tucano, uma diferença de 16 pontos percentuais.

A pesquisa foi contratada pela TV Globo e ouviu 1.204 eleitores, entre os dias 15 e 17 deste mês. Em relação ao trabalho anterior do IBOPE o candidato José Serra caiu 4 pontos, enquanto Haddad oscilou um ponto para cima.

A estratégia do tucano de tentar vincular o ex-ministro ao mensalão do PT não está funcionando. As críticas a Fernando Haddad quando esteve no governo também não estão surtindo efeito. O fato de Serra não concluir os seus mandatos, a forma como ataca os adversários e a sua vinculação com o prefeito Kassab parecem estar empurrando o representante do PSDB para o precipício. (Foto dos candidatos: o globo.com).

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Aumento do combustível virá, mas não há data, diz Graça Foster

G1


Um aumento dos combustíveis no Brasil é algo que ocorrerá "certamente", mas ainda não há prazo para isso acontecer, afirmou nesta terça-feira (16) a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster.
"O aumento de combustíveis certamente virá. Quando? Não tem data, é importante dizer", afirmou ela a jornalistas após ser homenageada em almoço no Copacabana Palace, promovido pelo Lide (Grupo de Líderes Empresariais).
Graça ressaltou, no entanto, que o aumento não ocorrerá no curto prazo. "Não há previsão para aumento de combustíveis. Se você olha o longo prazo, médio prazo, eu diria que sim [que haverá alta]. Mas quando você olha o curto prazo, não há previsão para aumento de combustível no país", afirmou.
De acordo com a executiva, a empresa não vai esperar um aumento de combustível para melhorar seu fluxo de caixa, e por isso busca operar de forma mais eficiente. A Petrobrasatualmente trabalha com margens ruins na área de abastecimento por importar combustível a preços mais altos do que vende no mercado interno.
A executiva disse que um esperado aumento da mistura de etanol na gasolina seria importante para a empresa, pois reduziria a necessidade de importação do combustível fóssil.

Saulo, Marquinhos Gabriel e Henrique voltam a figurar entre os titulares

Blog do Torcedor




No primeiro dia de treinamento visando o jogo contra a Ponte Preta, o técnico Sérgio Guedes começou os trabalhos comandando um coletivo. Com a suspensão de Hugo, Renan Teixeira e Willians, além da dúvida a respeito da condição física de Magrão, algumas mudanças foram necessárias.
O time titular do coletivo ficou com Saulo; Cicinho, Diego Ivo, Ailson, Renê; Tobi, Rithelly, Reinaldo, Marquinhos Gabriel; Gilsinho e Felipe Azevedo. Após esse primeiro momento, o treinador reuniu os jogadores para uma rápida conversa e, em seguida, posicionou os atletas em campo e continuou as explicações. O que se seguiu foi um treino tático, onde Reinaldo foi para a lateral-esquerda, dando vaga no meio-campo para Henrique.
O volante Moacir, que foi poupado do último jogo e seria reavaliado pelo departamento médico rubro-negro na tarde de hoje, precisou comparecer a uma audiência e não esteve no treino.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Sport abre o placar, mas cede virada ao Atlético-MG e se afunda no Z4

Blog do Torcedor


Mais uma vez, o Sport  sofre com o fantasma do segundo tempo. Apesar de ter feito o primeiro gol da partida, ainda na primeira etapa, o Leão pecou nas finalizações e viu o Atlético-MG marcar duas vezes, garantindo a vitória. A partida, que aconteceu na Arena da Independência, em Minas Gerais, terminou em confusão, pois, no último lance, a bola bateu no braço do lateral Carlos César, que estava na área, mas o árbitro Flávio Rodrigues Guerra não marcou pênalti.
Como o Bahia, 16º colocado, também perdeu nesta 30ª rodada e permanece com 35 pontos, o Sport continua a oito pontos da última equipe fora da zona de degola. Já o Galo contou com a vitória para passar, ao menos temporariamente, o Grêmio e conquistar a segunda colocação na competição.
Além da penalidade não marcada no final da partida, os rubro-negros também reclamam um pênalti não dado ainda no primeiro tempo, quando Gilsinho foi empurrado na pequena área. Apesar dos erros da arbitragem, os erros de finalização da equipe rubro-negra também entram com grande peso na conta desta derrota.
PRIMEIRO TEMPO - A partida começou equilibrada, com boas chances para as duas equipes. Aos 6 minutos, por exemplo, o atacante Jô recebeu bola pela esquerda e chutou cruzado, mas mandou para fora. Dois minutos depois, a primeira chance clara do Sport, quando Felipe Azevedo mandou bola para Rithely na pequena área, mas o volante escorou direto no goleiro Giovanni, que fez o rebote. O tento do Leão saiu aos 15 minutos, quando Cicinho cobrou escanteio para Hugo cabecear. 

Depois do gol, o alvinegro tentou reagir, mas os visitantes não relaxaram e contaram com os erros dos donos da casa para segurar a vantagem. Com jogadas trabalhadas sobretudo pela direita, com Marcos Rocha, o Galo pressionou, mas não conseguiu finalizar. Em uma delas, aos 33 minutos, o lateral-direito alvinegro chutou cruzado para a pequena área, Ronaldinho chegou livre de marcação, mas não conseguiu alcançar a bola. Ainda no primeiro tempo, o técnico Cuca optou por tirar Escudero e colocar Neto Berola na equipe.

SEGUNDO TEMPO -  Os primeiro mintuos da etapa complementar foram do Galo. Depois de duas boas tentativas de cabeça do atacante Jô, mais um susto na área do Sport do Leão: aos sete minutos, Neto Berola se livrou a marcação de Renan e mandou por cima do gol. Só aos 13 minutos saiu a primeira reação mais enérgia do Leão na etapa complementar. No lance, Gilsinho recebeu bom passe de Felipe Azevedo, arrancou sem marcação, entrou na grande área, mas chutou em cima do goleiro Giovanni.
Mesmo com o equilíbrio reestabelecido, o Galo não cedeu. Aos 26 minutos da etapa complementar, um grande susto na área do Leão. Numa arrancada de contra-ataque de Ronaldinho Gaúcho, Neto Berola ficou com a bola na grande área, ameaçou a defesa rubro-negra, mas foi desarmado por Cicinho.
O gol de empate saiu aos 30 minutos, quando Ronaldinho, livre de marcação, cruzou para Leonardo cabecear. A bola chegou a bater nos braços de Magrão, mas o goleiro rubro-negro se desequilibrou e caiu, deixando a bola entrar. Depois do empate, os jogadores alvinegros ganharam fôlego e confiança para continaur pressionando. 
Com tudo igual no marcador, as duas equipes seguiram buscando o gol do desempte. Aos 36, Felipe Azevedo preferiu chutar direto a cruzar para Renato, que estava livre na área. A bola terminou ficando com o goleiro Giovanni. No lance seguinte, Ronaldinho cobrou falta direto para o gol, mas Magrão sobe para espalmar e defende.
A virada veio aos 46 minutos, quando Bernard disparou pela direita e rola para Leonardo na pequena área. O atacante do Galo, que começou a partida no banco, só precisou escorar para marcar o seu segundo gol.
Ficha da partida
Atlético-MG: Giovanni; Marcos Rocha (Carlos César), Rafael Marques, Leonardo Silva e Júnior César; Leandro Donizete, Pierre, Escudero (Neto Berola) e Ronaldinho; Bernard e Jô  (Leonardo). Técnico: Cuca.

Sport: Magrão; Cicinho (Renato), Ailson, Diego Ivo, Renê; Tobi, Renan (Reinaldo), Rithely (Willians), Hugo; Felipe Azevedo e Gilsinho. Técnico: Sérgio Guedes.

Gols: Hugo (S). Leonardo, [2] (A).

Cartões amarelos: Hugo, Renê, Magrão, Renato e Willians (S). Júlio César (A).

Cartão vermelho: Hugo (S).
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP). Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Nadine Camara Bastos (SC). Renda: R$ 385.950. Público: 14.365.

sábado, 13 de outubro de 2012

IZAÍAS VAI CONVIDAR GERLANE PARA SECRETARIA DE TURISMO



ROBERTO ALMEIDA

Tranquilo após obter a maior vitória política de Garanhuns, o prefeito eleito, Izaías Régis, já está se movimentando em busca de recursos e parcerias para o município. O deputado foi entrevistado hoje pelo radialista Eduardo Peixoto, na Rádio Jornal,  e conversou com o blogueiro. Disse que vai aproveitar pessoas do grupo político de Silvino Duarte na sua equipe de Governo e revelou o primeiro nome do futuro secretariado. Gerlane Melo, funcionária do Sebrae local, será convidada para ocupar a Secretaria de Turismo. "No meu governo eu e meus colaboradores estaremos 24 horas no ar e todos terão de atender bem a população", revelou Izaías. O material completo da entrevista com Izaías estará na próxima edição do Correio Sete Colinas.

O prefeito eleito não adiantou mais nenhum secretário, mas são especulados para fazer parte da equipe os  nomes de Marcelo Marçal e Ary Júnior. Alfredo Goes, que faz parte do Governo Luiz Carlos, pode continuar, talvez numa nova função.

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Sport joga mal e perde por 3x1 para o Grêmio

Blog do Torcedor

A sacudida tão desejada pela diretoria com a troca de treinador não ocorreu. O Sport de Sérgio Guedes, que substituiu Waldemar Lemos, apresentou um futebol fraco e perdeu por 3x1 para o Grêmio, em plena Ilha do Retiro, na noite desta quinta-feira (11), pela 29º rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Anderson Pico, Leandro e Marquinhos marcaram para os gaúchos, enquanto Hugo descontou para os leoninos.
O Sport segue na zona de rebaixamento com 27 pontos. No entanto, a diferença para a primeira equipe fora da degola aumentou. Agora são oito pontos que separam o Leão da saída do Z4. O Grêmio por outro lado sobe para a vice-liderança da competição com 56. Na próxima rodada, o Rubro-negro encara o Atlético-MG fora de casa, enquanto os gaúchos recebem o Botafogo, no Olímpico.

O JOGO - Escalado com três atacantes - Felipe Azevedo, Gilsinho e Gilberto - o Sport foi para cima no minutos iniciais. As jogadas pelas laterais eram a principal arma do Leão especialmente com Cicinho e Felipe Azevedo pela direita.

Porém, o que parecia ser o início de uma forte pressão sobre o adversário acabou não se concretizando. Muito disso por culpa do próprio Sport, que diminuiu o ritmo e abusou das mesmas jogadas, como os cruzamentos. A defesa do Grêmio acabou encaixando a marcação, anulando a criação do Leão, que pouco exigia do goleiro Marcelo Grohe.

Também faltava movimentação ao Rubro-negro. Hugo e Rithelly, que normalmente se deslocavam bastante no esquema de Waldemar Lemos, pouco apareceram. Gilberto raramente foi acionado.

Com o adversário preso na marcação, o Grêmio tratou de partir para o ataque. O atacante Leandro foi a principal arma dos gaúchos. O avançado sempre aproveitava os espaços deixados pela defesa do Sport para tentar sair de frente para Magrão. Em um desses lances, aos 14 minutos, o jogador quase abriu o marcador. A bola foi por cima do gol.

O melhor momento do Grêmio acabou sendo recompensado no fim do primeiro tempo. Aos 43, Anderson Pico recebeu bola na entrada da área, dominou e marcou um belo gol sem chances para Magrão. Vaias e mais vaias para o fraco futebol do Leão no primeiro tempo.


Torcida não aprovou nada do futebol do Sport. Foto: Guga Matos/JC Imagem


SEGUNDO TEMPO - A etapa complementar começou da pior maneira possível para o Sport. Logo aos 5 minutos, Leandro aproveitou os espaços deixado na defesa pernambucana e disparou pela esquerda. O jogador ficou de cara com Magrão e mandou para o fundo das redes.

O Leão conseguiu voltar mais perdido em campo do que no primeiro tempo. Os rubro-negros erravam passes considerados fáceis e demonstravam apátia com os gols sofridos. Do outro lado, O Grêmio seguia forte. Aos 11, após confusão na área do Sport, Marquinhos aproveitou a bola rebatida e ampliou ainda mais o marcador para irritação da torcida dona da casa, que deixava aos poucos o estádio.

O técnico Sérgio Guedes tentou alterar as peças na equipe para tentar a reação, porém sem sucesso. O Sport estava sem alma em campo, como uma equipe que já aceitava o rebaixamento iminente. Ainda houve tempo para um gol de honra do Leão com a cobrança de pênalti de Hugo aos 34, mas nada que empolgasse o torcedor.

Com tanta facilidade em campo, coube ao Grêmio administrar a partida e aguardar o apito final do árbitro.

FICHA DA PARTIDA - SPORT 1x3 GRÊMIO

Sport: Magrão; Cicinho, Bruno Aguiar, Ailson e Renê (Reinaldo); Moacir (Renan), Rithely e Hugo; Felipe Azevedo, Gilsinho e Gilberto (Henrique). Técnico: Sérgio Guedes.

Grêmio: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Naldo e Anderson Pico; Souza, Marco Antônio (Rondinelli), Léo Gago (Vilson) e Marquinhos; Leandro e Kleber (André Lima). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (Fifa/AL). Auxiliares: Lilian da Silva e Marrubson Melo. Gols: Anderson Pico (G) aos 43 minutos do primeiro tempo; Leandro (G) aos 5; Marquinhos (G) aos 11 e Hugo (S) aos 37 do segudo tempo. Amarelos: Werley (G), Gilsinho (S), Kléber (G) e Renan (S). Público: 12.817. Renda: R$ 52.530,00.


terça-feira, 9 de outubro de 2012

MENSAGEM DO VEREADOR GERSINHO FILHO AO POVO DE GARANHUNS



AMIGOS E AMIGAS DE GARANHUNS,
Quero neste momento agradecer aos 2.162 Garanhuenses que votaram em  mim  no último dia 7. E não só aos que votaram, mais a todos os moradores de Garanhuns que receberam nossa mensagem. Quero agradecer especialmente aos que se empenharam, vestiram a camisa, empunharam a nossa bandeira, estiveram conosco nas caminhadas, nas visitas porta a porta, participaram de cada instante desta campanha que nos permitiram mais uma vitória.

Sou grato a todo o povo de Garanhuns e vou procurar, neste segundo mandato, fazer ainda mais.



Na Câmara Municipal, ao lado de Izaías e Rosa, vou dar tudo de mim para que melhore no município a saúde, a educação, a assistência social, o lazer e a cultura.

O Legislativo passou por uma renovação e alguns permaneceram na Casa Raimundo de Moraes, como é o nosso caso.

É um sinal de que o povo compreendeu o nosso trabalho e acredita que poderemos avançar ainda mais a partir do próximo ano.

Obrigado Garanhuns! E podem contar comigo em todas as horas. Sou Gersinho Filho, Garanhuense com muito orgulho e amigo de todos vocês.


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

sábado, 6 de outubro de 2012

Ficha Limpa: Cerca de 2830 candidatos podem não assumir cargos

Do NE10
Faltando dois dias para o pleito municipal, os eleitores brasileiros não sabem se 2.830 candidatos poderão assumir os cargos de prefeito ou vereador caso sejam eleitos no próximo domingo (7). Devido a isso, até mesmo eleições podem ser anuladas. Para o cientista político da Universidade de Brasília (UnB) Leonardo Barreto, a incerteza prejudica o eleitor que vai às urnas sem saber se sua escolha será válida.
O número de candidaturas sub judice refere-se à quantidade de recursos recebidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que ainda não têm decisão definitiva, todos envolvendo pedidos de impugnação de candidatura baseados na Lei da Ficha Limpa. Ao todo, foram recebidos pela corte 2.985 recursos referentes a registros de candidatura para as eleições deste ano. Desse total, 678 foram julgados pelos ministros do TSE, mas ainda cabe recurso por parte dos réus, enquanto 155 já têm decisão definitiva.

De acordo com o cientista político, criou-se uma situação de insegurança para o eleitor. “A consequência disto é muito ruim, porque o eleitor vota sem saber se seu candidato terá condições de assumir, caso eleito. O resultado prático desta dúvida é a possibilidade dele anular seu voto involuntariamente. A meu ver, é uma injustiça que se comete contra o eleitor”, avaliou.

Barreto defende que o ideal é os processos serem julgados antes de iniciado o período de campanha. O TSE, no entanto, se comprometeu a julgar todos os processos relativos à Lei da Ficha Limpa somente até o fim do prazo para a diplomação dos candidatos, em 19 de dezembro. Por causa disso, eleitores votarão domingo sem saber se seu candidato é ficha suja.

“Quando o eleitor vê um candidato fazendo campanha, ele acredita que está tudo certo com sua candidatura, que ele vai poder assumir o cargo se for eleito. Para evitar esta confusão na cabeça do eleitor, é preciso haver uma antecedência confortável em relação às eleições para divulgação do resultado dos julgamentos desses processos”, acrescentou.

O TSE informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que se trata de um volume muito grande de processos recebidos em um período próximo às eleições em função dos prazos processuais. A corte julga os recursos encaminhados pelos tribunais regionais eleitorais que, por sua vez, julgam recursos às decisões de juízes de primeira instância, caminho inicial para a impugnação de candidaturas.

Além disso, o tribunal tem que analisar processos relativos a outras questões, como o pedido de envio de tropas federais a municípios para garantir a segurança nas eleições.

Os candidatos cujas candidaturas não tiveram deliberação da Justiça Eleitoral concorrerão no próximo domingo sub judice e os votos serão computados normalmente. Se o candidato tiver posteriormente o registro impugnado pelo TSE, os votos serão considerados nulos. O procedimento nas situações em que o vencedor tenha seu registro cassado será analisado caso a caso pelo tribunal.

Entre as hipóteses, estão a diplomação do segundo mais votado ou até mesmo a realização de uma nova disputa, no caso de eleição majoritária. No caso dos vereadores, serão empossados os candidatos que tiverem o maior número de votos. Aprovada em 2010, a Lei Complementar 135, conhecida como Lei da Ficha Limpa, está valendo pela primeira vez para as eleições municipais deste ano.