segunda-feira, 29 de abril de 2013

Cachoeira é detido ao recusar teste do bafômetro

NE10


O contraventor Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, foi detido na madrugada deste domingo (28) ao se recusar a fazer o teste do bafômetro. Ele foi parado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Anápolis, Goiás, durante blitz da Lei Seca.

Cachoeira foi encaminhado para o 6º Distrito Policial, onde pagou fiança e foi liberado. Sua carteira de motorista foi apreendida. O assunto repercutiu nas redes sociais, em razão do valor que o contraventor teria pago como fiança, de R$ 22 mil, ou um quarto do valor do carro que dirigia.
Fonte: Agência Estado

Santa Cruz perde para o Náutico por 2x1, mas vai para a final do Estadual


Rogério deu passe para o primeiro gol e sofreu o pênalti que originou o segundo. Foto: Alexandre Gondim
Blog do torcedor
Não teve sorteio, não teve cartão. O vencedor da semifinal do Pernambucano Coca-Cola entre Náutico e Santa Cruz foi conhecido na bola neste domingo, nos Aflitos . O panorama, porém, foi tenso até os 33 minutos do segundo tempo quando o placar ainda marcava 1x0 para o Timbu. A partida poderia ir para o sorteio ou para os critérios de desempate no cartão. No entanto, foi a própria arbitragem que tratou de tirar essa tensão do coração do torcedor com dois pênaltis - um para cada lado. O futebol voltou a ser respirado nos Aflitos com os gols para cada time e a emoção apareceu. No final, Náutico 2x1 Santa Cruz e o Tricolor na final do Estadual por conta do gol marcado na casa do adversário.
Com este panorama, os corais vão decidir com o Sport o título do Pernambucano. A primeira partida será no Arruda, no próximo domingo. A volta é na Ilha do Retiro. Se houver um vencedor em cada lado, haverá uma extra, em local a ser definido pela Federação Pernambucana de Futebol. Não tem vantagem do empate para ninguém no encontro. Também não há possibilidades de desempates no sorteio ou nos cartões. O Náutico decide o terceiro lugar do Estadual contra o Ypiranga.
O JOGO - Diferentemente dos outros clássicos do ano, o Náutico entrou ligado nesta partida contra o Santa Cruz, válida pela volta das semifinais do Pernambucano Coca-Cola. O Timbu não adiantou muito a marcação como na partida anterior, é verdade, mas procurou anular a saída do adversário ao máximo. Tanto que os corais não conseguiram desenvolver o jogo trocando passes. Os comandados de Martelotte apostaram muito na ligação direta para Flávio Caça-Rato. O atacante entrou no lugar de Jefferson Maranhão, que se lesionou, mas não conseguiu produzir muito. O avançado abusou da individualidade.

William Alves e Rogério fizeram um bom duelo nos Aflitos. O tricolor saiu de campo comemorando a classificação/Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Com a bola, o Náutico foi a equipe com mais atitude principalmente pelos lados do campo. Destaque para Rogério, que infernizou os laterais do Santa. A primeira chance de gol veio logo aos 2 minutos. Sorriso errou saída de jogo e deu a bola para Rogério. O atacante do Timbu tocou para Elton, que chutou forte obrigando Tiago Cardoso a fazer boa defesa.

A tabelinha Rogério-Elton, que estava apagada recentemente, resolveu mesmo aparecer no clássico decisivo das semifinais. Aos 16, Rogério fez jogada individual pela direita e cruzou para Elton dentro da grande área. O artilheiro do Estadual com 15 gols, não perdoou e mandou para o fundo das redes. Festa para a torcida alvirrubra nos Aflitos.

O gol sofrido não fez o Santa reagir na partida. Nem parecia a mesma equipe de outras partidas. Os corais apresentaram erros na marcação e não conseguiram criar praticamente nada no primeiro tempo. Enquanto isso, os jogadores do Náutico disputaram cada lance como uma verdadeira decisão pede. Os carrinhos foram uma das principais armas para desarmar o adversário.

Como no domingo anterior, a arbitragem esteve em foco neste domingo. Gilberto Castro Júnior fez atuação similar a Gleydson Leite no último confronto entra as duas equipes, no Arruda, ou seja, distribuiu poucos cartões amarelos, apesar da dureza de algumas jogadas. O curioso é que quando o placar já marcava 1x0, William Alves, do Santa Cruz, recebeu amarelo fazendo a torcida do Náutico pular novamente como se fosse um gol. Naquele momento, os alvirrubros estavam na final pelos critérios de desempate. A felicidade, porém, foi interrompida poucos minutos depois com o cartão amarelo para Martinez, do Náutico.

Antes do apito final de Castro Júnior, ainda houve tempo para duas chances de gol para os dois lados. Ambas as oportunidades foram de bola parada. Os goleiros Felipe e Tiago Cardoso mostraram serviço e impediram a mudança no marcador.

SEGUNDO TEMPO - Os lados do campo mudaram, mas essa foi a única alteração depois do intervalo. O que se viu no início do segundo tempo foi a permanência do domínio do Náutico na partida. Aliás, o Timbu voltou ainda melhor em relação ao Santa Cruz. Os alvirrubros adiantaram a marcação e deram sufoco para os corais, que não viram outra alternativa a não ser dar o chutão. A estratégia facilitava a marcação dos donos da casa, que recuperaram a bola rapidamente para atacar.

Apesar do domínio territorial e da maior vontade em campo, faltava ao Náutico mais tranquilidade para finalizar. Os jogadores do Timbu abusaram dos chutes de fora da área.

O desperdício dos jogadores do Náutico foi castigado minutos depois. A equipe alvirrubra sofreu um apagão na marcação e deixou o Santa Cruz tocar bola novamente. Foram os melhores momentos da equipe coral no clássico dos Aflitos. O tempo foi pouco, mas suficiente para obter a igualdade. Renatinho entrou na grande área e foi derrubado por Alison. Gilberto Castro Júnior não pensou duas vezes e deu pênalti. Dênis Marques foi para a cobrança e igualou tudo aos 33.

Jogo resolvido. Certo? Errado. Tudo porque minutos depois Gilberto Castro marcou pênalti para o Náutico. Elton cobrou e desempatou. O Timbu ainda precisava de mais um gol para ir à final. A pressão veio, mas os jogadores do Santa Cruz souberam se segurar. Festa tricolor nas arquibancadas dos Aflitos.

FICHA DA PARTIDA - NÁUTICO 2X1 SANTA CRUZ

Náutico - Felipe, Maranhão, Luís Eduardo, Alison e Douglas Santos; Elicarlos, Rodrigo Souto (Marcos Vinícius), Martinez (Dadá) e Jones Carioca (Vinícius Pacheco); Rogério e Elton. Técnico: Silas.

Santa Cruz - Tiago Cardoso, Everton Sena, Renan, Willian Alves e Tiago Costa (Nininho); Anderson Pedra, Raul, Luciano Sorriso (Sandro Manoel) e Renatinho; Jéferson Maranhão (Flávio Caça-Rato) e Dênis Marques. Técnico: Marcelo Martelotte.

Pernambucano Coca-Cola. Local: Aflitos; Árbitro: Gilberto Castro Júnior (PE); Assistentes: Elan Vieira e Francisco Chaves (ambos de PE). Gols: Elton (N) aos 15 minutos do primeiro tempo; Dênis Marques (SC) aos 33 e Elton (N) aos 39 do segundo. Amarelos: William Alves (SC), Martinez (N), Jones Carioca (N), Tiago Costa (SC), Luís Eduardo (N), Alison (N), Dênis Marques (SC), Rogério (N) Tiago Cardoso (SC), Renan (SC) e Nininho (SC). Público: 15.013. R$ 265. 560,00.


sábado, 27 de abril de 2013

Cantor Netinho volta a ser internado e está em UTI do hospital de Salvador

NE10


O cantor Netinho, de 46 anos, voltou a ser internado às pressas no Hospital Aliança, em Salvador. A causa da vez foi uma forte dor que o baiano sentiu no abdômen. Netinho passou por um procedimento cirúrgico na última quarta-feira e se recupera agora na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Na semana passada, o cantor foi internado na mesma unidade com fortes dores em uma das coxas e teve que ficar seis dias em observação em um quarto do hospital.
Mal tinha recebido alta na última terça-feira, e Netinho já teve que voltar às pressas ao hospital. Após novas dores, ele recorreu à emergência do hospital no dia seguinte e foi diagnosticado com problemas vasculares na região do abdômen. O baiano teve que se submeter a uma intervenção cirúrgica de emergência.
A equipe médica que atende o cantor, liderada pelo clínico geral Jackson Noya, determinou que ele fique na UTI por pelo menos cinco dias. Netinho teve ainda que fazer uma bateria de exames, todos com bons resultados.
Na UTI, o cantor tem evitado receber visitas de familiares, segundo informou a assessora de imprensa e irmã dele, Cris Freire, à Retratos da Vida, nesta sexta-feira. "Ele só quer receber visitas quando estiver no quarto. Apenas eu estou indo visitá-lo duas vezes ao dia. Ele está se recuperando bem, é forte, mas fica perguntando quando vai sair dali para fazer shows. Netinho não quer que ninguém o veja na UTI", diz Cris.
Por ordens médicas, todos os shows do cantor programados para o mês de maio tiveram que ser cancelados. A apresentação que o cantor faria neste sábado no festival PE Folia, também não ocorrerá. Ainda não há previsão de alta para Netinho.
Ao Extra, o médico responsável pela cirurgia do cantor explicou que Netinho precisou passar por um procedimento endovascular após quase romper um vaso sanguíneo, que ocorreu num músculo que liga o abdômen a coxa (motivo que o levou a ter fortes dores abdominais). Segundo o especialista, Netinho está fora de risco, mas precisa de repouso absoluto para se recuperar bem da cirurgia.
"Foi realizado um procedimento endovascular, que nada mais é do que a operação de um vaso que precisou ser tratado. Ele precisou fazer uma cirurgia para colar uma artéria que rompeu. E correu tudo bem. Só o deixamos na UTI para que o paciente tenha um repouso prolongado para se recupar bem, e um melhor acompanhamento médico. Vai ficar tudo bem com Netinho, ele não corre nenhum risco. Nossa expectativa é de que tudo evolua numa boa. Após esses cinco dias na UTI, ele vai ser transferido para um quarto do hospital e ficar bem", informou o médico.
Cantor Netinho está internado em Salvador
Cantor Netinho está internado em Salvador Foto: Instagram / Reprodução
Segundo o melhor amigo de Netinho, Geraldo Magalhães, o cantor está lúcido e se comunica normalmente. O amigo contou também que Netinho quer muito voltar a cumprir logo a agenda de shows. "Foi uma cirurgia bem simples. O médico liberou o uso de Ipad e Iphone. Conversamos um pouco e ele lamentou não poder participar do festival PE Folia. Pediu para eu me desculpar com o contratante", contou Geraldo. A mãe do cantor, Dona Ivanir, e as irmães Claudia, Cristiane e Roseane, acompanham Netinho no hospital.
Na semana passada, quando foi internado pela primeira vez, Netinho confortou os fãs ao publicar em seu Facebook uma mensagem dizendo que estava bem. Ele também postou uma foto do hospital após a medicação (ver a imagem acima).
"Estava ensaiando com a minha banda aqui em Salvador quando senti uma dor insuportável na coxa, tão forte que eu não conseguia nem andar. Estou agora no Hospital Aliança, com psoíte, inflamação do músculo 'psoas', que vai do abdômen, passando pela virilha até a coxa. Já fiz alguns exames e está tudo bem, nenhuma infecção, mas ficarei internado 48h tomando anti-inflamatórios até a inflamação passar. Houve até suspeita de apendicite por causa da dor insuportável que eu senti", escreveu Netinho.
Após deixar o hospital, na terça-feira (um dia antes de voltar a ser internado), Netinho escreveu em seu Facebook uma mensagem agradecendo o apoio dos fãs e relatando o acidente:


sexta-feira, 26 de abril de 2013

Decisão inédita da Justiça no Nordeste dá a pai o direito à licença e salário-maternidade

Vanessa SilvaDo NE10/ Paraíba
Numa decisão inédita da Justiça no Nordeste, um pai ganhou o direito a licença e salário-maternidade após a mulher ter morrido em decorrência de complicações no parto. O caso foi registrado na cidade de Patos, no Sertão da Paraíba. O pai ficará quatro meses afastado do trabalho para cuidar da criança, que nasceu com problemas de saúde.

De acordo com a assessoria do Tribunal de Justiça da Paraíba, a decisão foi do juiz federal Rosnar Antonni Alencar. Após a morte da mãe, o bebê precisou ficar dias internado, pois nasceu com afundamento de crânio e uma clavícula quebrada.

Quando a menina recebeu alta hospitalar, precisou de cuidados intensivos. O pai já estava disposto a largar o trabalho quando entrou com o recurso na Justiça e foi aprovado.

Para o juiz, é preciso tratar pai e mãe de maneira igual nestas circustâncias. Na falta da mãe, em primeira instância, o pai deve ser assegurado do salário maternidade para que possa ter dedicação total ao filho, que necessita, nesses casos, de cuidados máximos.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Termina nesta quinta o prazo para quem faltou três últimas eleições se regularizar

Blog do Jamildo 


O prazo para regularização do título eleitoral aos que não justificaram a ausência nas três últimas eleições termina nesta quinta-feira (25). O eleitor deve comparecer à Central de Atendimento ou Cartório Eleitoral de sua cidade portando documento oficial com foto, título eleitoral, comprovantes de votação, de justificativa eleitoral e de recolhimento ou dispensa de recolhimento de multa, que equivale ao valor de R$ 10,50. O eleitor que se regularizar recebe uma certidão que comprova sua atual situação com a Justiça Eleitoral. 
 
Caso não se regularize, além de ter o título cancelado, o eleitor sofre uma série de restrições, entre elas não poder ser candidato a cargo eletivo, tirar passaporte, ser empossado em cargo púbico nem se matricular em instituição de ensino público.
 
No Recife, a Central de Atendimento funciona no Forte das Cinco Pontas, Praça das Cinco Pontas, 321, bairro de São José, área central, com horário de funcionamento desde 8h às 19h. Não é necessário prévio agendamento para ser atendido. Para eventuais dúvidas, o eleitor pode contatar o Disque Eleitor, pelo telefone 3194.9400. 
 
BIOMETRIA - Para realizar o cadastramento biométrico, que tem prazo até março de 2014, o eleitor necessariamente precisa estar com seu título devidamente regularizado.
 
O cadastramento funciona nos seguintes pontos na cidade do Recife: Central de Atendimento do Forte das Cinco Pontas, Posto Biométrico do Rio Mar Shopping e nos Cartórios Eleitorais de Arruda e Areias, sendo necessário realizar prévio agendamento pelo site www.tre-pe.jus.br.

Sob vaias, Brasil cede empate ao Chile no Mineirão

NE10


A seleção brasileira de Luiz Felipe Scolari voltou a empatar na noite desta quarta-feira (25). Jogando no reformado Mineirão, o Brasil saiu atrás no placar, chegou a obter a virada, mas acabou cedendo a igualdade por 2 a 2 com o Chile, diante da impaciente torcida mineira, que não poupou vaias e até soltou irônicos gritos de "olé" em favor dos chilenos. Réver e Neymar marcaram os gols brasileiros.

O amistoso foi o primeiro da seleção em um dos estádios da Copa das Confederações e do Mundial de 2014. E foi considerado o último teste antes da convocação, no qual Felipão pretendia tirar dúvidas na defesa e no ataque. O treinador já revelou que tem três candidatos para duas vagas restantes na lista para a competição a ser disputada em junho.

Contando somente com jogadores que atuam no Brasil, Felipão somou seu terceiro empate nesta sua nova passagem no comando da seleção. Ele ainda tem uma derrota, para a Inglaterra, e uma vitória, sobre a Bolívia.

Após a convocação, prevista para o dia 14 de maio, a seleção fará mais dois amistosos, em preparação para a Copa das Confederações. No dia 2 de junho, a equipe de Felipão enfrentará a Inglaterra, no reformado Maracanã. Sete dias depois o adversário será a França, na Arena Grêmio. A estreia nas Confederações está marcada para o dia 15, contra o Japão.

O JOGO - Fragmentado e sem qualquer entrosamento, a seleção brasileira sofreu mais do que esperava nos primeiros minutos da partida. Além de enfrentar as próprias limitações, foi surpreendida pelo bom volume de jogo dos chilenos. Situação agravada pelo gol de González, do Flamengo, logo aos 7 minutos.

A jogada teve início em cobrança de falta na área, neutralizada por Diego Cavalieri diante da hesitação dos zagueiros Dedé e Réver. O chileno, porém, foi rápido no rebote e cabeceou para as redes. O início de jogo brasileiro só não foi pior porque Mena parou em defesa do goleiro do Fluminense após escapar em contra-ataque aos 12.

A resposta do Brasil veio aos 15 em chute forte e rasteiro de Jadson que morreu no pé da trave direita do goleiro Johnny Herrera. O bom lance acabou sendo ofuscado pela bicicleta de Rubio, rente à trave esquerda de Cavalieri, aos 22.

Passado o susto inicial, a seleção se equilibrou em campo, mas não escondia a dificuldade de superar a marcação adiantada do Chile. "Ele estão marcando muito forte", admitiu Réver, na saída para o intervalo. "O time deles está apertando muito, temos que nos movimentar mais para achar os espaços", reforçou Jean.

Sem conseguir penetrar na defesa rival, restou ao Brasil chegar ao empate em lance de bola parada. Aos 24, Neymar cobrou escanteio na área e Réver se redimiu da falha da defesa brasileira ao subir alto e cabecear para as redes. Cinco minutos depois, o mesmo zagueiro derrubou Meneses dentro da área e esteve perto de virar vilão. O árbitro mandou o lance seguir.

O gol não só animou o público mineiro como também reforçou a confiança dentro de campo. O time de Felipão reequilibrou o duelo e passou a trocar passes com maior rapidez no meio-campo. Assim, construiu sua melhor jogada aos 34. Jean acionou Neymar, livre na esquerda. O atacante encheu o pé e mandou para fora. A bola chegou a raspar no travessão.

Mais animado, Felipão fez mudanças na defesa e no ataque para o segundo tempo. Trocou Dedé por Henrique e colocou Pato na vaga de Leandro Damião. A segunda substituição deu resultado logo aos 9 minutos. Pato participou de boa trama que culminou em passe açucarado para Neymar só completar para o gol.

A virada, contudo, durou pouco tempo. Aos 18, Vargas investiu pelo meio, cortou Jadson e marcou um belo gol ao acertar chute de fora da área. O duelo voltou a ficar parelho, mas com menor rendimento dos dois lados quando os treinadores iniciaram os testes com seguidas substituições.

Pelo Brasil, Fernando, Oswaldo e Marcos Rocha ganharam chance no segundo tempo. E pouco mostraram em campo. O atacante do São Paulo ainda protagonizou pênalti não marcado por Carlos Amarilla aos 41. E, assim como os demais jogadores da seleção, sofreu com vaias e até gritos de "olé" em benefício da seleção chilena nos minutos finais do amistoso.

FICHA TÉCNICA:

BRASIL 2 x 2 CHILE

BRASIL - Diego Cavalieri; Jean (Marcos Rocha), Réver, Dedé (Henrique), André Santos; Ralf (Fernando), Paulinho, Jadson (Oswaldo), Ronaldinho; Neymar e Leandro Damião (Alexandre Pato). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

CHILE - Johnny Herrera; Alvarez, Rojas, González, Mena; Leal, Meneses (Muñoz), Reyes, Cortes (Fuenzalida); Rubio (Figueroa) e Vargas (Robles). Técnico: Jorge Sampaoli.

GOLS - González, aos 7, e Réver, aos 24 minutos do primeiro tempo. Neymar, aos 9, e Vargas, aos 18 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Ronaldinho, Alvarez, Muñoz, Fernando.

CARTÃO VERMELHO - Leal.

ÁRBITRO - Carlos Amarilla (PAR).

RENDA - R$ 3.255.205,00.

PÚBLICO - 53.331 pagantes.

LOCAL - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).
Fonte: Agência Estado

segunda-feira, 22 de abril de 2013

De virada, Sport goleia Ypiranga e encaminha classificação


Sport fez um bom segundo tempo e fez a festa em Caruaru/Foto: Bobby Fabisack JC Imagem
Blog do Torcedor
O primeiro tempo no Luiz Lacerda passou a impressão de que o jogo entre Ypiranga e Sport seria duro, disputado até os minutos finais. Acabou empatado em 1 x 1. A segunda etapa, porém, veio para desmentir essa hipótese. Nos 45 minutos finais, o Leão cresceu, dominou, empilhou gols e definiu um placar que lhe dá grandes possibilidades de passar à final do Campeonato Pernambucano Coca-Cola: 5 x 1. Na volta, pode perder até por 4 x 0 que está na decisão.
No começo do primeiro tempo, o Sport não foi bem. Faltava a "competitividade" que Sérgio Guedes tanto pede. Lento, o time tinha dificuldade para trocar passes e, sobretudo, para marcar. Repetia os erros de jogos anteriores. Mesmo com três volantes, o time dava espaço para os agrestinos atacarem e dominarem sua intermediária defensiva. Ogol do time mandante saiu aos 12 minutos. Diogo, que foi o principal nome da equipe, bateu falta com força. A bola do lateral-direito desviou em Fábio Bahia e acabou entrando no canto oposto do que Magrão se dirigia.
A partir de então, o Sport cresceu. Ainda faltava organização, o campo prejudicava a troca de passes e a condução de bola - o que complicava especialmente jogadores velozes e de arracanda, como Felipe Azevedo, mas o time melhorou de atitude, passou a ter mais vontade e exercer alguma pressão sobre a Máquina de Costura. Antes de Matheus Lima empatar, aos 32, a equipe tivera algumas outras oportunidades de mexer no marcador. Ainda nã oera uma ótima atuação, mas o Leão evoluiu.
Na volta da segunda etapa, Sérgio Guedes foi ousado. Abriu mão dos três volantes ao sacar Fábio Bahia e acionar o prata-da-casa Érico Júnior. Deslocou Felipe Azevedo para o meio. O Rubro-Negro cresceu muito. Ganhou velocidade e dinamismo. O Ypiranga não mostrou resposta para as mudanças promovidas no Leão. Logo aos cinco minutos, Matheus Lima roubou a bola do último zagueiro, mas não conseguiu driblar o goleiro Jaílson. Três minutos mais tarde, Cicinho cobrou falta na meia-lua, a bola bateu na barreira e perdeu força - mas caiu logo atrás da parede humana. Tobi se aproveitou disso, antecipou a defesa e mandou para as redes.
Com a empolgação adversária esfriada - e a do Sport aquecida-, passou a ser questão de criar oportunidades e empilhar gols. O terceiro veio com Lucas Lima, aos 13 da segunda etapa. O meia aproveitou-se de rebote, fora da área. Encheu a canhota no canto esquerdo do goleiro Jaílson, que ainda tocou nela, mas não conseguiu evitar o tento. A quarta bola na rede foi mandada por Felipe Azevedo, aos 24, que fez boa partida.
Ainda houve tempo para Sérgio Guedes colocar Marcos Aurélio no lugar de Azevedo e testar novamente Felipe Menezes como atacante. Houve tempo também para Reinaldo - para coroar boa atuação- aproveitar rebote de chute desferido por Rithely e fechar o resultado.
Ficha do jogo
Ypiranga - Jailson; Diogo, Danilo, Egon e Hugo (Beto); Jeferson Piauí, Dácio, Jhonathan (Tilico) e Marcinho (Carlinhos Gravatá); Elivelton e Danúbio.
Técnico: Edson Miolo.


Sport - Magrão; Cicinho, Gabriel, Maurício e Reinaldo; Tobi, Fabio Bahia (Érico Júnior), Rithely e Lucas Lima; F. Azevedo (Marcos Aurélio) e Matheus Lima (Felipe Menezes).
Técnico: Sérgio Guedes.

Local: Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru. Árbitro: Nielson Nogueira Dias. Assistentes: Clóvis Amaral e Bruno Vieira. Cartões amarelos: Reinaldo (Sport); Diogo e Danilo (Ypiranga). Gols: Diogo, aos 12 minutos doprimeiro tempo (Ypiranga) Matheus Lima, aos 32 do primeiro tempo, Tobi, aos 8 do segundo tempo, Lucas Lima, aos 13 do segundo tempo, Felipe Azevedo, aos 24 do segundo tempo e Reinaldo, aos 39 do segundo tempo(Sport). Público: 11.134. R$  278.400,00.

Na reta final, metade dos contribuintes ainda não declarou Imposto de Renda

NE10


O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Físicatermina no dia 30 de abril, terça-feira. Este ano, a Receita Federal prevê que 26 milhões de contribuintes prestarão contas, um número recorde. Desse total, aproximadamente metade ainda não enviou as declarações e o governo já alerta para possíveis períodos de lentidão no sistema durante os próximos dias.

Para os tributaristas, o mais importante é fugir da multa por atraso, que tem valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20% do imposto devido. "A pior alternativa é não entregar. Se tiver dificuldade com a documentação na última hora, entregue incompleta e depois faça uma retificadora, que não tem nenhuma penalidade", explica o tributarista Samir Choaib.

A atenção deve estar voltada, principalmente, aos rendimentos tributáveis, como salário, e eventuais despesas dedutíveis, como educação, saúde, dependentes e previdência privada. Isso porque a retificadora deve ser entregue no mesmo modelo - simplificado ou completo - da declaração original. Já os dados relacionados a bens e a rendimentos isentos ou tributados exclusivamente na fonte não alteram o total de imposto a pagar ou a restituir e podem ser ajustados na segunda declaração.

Neste ano, estão obrigados a declarar os contribuintes que receberam, em 2012, mais de R$ 24.556,65 em rendimentos tributáveis ou quantia superior a R$ 40 mil em rendimentos isentos. Também devem prestar contas aqueles que tiveram, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor superior a R$ 300 mil. Em relação à atividade rural, a obrigação vale para quem obteve receita superior a R$ 122.783,25.
Fonte: Agência Estado

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Mulher tem filho após sofrer acidente grave na BR-423, em Garanhuns

NE10


Duas pessoas ficaram gravemente feridas após um acidente que envolveu três veículos na manhã desta quinta-feira (18), no km 89 da BR-423, em Garanhuns, no Agreste.
A Polícia Rodoviária informou que o motorista do Fiat Uno fez uma ultrapassagem irregular e bateu com a carreta e a ambulância. Suely Florentino estava sendo levada em trabalho de parto para o Hospital Dom Moura, também em Garanhuns, quando o acidente ocorreu. Ela teve traumatismo craniano. Os médicos do hospital fizeram o parto e a criança não corre risco de morte. A mãe foi levada para o Hospital da Restauração, no Recife.
O esposo dela, que também estava na ambulância, foi atendido pelos médicos e está fora de perigo. O motorista do Fiat Uno não deu entrada no Hospital Dom Moura, em Garanhuns.

Brasil tem 118 milhões de computadores, três para cada cinco habitantes

NE10


A quantidade de computadores em uso no Brasil, somados os corporativos e os domésticos, chega a 118 milhões, aponta pesquisa do Centro de Tecnologia de Informação Aplicada da Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getulio Vargas (FGV), divulgada nesta quinta (18). Isso significa que existem, no país, três computadores para cada cinco habitantes. As informações são da Agência Brasil.
O estudo mostrou também que o número de computadores dobrou no período de quatro anos. Para este ano, a FGV estima que serão comercializados 22,6 milhões de unidades, o que equivale a uma unidade por segundo.
A projeção para daqui três anos é que o país tenha um computador por habitante, com 200 milhões de unidades. Esse crescimento será puxado, explica o professor Fernando Meirelles, coordenador da pesquisa, pelo aumento previsto nas vendas de tablets, também classificado como computador pela pesquisa.
O levantamento, que é feito há 24 anos e divulgado anualmente, consultou 5 mil grandes e médias empresas com 2,2 mil respostas válidas.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

TRE cassa mandato do prefeito de Brejo da Madre de Deus

Blog do Jamildo


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) acaba de votar pela cassação do mandato do prefeito de Brejo da Madre de Deus, José Edson de Souza, do PTB. No mesmo pacote de cassação o TRE incluiu a vice, Clarisse Correia, filha do ex-deputado federal Pedro Correia.

No começo do ano, o prefeito já havia sido cassado em primeira instância, sob a acusação de abuso de poder econômico com a realização de showmício nas últimas eleições, prática vedada pela legislação eleitoral.

O julgamento havia sido interrompido no dia 11 de abril após pedido de vistas do Desembargador Agenor de Lima Filho. Com a retomada, a Corte decidiu por 3 votos a 2 pela manutenção da sentença da juíza da 54ª Zona Eleitoral, Dra. Maria Adelaide de Abreu, cassando assim os diplomas de Edson de Sousa (PTB) e Clarice Teixeira (PP), respectivamente prefeito e vice eleitos no município.

A acusação recai sobre a utilização de veículos da Prefeitura, ainda na gestão anterior de Edson de Souza, para o transporte de pessoas à festa junina “São Pedro de Seu Pedro”, onde também haviam estandes que exibiam a logomarca da prefeitura.

Os advogados alegaram ainda – exibindo, inclusive, um vídeo durante o julgamento – que discursos proferidos durante a festa pediam votos para o candidato. O evento foi realizado em período eleitoral.

O prefeito cassado pode recorrer ao TSE, em Brasília. Quem faz a defesa dele e pode recorrer é o advogado Leucio Lemos. O advogado de acusação foi Valber Agra.


Entenda o caso

Em fevereiro deste ano, a juíza da 54ª Zona Eleitoral de Pernambuco, Maria Adelaide Monteiro de Abreu Lacerda Melquiades, determinou a cassação do diploma do prefeito reeleito de Brejo da Madre de Deus - no Agreste do Estado -, Edson de Sousa e sua inegibilidade.

A setença foi proferida após a coligação adversária na eleição de outubro, encabeçada por Roberto Asfora (PSDB) ter denunciado uso irregular da máquina pública.

De acordo com o tucano, antes mesmo da eleição, em julho do ano passado, Edson de Sousa usou ônibus da Prefeitura para transportar eleitores para uma festa particular. Além disso, tendas com a logomarca da gestão municipal foram utilizadas no evento.

O petebista permanece no cargo com direito de recorrer da decisão. A diferença de votos entre Edson e Roberto foi apenas 360 para um total de 23.924 votos válidos.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) se manifestou a favor da denúncia, requerendo a aplicação de penalidade legal, entre elas a inegibilidade do prefeito. O órgão constatou irregularidades de abuso de poder econômico e político.

Por causa da seca, valor do Bolsa Estiagem é ampliado


Foto: Marcos Michael/Acervo JC Imagem
Blog do Jamildo 
O Ministério da Integração Nacional aumentou, nesta terça-feira (16), o valor do Bolsa Estiagem para os municípios situados na área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O valor total do auxílio passou de R$ 720 para R$ 1.520, em parcelas mensais de R$ 80. O benefício será disponibilizado à população afetada enquanto perdurar o período da seca.

A resolução que amplia o benefício está publicada na edição desta terça do Diário Oficial da União. A área de atuação da Sudene abrange os nove estados do Nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia), municípios do Espírito Santo e da região norte de Minas Gerais, além dos vales do Mucuri e do Jequitinhonha, também no estado mineiro.

Cerca de 880 mil pessoas integram o programa. Recebem a ajuda agricultores familiares com renda de até dois salários mínimos em municípios em situação de emergência ou calamidade pública. O pagamento é feito mensalmente por meio do cartão do Bolsa Família ou do Cartão Cidadão, da Caixa Econômica Federal.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Arena Pernambuco abre as portas para jornalistas

Blog do Torcedor


Sob um sol forte na manhã deste domingo, as portas da Arena Pernambuco foram abertas para receber a visita de jornalistas e autoridades. O Governo do Estado e o Consórcio Odebrecht deixaram bem claro que não se tratou da inaguração do novo estádio, mas sim da apresentação oficial.

Evento mesmo só vai acontecer no dia 14 de maio, com um jogo festivo dos operários que participaram da construção da obra. Nesta festa, a Arena terá um público máximo de 15 mil pessoas. No dia 22, o Náutico fará um amistoso contra uma equipe internacional, que ainda não foi definida.

A Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa) está organizando visita do público à Arena. A solicitação pode ser feita por email: visita@secopa.pe.gov.br. As visitas serão feitas sempre aos domigos: 21 e 28 de abril, e 5, 12 e 19 de maio. Não há limites de pessoas para cada visita. No entanto, existem exigências: idade mínima de 12 anos, as pessoas têm que usar tênis e calça comprida.

Governador Eduardo Campos esteve no evento de apresentação da Secopa/Foto: Fábio Jardelino/JC Imagem

No amistoso do Timbu, a Arena está liberada para receber 30 mil pessoas. O estádio só vai receber a capacidade máxima (46 mil pessoas) na partida Espanha x Uruguai, pela Copa das Confederações. Esse aumento gradativo de público é uma estratégia de segurança do estádio traçado pela Fifa.

Os jornalistas entraram pela entrada principal da Arena Pernambuco. Seguimos pela arquibancada central até chegar na orla do gramado, onde ficam o banco de reservas. A estrutura da entrevista coletiva foi armada na área mista, onde os jogadores, em dia de jogos, vão ficar perfilados para entrar no gramado.

As primeiras palavras foram de Ricardo Trade, diretor Executivo de operação do Comitê Organizador Local (COL), que exaltou a determinação e o trabalho de todos os envolvidos na construção da arena. Em seguida foi a vez do governador Eduardo Campos também destacar a importância da construção do moderno e novo estádio. Depois, Bruno Dourado, diretor de contrato da Odebrechet, fez uma comparação: "A Arena Pernambuco é como uma noiva. Está pronta para casar, só está faltando vestir a roupa".

De fato, há pouco o que fazer para a bola rolar. Internamente, falta retirar os plásticos dos assentos e demarcar o gramado (que, por sinal, é um verdadeiro tapete). Visitamos os vestiários, área de aquecimento dos jogadores e a já citada área mista. Na área externa, teve início o revestimento da ETFPE, uma colcha pneumática que está sendo revestida numa estrutura metálica. A estrutura é semelhante a utilizada na Alianza Arena, em Munique, na Alemanha. Assim, o estádio vai mudar de cor de acordo com o clube que vai mandar os jogos na Arena. A instalação da membrana será concluída no final do mês.

Por enquanto, apenas o Náutico acertou contrato para mandar o seus jogos na Arena. O secretário extraordinário da Copa Pernambuco, Ricardo Leitão, esclareceu que o estádio não é do Náutico e que outros clubes podem também acertar um contrato semelhante ao Timbu. Durante a coletiva, Ricarddo Leitão falou que boa parte das obras de acessibilidade estão em processo avançado. Apenas o terminal de ônibus e a estação de metrô Cosme e Damião sofreram atrasos na construção. "Durante a Copa das Confederações, ônibus vão circular do terminal ao estádio. Basta mostrar o ingresso do jogo que o torcedor terá acesso ao transporte gratuitamente. Após a Copa, o sistema de transporte será reforçado", disse Leitão.

A construção da Arena Pernambuco é, sem dúvida, alguma uma nova página no esporte do Estado. O público terá uma nova percepção de como será melhor tratado em dias de jogos. Segundo o presidente da Arena Pernambuco e Negócios, Sinval Andrade, haverá um trabalho de educação e orientação ao torcedor que for ao estádio no dia dos jogos. Sinval também foi questionado sobre o contrato de name rights, e ele esclareceu: "Estamos concluindo a negociação. Antes do dia 14 de maio, vamos anunciar qual patrocinador terá seu nome atrelado à Arena", disse.


Gramado da Arena Pernambuco é um tapete e foi preservado durante a visita da imprensa/Foto: Fábio Jardelino

Sport consegue empate heroico no Arruda e garante liderança


Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Blog do Torcedor 
Parecia que o jogo estava definido quando, aos 10 minutos do segundo tempo, Dênis Marques recebeu a bola na esquerda da área, cortou a defesa e chutou - de chapa- no ângulo esquerdo de Magrão. Golaço. O Sport abaixou a cabeça. Sentiu o golpe. O Tricolor parecia com o resultado de 2 x 1 na mão. Trocava passes com tranquilidade, administrava o jogo sob gritos de "Olé" da sua toricda. Mas, aos 45, o futebol mostrou que lógica, no esporte, inexiste. A bola puniu. Lucas Lima fez boa jogada pela esquerda e foi derrubado por Tozo dentro da área. No último minuto. Pênalti para o Leão. Marcos Aurélio foi para cobrança e empatou uma partida que parecia sob domínio coral. O tento garantiu a liderança do Rubro-Negro, que enfrenta o Ypiranga, nas semifinais. O Tricolor pega o Náutico.
O primeiro tempo foi equilibrado. Na etapa inicial, ambas as equipes criaram boas oportunidades, mas o Tricolor foi mais eficiente ao acertar, aos 43 minutos, o gol, com um belo chute do meia Raul, bem na partida. Antes disso, a própria Cobra Coral havia tido boas oportunidades. A melhor delas foi com Caça-Rato, aos 23. Dênis Marques fez grande jogada pela esquerda e cruzou para seu companheiro de ataque. O camisa 7 cabeceou sozinho, mas mal. A bola foi para longe.
O Sport também chegou forte. A melhor jogada foi com Gabriel, aos 16. Lucas Lima cruzou da esquerda para Gabriel. O zagueiro matou no peito, com estilo, sozinho, mas chutou muito mal. As principais tramas eram feitas pelo lado direito, com Cicinho e, sobretudo, Felipe Azevedo. O lado esquerdo, com Reinaldo, Lucas Lima e Marino pouco ajudou no ataque. Pelo lado coral, o grande nome do primeiro tempo foi Raul, não apenas pelos gols, mas pelos bons lançamentos e passes.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Polícia recupera bebê raptado em Garanhuns.

Blog do Eduardo Peixoto


A Polícia Civil de Pernambuco acaba de recuperar o bebê levado da cidade de Garanhuns, no Agreste do estado. A mulher que levou a criança foi presa no município de União dos Palmares, no Estado de Alagoas. Edivânia Severino da Silva ainda vai prestar depoimento para esclarecer o motivo de ter fugido com o bebê. Ela e a criança estão sendo levadas para Garanhuns. 

Segundo o delegado Marcos Omena, responsável pelo caso, o bebê vai passar por uma unidade de saúde antes de ser entregue a mãe e ao Conselho Tutelar. Uma coletiva prevista para às 15h, foi agendada na Delegacia Seccional da cidade, para divulgar os detalhes do caso. 

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Polícia Civil divulga foto de suspeita de sequestrar bebê em Garanhuns

NE10


A Polícia Civil divulgou na tarde desta quarta-feira (10) a foto da mulher acusada de ter raptado um bebê em um hotel de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Edivânia Severino da Silva foi reconhecida pela mãe do recém-nascido e, desde essa terça (9), policiais civis do município realizam diligências no estado de Alagoas. O motivo do sequestro ainda é desconhecido.

A suspeita mora na região de Garanhuns, mas fugiu para a cidade de Palmeira dos Índios, em Alagoas, onde estava escondida na casa do ex-marido. A polícia foi até o local, entretanto, não encontrou a mulher. Em uma segunda abordagem, na Zona Rural da cidade de Iguaci, Edivânia também conseguiu fugir em questão de poucas horas. De acordo com informações de populares, ela teria recebido uma ligação e saído correndo assustada com o bebê, acompanhada de seu filho mais velho identificado como "Leo". 

A suspeita não estaria dando de mamar ao recém-nascido e teria procurado outras pessoas para amamentá-lo. O delegado responsável pelo caso, Marcos Omenda, não descarta a possibilidade de a mãe ter acertado a venda da criança, já que foi ao hotel com a promessa de receber R$ 2 mil. "Não sabemos porque ela levou o bebê. Quando encontrarmos a suspeita, vamos esclarecer todos os detalhes", acrescentou o delegado.

ENTENDA CASO - A mãe da criança, Zuleide da Conceição, acredita ter sido vítima de um golpe. Moradora da cidade de Canhotinho, também no Agreste, a mãe conheceu um casal que se ofereceu para ajudá-la a conseguir a licença-maternidade. O casal a levou até Garanhuns, com a criança, onde daria entrada nos documentos.

O grupo se hospedou em um hotel em Garanhuns, no Bairro Heliópolis. O casal deu à mãe da crianças alguns remédios, informando que era para ajudar na realização de exames médicos para ter direito ao benefício.

A vítima afirmou que, após tomar os remédios, ficou dopada e só acordou no meio da noite, sozinha e sem o bebê, que teria sido levado pelo casal. No sábado (6), Zuleide prestou queixa no plantão da delegacia regional de Garanhuns e, na segunda (8), foi à segunda delegacia, responsável pelas investigações.

Inoperante no jogo coletivo, Náutico perde para o Crac por 3x1

Blog do Torcedor


Se o torcedor alvirrubro tinha alguma esperança de mudança de atitude após a saída de Vágner Mancini do comando, se frustrou. Sem apresentar um jogo coletivo digno e contando com falhas individuais, o Náutico sofreu diante do Crac e perdeu por 3x1, na noite desta quarta-feira, no estádio Genervino Fonseca, em Catalão, Goiás, pela Copa do Brasil. Pantico, duas vezes, e Danilo anotaram para os donos da casa, enquanto Alcides descontou ainda nos acréscimos.
Com o resultado, o Timbu terá que vencer por 2x0 para se classificar. Se sofrer gols, terá que fazer uma diferença de três. Um novo 3x1 provoca os pênaltis. A partida de volta ocorre na próxima quinta-feira, nos Aflitos.
O JOGO - Armado com um 4-3-3, o time do Náutico conseguiu ser completamente inoperante na primeira etapa. Na defesa, a equipe do interino Levi Gomes não conseguiu segurar o ataque do Crac. Os volantes Martinez e Rodrigo Souto deixaram muitos espaços. Sendo assim, os zagueiros alvirrubros ficaram desprotegidos em muitos momentos. Tanto que com menos de 20 minutos o zagueiro Alison já tinha amarelo por falta dura.

No ataque, o Timbu apostava em uma única jogada: o chutão para o atacante Rogério. Com o campo pesado, a zaga do time goiano matou facilmente a estratégia do Náutico. Rogério mal tocou na bola assim como Elton e Jones Carioca, os outros avançados alvirrubros.

Com o domínio pleno da partida, o Crac chegou ao gol. Aos 21 minutos, após cruzamento na área, o lateral-direito Auremir derrubou Pantico. O árbitro não pensou duas vezes e marcou pênalti. Pantico foi para a cobrança e abriu o placar.

A situação alvirrubra não melhorou com o gol sofrido. A equipe parecia nem ter sentido o golpe sofrido. Os jogadores do Náutico foram quase expectadores de luxo no gramado. Do outro lado, o Crac seguia ligado na partida e aproveitando os espaços deixados pelos volantes alvirrubros. Em um desses ataques, Alison cometeu mais uma falta dura e foi expulso depois de receber o segundo amarelo.

Se no onze contra onze já estava complicado, com um a menos o Timbu sentiu ainda mais dificuldades na partida. O placar de 1x0 contra já não refletia o jogo quando Josa falhou na entrada da área e perdeu a bola para Marcelo Quilder. O jogador do Crac entrou na área e rolou para Pantico, que mandou para as redes mais uma vez aos 44 minutos. O apito para o intervalo foi um alívio para os alvirrubros.

SEGUNDO TEMPO - Na volta para a segunda etapa, o técnico Levi Gomes promoveu alterações no Náutico. O treinador sacou Auremir e Jones Carioca e acionou Dadá e Giovanni respectivamente. O objetivo era melhorar a marcação na direita e a criação no meio. O Timbu até teve chances de fazer o seu gol com Rodrigo Souto, em chute de fora da área, e com Elton, em lance cara a cara com o goleiro. As jogadas, contudo, não foram fruto de uma boa articulação de passes. O Alvirrubro seguiu marcando mal e criando pouco.

Ao contrário do Náutico, os donos da casa continuaram alertas no jogo. O Crac até poderia ter ampliado o marcador, mas Felipe impediu aos 17 minutos após toque de cabeça de Danilo. Aos 25, a falta de pontaria de Pantico ajudou em cobrança de falta. A bola foi para fora.

Como se não bastasse não ter jogado nada coletivamente, o Náutico ainda contou com uma falha individual. Aos 33 minutos, Danilo errou o chute e mandou por cima. O lance parecia ir para fora. No entanto, o goleiro Felipe 'furou' o soco e aceitou o gol. Era o que bastava ao Náutico para esquecer de vez a noite desta quarta-feira. Ainda houve tempo para um gol alvirrubro com Alcides, aos 45, mas nada que animasse o torcedor.

FICHA DA PARTIDA - CRAC-GO 3x1 NÁUTICO

Crac-GO: Aleks; Carlos Sales, Bruno Alves, João Paulo e Rodrigo Crasso; Coquinho, Washington (Tiago Soler), William Amendoim (Julian) e Marcelo Quilder; Pantico (Rafael Dias) e Danilo. Tecnico: Hemerson Maria.

Náutico: Felipe; Auremir (Dadá), Alison, Alcides e Douglas Santos; Josa, Martinez e Rodrigo Souto; Jones Carioca (Giovanni), Rogério (João Paulo) e Elton. Técnico: Levi Gomes (interino).

Copa do Brasil. Local: estádio Genervino da Fonseca, na cidade de Catalão. Árbitro: Alinor Silva da Paixão (MT). Assistentes: Maíza Teles Paiva (SP) e José Araújo Sabino (DF). Gols: Pantico (C) aos 21 e aos 44 minutos do primeiro tempo; Danilo (C) aos 33 e Alcides (N) aos 45 minutos do segundo. Cartão vermelho: Alison (N). Cartões amarelos: Alison, Auremir, Giovanni Augusto, Douglas Santos (N); Pantico (C).


quarta-feira, 10 de abril de 2013

EX DIRETORA E TRÊS FUNCIONÁRIOS DO DOM MOURA SÃO PRESOS.


Blog do Eduardo Peixoto


MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO NA MANHÃ DE HOJE, EXECUTOU 04 MANDADOS DE PRISÃO TEMPORÁRIA DE 5 DIAS, PODENDO SER PRORROGADOS POR MAIS 5 AQUI EM GARANHUNS, CONTRA AS PESSOAS DE :
Drª MARIA EMÍLIA PESSOA, DENTISTA E EX-DIRETORA DO HOSPITAL REGIONAL DOM MOURA.
LÚCIO FERREIRA DUARTE, EX-FUNCIONÁRIO DO HOSPITAL DO HOSPITAL REGIONAL DOM MOURA.
MARCONE SOUTO ARAÚJO, EX-VIGILANTE DO HOSPITAL REGIONAL DOM MOURA.
MARIA VERIDIANA DA COSTA, SERVIDORA DO HOSPITAL REGIONAL DOM MOURA E ESPOSA DE MARCONE.
OS MESMOS SÃO ACUSADOS DE DESVIO DE VERBAS, AS INVESTIGAÇÕES APURARAM QUE FORAM EMITIDOS 62 CHEQUES NO TOTAL DE R$ 270.000,00. AS INVESTIGAÇÕES CONTINUAM.
MANDADOS DE BUSCAS E APREENSÃO TAMBÉM FORAM EXECUTADOS.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

16 municípios brasileiros têm eleições para prefeito

NE10


Eleitores de 16 municípios de sete Estados do País foram às urnas hoje para eleger novos prefeitos e vice-prefeitos. Nessas cidades, os prefeitos eleitos com mais de 50% dos votos tiveram o registro de suas candidaturas barrado definitivamente pela Justiça Eleitoral, que convocou novos pleitos. Com os votos recebidos anulados, os eleitos ficaram impedidos de serem diplomados e empossados. As prefeituras desses municípios são hoje comandadas pelos presidentes das Câmaras de Vereadores.

No Estado de São Paulo, as eleições ocorreram em Eldorado, Coronel Macedo e Fernão, que reúnem 17,9 mil eleitores. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as eleições ocorreram dentro da normalidade, sem nenhum incidente. Esse é o terceiro mês consecutivo que a Justiça convoca novas eleições referentes ao pleito de outubro do ano passado. Agora, uma eleição já está marcada para 5 de maio, em Meruoca, no Ceará.

O secretário-geral da presidência do TSE, Carlos Henrique Braga, informou que 90% dos casos que envolvem impugnação dos candidatos já foram analisados. De acordo com o Código Eleitoral no caso de nulidade de mais de 50% dos votos, novas eleições devem ser marcadas pelos respectivos Tribunais Regionais Eleitorais, no prazo de 20 a 40 dias a partir da decisão judicial que determinou a referida anulação.

A expectativa do TSE é de que até o final do primeiro semestre haja uma definição de todos os casos de impugnação. "São questões que envolvem municípios em que o tribunal precisa amadurecer o posicionamento", disse Braga. Pelos seus cálculos, 90% dos casos estão relacionados à lei da Ficha Limpa, que impede políticos com condenações judiciais de se candidatarem.

Uma das propostas para evitar o problema de concorrentes que são eleitos, mas têm a candidatura impugnada, é antecipar o prazo para o registro das candidaturas, que ocorre tradicionalmente em julho, pouco tempo antes das eleições, em outubro. "O prazo é muito exíguo", disse o secretário-geral do TSE. Outra proposta é que não haja recursos ao tribunal regional. "Se não houvesse recursos, ganharíamos uma instância e não demoraria tanto como temos demorado", disse Braga.

Além dos três municípios de São Paulo, as eleições também ocorreram nas cidades de Pedra Branca do Amapari, no Amapá; Muquém do São Francisco, na Bahia; Diamantina, Cachoeira Dourada São João do Paraíso e Biquinhas, em Minas Gerais; Joaquim Távora, no Paraná; Caiçara do Rio do Vento e Serra do Mel, no Rio Grande do Norte; Triunfo, Fortaleza dos Valos, Sobradinho e Tucunduva, no Rio Grande do Sul.
Fonte: Agência Estado